É preciso que a mãe tenha suporte para que a confusão de bico não aconteça, diz obstetra Carolina Curci
Pexels/Wendy Wei
É preciso que a mãe tenha suporte para que a confusão de bico não aconteça, diz obstetra Carolina Curci


Ao passo que a  amamentação é a etapa mais importante na vida de um recém-nascido, sabe-se que ela pode ser uma tarefa difícil e que demanda muito esforço emocional e fisiológico das mães. Uma das situações mais amedrontadoras é quando o bebê começa a fazer a confusão de bico — e passa a negar o seio.


A confusão de bico acontece depois da introdução de bicos artificiais ao bebê, como chupetas e mamadeiras. Esses assessórios também podem causar problemas no palato e alterar o desenvolvimento bucal da criança.

“Quanto mais tarde esse problema for detectado maior será o trabalho necessário para recuperar a amamentação, que pode até acabar em um desmame precoce”, diz a ginecologista e obstetra Carolina Curci.

Você viu?

O que é a confusão de bico?

Esse termo é usado para explicar a dificuldade que algumas mães podem ter para continuar fazendo a amamentação depois que os bebês foram introduzidos aos bicos artificiais. Os movimentos de sucção feitos pelo bebê são diferente nas duas ocasiões, o que pode confundir o bebê na hora de mamar. Devido à dificuldade de ordenhar o leite materno , muitos casos resultam no desmame precoce.

Como sei que o bebê está passando pela confusão de bico?

A médica afirma que é muito importante prestar atenção no comportamento da criança na hora da amamentação. “O problema pode ser detectado quando o bebê passa a morder o seio, se começar a abrir um pouco mais a boquinha, se parecer cansado ou se pegar o bico do seio como se estivesse pegando na mamadeira”, explica Carolina. “Também é preciso avaliar se o bebê fica irritado quando seu seio fica flácido ou se começa a chorar na hora de amamentar”, continua.

Como posso evitar que o bebê tenha confusão de bico?

Para que a confusão de bico não aconteça é importante evitar a introdução da chupeta e da mamadeira, principalmente nas sete primeiras semanas do recém-nascido . Parece uma tarefa simples, mas pode ser muito complicado do ponto de vista da mãe. As mulheres se sentem culpadas e nervosas quando a situação acontece.

Por isso, Carolina afirma que é fundamental que a mulher tenha uma rede de apoio e muita ajuda. “Essa mãe precisa de todo suporte para fazer amamentação a livre demanda. Ao ajudá-la, é mais provável que os bicos artificiais sejam evitados”, diz.

A confusão de bico já está acontecendo. Como reverter?

O processo de reversão da confusão de bico demanda muito cuidado e paciência, principalmente porque o bebê não sabe que está cometendo um erro. Para isso, a médica recomenda caprichar no colo materno e do contato pele a pele para restaurar o vínculo do bebê com a mãe.

Esse contato pode ser feito não apenas quando a criança está fazendo a amamentação. Para isso, é indica o uso do sling. A obstetra aacrescenta que é preciso ter calma e não se culpar. “Não existe receita de bolo, existe uma mamãe ansiosa e um bebê que não sabe o que está fazendo”, diz.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários