Vivian Feliciano usou a hipnose para facilitar o parto
Arquivo pessoal
Vivian Feliciano usou a hipnose para facilitar o parto


O parto é um momentos mais emocionantes na vida de uma mãe , então as mulheres estão procurando cada vez mais formas alternativas para dar as boas-vindas aos filhos. A hipnose na sala de parto não é novidade na medicina do exterior e a técnica ficou ainda mais famosa quando Meghan Markle  e Kate Middleton  disseram tê-la usado durante a gestação. 

Os médicos têm trocado a já conhecidas anestesia peridural e raqui pela hipnose para que as parturientes não sejam submetidas a substâncias pesadas. Neste processo, a internação das mamães fica cada vez mais curta, pois a recuperação acontece em menos tempo.


A startup Theia, que é voltada para o público feminino, ouviu mulheres durante o mês de outubro do ano passado e concluiu que 51% das grávidas mostravam interesse em realizar um parto normal, mas apenas 32% assim o fizeram por conta do medo da dor.

Hoje, como forma de aperfeiçoar esse momento, o procedimento de hipnose tem sido adotado nos hospitais para bloquear a dor sem anestesia.

Como funciona? 


A hipnose ainda é uma prática que sofre muito preconceito por conta das histórias apresentadas em livros ou filmes, em que o paciente fica completamente à mercê do profissional, mas o hipnólogo Michael Arruda explica que a ideia é apenas atingir o subconsciente da pessoa. 

“A hipnose terapêutica é um processo natural da nossa mente em que algumas sugestões externas entram na parte mais profunda da mente: o subconsciente. Ele controla tudo e é usado para eliminar sintomas que são indesejados nas pessoas”, descreve. 

Você viu?

O método não é indicado somente para a hora do parto, mas também pode ser usado antes e depois para acalmar e recuperar a paciente. No pré-parto, a mamãe fica nervosa e isso influencia diretamente no nascimento do bebê. Depois de vir o mundo, é essencial o acompanhamento e a continuidade do tratamento, pois serão duas vidas totalmente renovadas, fazendo com que a recuperação seja mais rápida do que o normal.

"A mãe se conecta muito mais com o bebê que nasce de forma tranquila", comenta. "A técnica também pode ajudar a evitar algumas doenças comuns aos recém-nascidos, como alergias, além de ajudar na recuperação da mãe no parto normal, cesárea e na lactação", esclarece.

Vivian Feliciano, de 34 anos, deu à luz Theo há apenas três meses e, antes, queria ter um parto mais natural possível. “Eu sabia que, por mais natural que fosse, qualquer dor era inevitável. Busquei a hipnose como forma de me anestesiar, além de outros recursos para passar pelo parto de maneira mais tranquila e com menos dor possível”, lembra. 

O marido dela é hipnólogo e aplicou seus conhecimentos para prepará-la antes do parto. Vivian também já tinha alguns conhecimentos de hipnose, mas sabia que tinha medo que não tivesse condições de fazer isso sozinha devido à grande pressão. 

“Visualizava como eu queria, já estava bem craque e ele fez em mim uma hipnose para ativar um gatilho na hora do parto para eu sentir menos dor possível. Realmente me ajudou porque o parto foi rápido e eu usei muito os gatilhos. Não é uma anestesia, afinal a dor é necessária na hora do parto para eu saber se eu precisava fazer força ou não”, acrescenta Vivian.

O parto de Theo, que nasceu um pouco prematuro de 36 semanas, durou quase duas horas e quase não tempo de chegar ao hospital por ter sido inesperado. “Eu visualizava que um parto rápido, no tempo dele, mas que eu não sofresse com muita dor”, diz. 

Após a chegada do primeiro bebê, Viviam continuou com a auto-hipnose para ajudar a si mesma e ao filho. “Na fase do puerpério, as pessoas até estranham porque não foi tão difícil para mim. O descontrole hormonal não tem como a gente controlar, mas a mente facilita esse processo e ajuda bastante”. 

Quanto custa?

Para quem estiver interessada na hipnose como alternativa, o primeiro passo é encontrar um profissional competente para ajudar da melhor maneira possível, de preferência, recomendado por uma equipe médica e que tenha experiência no assunto. O valor do método varia entre R$ 1 mil e R$ 10 mil dependendo do tempo que a gestante queira ser acompanhada pelo profissional.

“Não tenha medo porque não tem contraindicações. A hipnose é um estado natural do seu corpo, que vai controlar sua mente. Com a mente tranquila e preparada, você tem a chance de passar por um parto mais tranquilo”, recomenda Vivian.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários