Tamanho do texto

Grupo criou um currículo feminista a ser abordado nas escolas, onde meninos e meninas vão aprender sobre representatividade e igualdade de gênero

O feminismo é um assunto que tem ganhado muito espaço nos últimos anos. Cada vez mais são criados grupos feministas que têm como objetivo lutar pelos direitos das mulheres e promover a desconstrução, acabando com atitudes como o machismo. 

Na Austrália, um grupo de estudantes da Fitzroy High School criou um coletivo feminista em 2013. O "Fightback", "Lute de volta" em português, começou pequeno, mas com o apoio da professora Briont O'Keeffe, conquistou mais de 1.200 seguidores nas redes sociais.

Grupo feminista
Reprodução
Grupo feminista "Fightback"


Com o sucesso, elas criaram uma espécie de currículo feminista a ser abordado nas escolas onde meninos e meninas vão aprender sobre a representatividade e igualdade de gênero, representatividade feminina, diferenças salariais e estatísticas de violência doméstica desde cedo, fazendo com que jovens pensem mais criticamente sobre o assunto. 

As 30 lições que fazem parte do currículo estarão disponíveis a partir do final desse mês para todas as instituições educacionais do estado de Victória. A professora Briony O'Keeffe, apoiadora desde o início do grupo, se prepara visitar as escolas e incentivá-las a oferecer o curso para seus alunos. 

O 'Fightback' criou um material para ensinar feminismo nas escolas
Reprodução
O 'Fightback' criou um material para ensinar feminismo nas escolas

No vídeo abaixo, as participantes do "Fightback" falam, em inglês, sobre o projeto. "Acreditamos que podemos fazer um mundo melhor para as pessoas novas", diz uma delas. 



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.