No começo da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no Brasil, especialistas ainda indicavam que era possível fazer atividade ao ar livre em períodos curtos de tempo, mas com o avanço da doença no país, essa recomendação foi suspensa.

corrida
shutterstock
Praticar atividade física ao ar livre não é recomendado durante a pandemia


No momento, entretanto, diversos governantes já falam em reabertura e fim da quarentena . Ainda assim, médicos orientam que o melhor é seguir praticando exercícios em casa.

De acordo com o clínico geral Roberto Debski, quem está furando a quarentena para praticar atividade física está se colocando em risco e expondo outras pessoas.

“Fazer exercício na rua aumenta o risco de contaminação, pois pesquisas demonstram que a dispersão dos aerossóis quando corremos é maior, podendo atingir muita gente, além de aumentar o número de pessoas na rua. O risco é real e devemos respeitar as orientações das entidades médicas”, explica o médico.

Renata Castro, especialista em medicina esportiva, clínica médica e pós-doutora em cardiologia pela Universidade de Harvard, concorda e vai além. "A análise de segurança depende de vários fatores, e o principal deles é a presença de outras pessoas (possivelmente infectadas) no local em que você está praticando atividade física", comenta. Você pode estar são e livre de sintomas, mas cruzar com um infectado na rua, durante a corrida, ou na ciclovia. 

Risco de transmissão x atividade escolhida

Como os médicos comentam, quanto maior a intensidade do exercício, maiores as chances de uma pessoa contaminar a outra. Um estudo recente do Urban Physics, Wind Engineering & Sports Aerodynamics exemplifica essa questão. 

Para começar, a pesquisa afirma que o novo coronavírus ainda é capaz de contaminar uma pessoa por até 3 horas quando dissipado pelos aerossóis, por isso o risco de aglomerações ou compartilhar espaços. 

O estudo também aponta a distância que o vírus "percorre" e, com isso, o que seria uma distância considerada segura para se manter dos outros. 

  • se ambos estiverem parados, a distância segura é de 1,5m
  • se um infectado está caminhando (uma caminhada leve, em torno de 4 km/h), ele pode contamiar outra pessoa que está até 5m atrás dele
  • se um infectado está correndo (uma corrida forte, em torno de 14,4 km/h), as gotículas da respiração com o vírus podem alcançar até 10m

Quanto mais vigorosa a atividade, maior a propagação do vírus tanto pelo movimento da pessoa quanto pelo esforço que ela faz e, com isso, acaba expelindo mais gotículas. 

Se ainda assim for praticar alguma atividade ao ar livre, Renata reforça a necessidade de se manter distante dos outros. "Como não podemos ter 100% de certeza de que outras pessoas que estejam praticando atividade física estejam isentas do COVID, o mais importante é manter a distância segura (que em caso de corrida pode ser de até 20 metros)", orienta Renata. 

E a máscara?

Segundo a médica, também é fundamental usar máscaras ao sair de casa. Entretanto, o item não cancela as orientações anteriores. "As máscaras reduzem a chance de contaminação, mas a distância segura também deve ser incentivada". 

Se meu prédio liberar a academia, posso frequentar?

Nesse momento de retomada de atividades, alguns condomínios estão liberando o uso de academia. Há ainda regras, como número máximo de frequentadores. E agora, posso ou não usar os equipamentos? 

Se a academia estiver vazia, de acordo com a médica, até é possível se exercitar lá, mas com uma série de cuidados. "É preciso manter distância segura, manter o uso de máscars e limpar aparelhos antes e após o uso com álcool. Durante o treino, evitar tocar o rosto", lista Renata. 

Ainda assim, mais uma vez o melhor é ficar em casa. "Quanto menos contato com outras pessoas, menor a chance de contaminação", resume a médica. 

"Muitas pessoas que precisam se exercitar ao ar livre tem respeitado o isolamento e feito seus exercícios em casa, então não é justo ou ético que alguns não abram mão de suas vontades e ideias e outros que respeitam às normas possam ser prejudicados por quem não segue as orientações. O momento é do nós, do coletivo, pensarmos em termos globais, e não do eu, das minhas necessidades, do individual", alerta Roberto.

Quais exercícios fazer em casa?

O Delas tem uma série completa com exercícios que qualquer pessoa pode fazer em casa e utilizando os itens simples como toalha, cadeira e corda, ou apenas o peso do corpo.

Confira abaixo a lista e se cuide praticando  atividade física em casa:

  1. Como fazer treino de alongamento em casa
  2. Treine o corpo todo em casa utilizando apenas uma toalha
  3. Série simples com corda para quem quer emagrecer
  4. Personal ensina exercícios para fazer na escada
  5. Aprenda um treino usando o sofá e cadeiras
  6. Exercícios de bíceps usando objetos da casa
  7. Treino de perna rápido e potente para fazer em casa
  8. Como trabalhar os braços e o tronco com apenas 2 exercícios?
  9. Aprenda treino rápido para trincar o abdômen
  10. 4 exercícios de postura e equilíbrio para fazer em 11 minutos

    Veja Também

      Mostrar mais