undefined
undefined
undefined

Adela Raz, embaixadora do Afeganistão nos Estados Unidos, falou sobre a retirada das tropas americanas do país depois da tomada do poder pelo Talibã. Em entrevista ao “Axios HBO”, ela disse que não acredita que o presidente Joe Biden  se importe ou esteja preocupado com o futuro das mulheres afegãs. “Ele disse ‘Nós não podemos ser a polícia do mundo para proteger as mulheres em qualquer outro país’”, contou. 


“Na primeira vez que ele visitou a embaixada, estávamos muito animadas de que ele não iria retirar (o exército americano do país) ou de que ele mudaria o trato. Eu até entrei em contato com alguns dos meus superiores e disse: 'Nós não deveríamos acreditar nisso. Nós devemos ser sérios'. Eu acredito que todos esperavam que ele impusesse condições mais fortes, mas ele não fez”, disse Raz.

Durante a entrevista, o jornalista citou um discurso feito por Biden, onde o presidente fala que os direitos humanos são o centro da política externa estadunidense, mas que não agiriam com implantação militar e sim pela diplomacia. Em resposta, ela disse: “Que tipo de ferramenta que respeite os direitos humanos resta agora para pressionar o Talibã?”.

O Talibã tomou o poder do Afeganistão em agosto e desde então, mudanças extremas, principalmente com as mulheres,  voltaram a acontecer no país. O grupo já esteve no poder do Afeganistão de 1996 a 2001, quando foram derrubados pelo exército americano.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários