Veja o que achamos do lançamento das sombras metálicas e blushes em bastão de edição limitada da marca de maquiagem Mary Kay
Divulgação/Mary Kay
Veja o que achamos do lançamento das sombras metálicas e blushes em bastão de edição limitada da marca de maquiagem Mary Kay


maquiagem colorida e cheia de brilho voltou para ficar. Cada vez mais, essas nuances são cada vez mais buscadas para o cotidiano e dão lugar à discrição do matte, compondo looks ousados, divertidos e cativantes. É todo esse conceito de brilho que marca a nova linha de  maquiagem da marca Mary Kay, três duos de sombras e dois batons em bastão.

Parte de um lançamento de edição limitada, são duas  cores de sombra em um compartimento com fundo magnético que pode ser alocado no estojo da marca. As tonalidades super pigmentadas e com acabamento metálico prometem olhares brilhantes.

Já os  blushes em bastão têm composição cremosa e segue o formato 2 em 1: um dos lados é matizado, enquanto o outro é cintilante. Além da aplicação para corar as bochechas, ele também é indicado como iluminador . Com isso, a marca promete um produto versátil e que pode ser aplicado com os dedos, direto na pele ou com pincéis.

A Mary Kay aposta em seis opções de cores das sombras, que se dividem em três duos: Pink & Purple; Black & Pearl; e Copper & Pyrite, com cores que se aproximam de pedras de ferro e tons de cobre. No caso dos blushes, Pink & Glimmer apresenta tons mais rosados e avermelhados, enquanto o Mauve & Shimmer vai por um lado mais neutro e colorações mais terrosas.


As cores me agradaram bastante porque são versáteis e capazes de agradar diversos gostos, desde os mais discretos até aos que gostam de ousar e colorir com intensidade. A paleta Copper & Pyrite me impressionou muito, pela forma como as cores contrastam e se complementam.

Outra ponto positivo é a fácil aderência à pele. Uma coisa que sempre levo em conta quando estou escolhendo qualquer produto de  maquiagem é: leva muito tempo para o efeito prometido pegar na pele? Às vezes o produto engana bem e, apesar de parecer bem pigmentado por fora, pode decepcionar e ser mais fraquinho na aplicação.

No caso desta linha, seja com os dedos ou com o pincel, o brilho e as cores ficam bem marcantes desde a primeira passada. As cores fixam muito bem na pele e, quando usadas em combinação, criam misturas incríveis nos olhos, principalmente em relação ao brilho. Os tons ficam bem perceptíveis e conferem bastante elegância ao look. A pouca necessidade de reaplicação também é um bom indicativo de durabilidade.

Você viu?

Quando vou usar sombras, eu gosto de usar adesivos para que a sombra fique bem marcada e não se espalhe pelo restante dos olhos. Pode ser uma dica para quem não gosta de ter pequenas partículas de glitter espalhadas pelo rosto (particularmente, acho isso bem charmoso e faz parte da experiência de se maquiar com brilho).


Percebi que as sombras se adaptam muito melhor ao olhar se forem espalhadas com os dedos. Foi o que fiz no caso do duo Pink & Purple, já que são cores que se complementam muito bem. No entanto, experimentei diferentes formas de aplicar com os outros duos.

No caso do Copper & Pyrite, comecei aplicando o lado mais esverdeado nas laterais e marcando o côncavo. Depois, apliquei um pouco da base do rosto no meio da pálpebra até o canto lacrimal e esperei secar. Por fim, apliquei o cobre por cima. Essa técnica ajudou a marcar bem a cor da sombra e até a avivou um pouco mais.

O mesmo efeito não cai muito bem com o perolado. No meu olho esquerdo, fiz a técnica da base e a sombra deu uma apagada. No caso desse tom, é legal optar por passar apenas o perolado com os dedos ou o pincel. O preto é bastante pigmentado e também pode ser usado como delineador: é só aplicar com pincel chanfrado .

Quando testei os blushes, complementei os duos nas maçãs do rosto, onde gosto de iluminar. Tanto o lado matte quanto o cintilante são bastante cremosos e o toque à pele é bem gostoso. É engraçado que parece que ele está se desfazendo na bochecha, mas quando você vê está intacto. Outro lado bom dos blushes é que a pele continua com uma sensação macia mesmo com a maquiagem aplicada.

O lado matte já aparece bem depois de uma aplicação, então saiba bem onde você quer passar se quiser usar no rosto para não apelar para o demaquilante depois. No caso do lado cintilante, senti que é preciso duas passadas, para quem é mais básico e gosta de economizar no iluminador.

Devido à textura cremosa , o ideal para não estragar a estrutura pode ser evitar passar pincéis direto na estrutura. Opte por usar os dedos ou passá-los diretamente nas bochechas e espalhar depois, seja com pincel ou com os dedos também. No entanto, dá um pouco de agonia notar que o bastão fica “manchado” de base e pó depois de passar no rosto. Senti que isso apagou um pouco o lado cintilante.

Passei horas com o blush e as sombras no rosto e elas resistiram muito bem. No fim do dia, a sombra estava intacta: a cor continuava vibrante e os brilhos também estavam lá. É claro que se deve levar em consideração que o teste foi feito dentro de casa, sem muitas movimentações na rua, sem exposição ao calor ou a muito suor. 

A remoção pode ser feita sem muito sacrifício. Alguns brilhinhos ficam na pele, o que é normal, mas não é aquela coisa grudenta e que só sai do rosto se você esfregar bem. É fácil de retirar com um algodão de água micelar ou demaquilante. 

O principal revés que tive com a nova linha de maquiagem da Mary Kay foram as embalagens dos duos de sombras. Eles vêm em compartimentos pequenos de plásticos que têm estrutura bem frágil, o que me deixaria insegura, por exemplo, de levá-las comigo em uma necessaire ou na bolsa.

Como explicamos antes, os duos são assim porque podem ser integrados aos  estojos de maquiagem personalizáveis da Mary Kay, mas é um ponto negativo para quem não o possui, mas quer experimentar as novas sombras e armazená-las com segurança. O preço também é um pouco salgado: cada refil do duo de sombras metalizadas custa R$71,90, enquanto os duos de blushes em bastão saem por R$75,90.

A edição limitada de sombras com acabamento metalizado e os blushes em bastão da Mary Kay tem tudo para agradar quem adora uma maquiagem elegante e cheia de personalidade. Os  olhos realmente se tornam o ponto principal da make e o blush é um ótimo suporte para a composição. Em tempos de novo coronavírus e de  uso de máscara constante, enquanto o batom não fica visível, os produtos podem ser opção para quem quer ousar com o olhar.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários