ver novamente

Elogio

Apontar atitudes bacanas da criança, sem cobrir de elogios qualquer gesto dela: equilíbrio é fundamental

Quem não gosta de receber um elogio? Com os filhos não é diferente. O elogio é importante porque ajuda criança a se perceber como pessoa, a nomear suas qualidades e potencialidades e a fazer com que ela enxergue os recursos que tem dentro de si para ser valorizada em sociedade.

No entanto, não é para sair por aí falando bem do filho e enaltecendo suas qualidades a todo minuto. É preciso ser verdadeiro e elogiar na hora certa. Ao longo do dia, quando a criança tiver bom comportamento ou atitudes louváveis, aproveite para dizer a ela o quanto aquilo foi bacana. Se pegou um papel do chão e jogou no lixo, ressalte: “Muito bem, filho, é importante que cuidemos da natureza e do planeta. Você é muito legal”.  

Mas não precisa resenhar cada desenho dela como uma obra de arte. Elogiar demais cria dificuldades para a criança reagir de forma positiva às críticas, especialmente na vida adulta. Já a ausência de elogios pode ser igualmente prejudicial. Se a criança não recebe nenhuma valorização, tende a ficar insegura quanto às suas próprias qualidades e habilidades. Confie no bom senso.

CONCEITOS RELACIONADOS

todos os conceitos