O policial militar Manoel Bonfin dos Santos Silva é acusado de matar a namorada Ana Rita Tabosa Soares
Reprodução
O policial militar Manoel Bonfin dos Santos Silva é acusado de matar a namorada Ana Rita Tabosa Soares

O policial militar Manoel Bonfin dos Santos Silva está sendo investigado por feminicídio . Ele é acusado de matar a namorada Ana Rita Tabosa Soares a tiros e está detido em uma penitenciária em Fortaleza. A defesa do suspeito alega que ele sofre de insanidade mental e a Justiça acatou o pedido para a realização de um exame de perícia.

Segundo o G1, a defesa de Bonfin alega que ele tem uma doença mental, por isso não é capaz de compreender que o feminicídio é algo ilícito. O policial militar está preso desde outubro de 2020 no Presídio Militar, localizado no 5º Batalhão, na região central da capital cearense. 

Por conta de uma decisão da 2ª Vara do Júri da Comarca de Fortaleza, o processo está suspenso até que seja realizada a perícia. O exame pode confirmar ou não que Bonfin sofre de alguma doença mental. Segundo a defesa do PM alega, ele fazia acompanhamento médico há três anos. A Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará disse ao G1 que o nome do policial não consta como no sistema prisional. O órgão público não se manifestou sobre a data ou a realização do exame de perícia.

Relembre o caso

Manoel Bonfin dos Santos Silva foi preso em flagrante após disparar cinco vezes contra a namorada Ana Rita Tabosa Soares. O casal havia saído de um restaurante e estava discutindo. O crime aconteceu na Avenida Silas Munguba, em Fortaleza, e o policial militar foi preso em flagrante.

O Ministério Público apresentou uma denúncia contra Bonfin. "O acusado efetuou vários disparos de arma de fogo dentro do carro no banco do motorista. Quando da chegada da equipe policial ao local, o denunciado saiu de dentro do veículo e se identificou como policial militar e pediu que prestassem socorro a vítima, a arma utilizada fora apreendida e lavrado o respectivo auto de prisão em flagrante", disse o órgão público.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários