Especialista explica o que é a síndrome da bunda morta
Fundo foto criado por atlascompany - br.freepik.com
Especialista explica o que é a síndrome da bunda morta

A dor no bumbum  de ficar muito tempo sentada é conhecida para além das praticantes do  trabalho remoto ao longo da pandemia. Quem trabalha muitas horas sentada, independente se é em um escritório, dirigindo ou qualquer que seja a profissão, pode sentir  dores musculares nas nádegas. Essa dor específica  não só tem um nome, como também não é exclusiva de quem trabalha sentada: é a síndrome da bunda morta.

Também conhecida como síndrome da amnésia glútea, a condição é comum também entre quem pratica exercícios. "A síndrome da bunda morta nada mais é do que a insuficiência do glúteo médio. Na verdade, ela acaba ocorrendo por causa da falta de preparo desta musculatura e não necessariamente pelo fato de a pessoa ficar sentada quase o dia todo", explica o médico ortopedista e cirurgião da coluna Luciano Miller.

Sintomas

O especialista afirma que qualquer pessoa pode desenvolver a condição se não houver um fortalecimento adequado do glúteo. Ou seja: tem que malhar o bumbum, sim, mesmo que você tenha zero interesse em parecer uma musa fitness.

Os principais sintomas da síndrome da bunda morta ou amnésia glútea são: dor em forma de pontada no quadril ao correr, dor no glúteo durante a palpação ou dificuldade de manter o quadril bem posicionado e dor no quadril em mudança de posição.

Leia Também

Para saber se tem a síndrome, Luciano diz existe uma "primeira perda da curvatura da coluna, segundo ao levantar uma perna o quadril não consegue sustentar e inclina para o lado da perna levantada. Dor no quadril que piora quando fica muito tempo sentado ou quando faz atividade física". A condição também pode ter uma relação genética em pessoas que tenham menos musculatura (uma bunda pequena), mas isso só não é motivo para desenvolver a síndrome.

Leia Também

"A síndrome pode evoluir para dor crônica e também dor no cóccix chamado coccidínea", diz o cirugião.

Como evitar a síndrome da bunda morta?

Ainda que trabalhar sentada seja a realidade da maioria, você não precisa passar o dia todo assim. Fazer exercícios para fortalecer a região ajudam muito. Para além do agachamento e musculação, focar em movimentar a pelve, como dançar, correr, caminhar, podem auxiliar na redução de dores - além de liberar endorfinas, que te dão energia e alegria. O importante é exercitar a região.

Agachamento é um ótimo exercício contra a síndrome da bunda morta
Reprodução
Agachamento é um ótimo exercício contra a síndrome da bunda morta


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários