mulheres deitadas sorrindo e acariciando o rosto
Pexels/Mahrael Boutros
"Minha ex-sogra deu de cara com a minha bunda quando abriu a porta do quarto da minha ex", diz uma das histórias de leitoras flagradas fazendo sexo


Quem nunca foi flagrado fazendo sexo que atire a primeira pedra. Todo mundo tem uma  história constrangedora em que, quando o clima estava esquentando com a pessoa amada (ou com você mesma), foi surpreendido  no ato .


Sim, a vergonha é tremenda e a gente pensa que nunca mais vai querer transar novamente. Mas depois que o sentimento passa, é normal que esses momentos se tornem marcantes e hilários, muitas vezes compartilhados na mesa do bar para fazer a galera rir.

O iG Delas recebeu histórias no mínimo espalhafatosas de algumas leitoras que foram flagradas fazendo sexo . Selecionamos seis delas, que você pode ler a partir daqui. Divirta-se!

Quem nunca?

"Eu estava com um ficante no meu quarto e as coisas esquentaram um pouco. Quando estávamos  sem roupa já no ato em si, minha mãe abriu a porta do quarto e nos flagrou. Fiquei sem olhar na cara dela por uma semana".

- Arthur, 25.

Festinha quase discreta

"Tava em uma grande festa de comunidade e resolvi ir para a cozinha ajudar um amigo a organizar as coisas na geladeira. Antes dessa festa eu tinha bebido horrores, então eu estava um pouco alterada e comecei a sentir um clima com esse amigo. Aproveitamos que estávamos só nós dois na cozinha, sentei na mesa e a gente começou a se pegar. Apaguei a luz pra disfarçar melhor e ele começou a tentar tirar minha roupa. De repente, a luz acendeu e o pai dele entrou na cozinha para repor o estoque de algumas bebidas da festa. Ele entrou rindo, pegou as coisas, disse “filho, em casa a gente conversa” e saiu correndo. Dali para frente eu não lembro de mais nada além de sentar no chão em choque de vergonha".

- Claudia*, 24

Competição de hipismo

Tava lá no rala e rola, primeira vez que saía com o cara e ele dividia quarto com o melhor amigo . Parecia uma competição de hipismo, eu estava montada nele. quando o melhor amigo entrou no quarto e acendeu a luz. Aí ele apagou e foi saindo devagarzinho! MORRI DE VERGONHA! Na hora de ir embora, o amigo dele estava lá embaixo no prédio, sentado na mureta da entrada esperando para poder subir. Quando o crush foi me levar para o carro a gente passou por ele e eu cumprimentei tipo “oi, você acabou de me ver peladona, né? rs”. Quis me enterrar".

- Laura*, 21

Cena nada esperada

"Era madrugada e eu estava  na casa da minha namorada na época. A gente tinha transado e estávamos nuas na cama dela. Eu estava deitada no ombro dela, com a bunda virada para a porta do quarto. A luz da lanterna do celular estava acesa e estávamos num momento de aconchego, super tranquilas. Quando do nada a mãe dela empurra a porta do quarto (cuja fechadura estava quebrada) e dá de cara com aquela cena (mais conhecinha como minha bunda) e eu deitava sobre os seios da filha dela.

A mãe dela tomou um susto, encostou a porta e saiu correndo para a cozinha. Fiquei no quarto mooorta de vergonha escondida embaixo de um edredom enquanto minha ex se vestiu e foi para a cozinha conversar com a mãe. As duas ficaram rindo horrores da situação e a mãe deu graças a deus que não foi o pai que viu aquela cena. Ela pediu mais cuidado para a minha ex, para não fazer mais aquilo com todos em casa… No dia seguinte, morri de vergonha de ter que olhar para a cara da minha ex-sogra enquanto dizia tchau.

- Lorena*, 21

Aventura na floresta

Eu estava em um rolê em uma faculdade com a minha melhor amiga e passei a festa inteira de olho em um menino lindo. Ele tinha o olho mais verde que eu vi na vida, mas eu pensava que era “muita areia pro meu caminhão”. Quando deu umas 5 horas da manhã, eu e ela estávamos muito bêbadas. A gente ia tomar a última e iria embora, então fui para a barraquinha de bebida e quem para do meu lado? O cara gato. Ele puxou assunto comigo e perguntou se eu já tinha provado uma bebida de canela, e eu respondi que não sabia, mas que meu beijo era. Ele deu risada e disse para irmos para um lugar mais tranquilo para eu mostrar para ele.

Falei para a minha amiga que já voltava e fui com o menino para uns matinhos da faculdade (não me orgulho disso). Começamos a nos pegar loucamente. Ele colocou o amiguinho dele para fora e a gente começou a transar. Tudo ia bem, até que eu escutei a voz da minha amiga chamando meu nome. Travei na hora e gritei para que ele colocasse “aquele negócio” dentro da calça. Ela falou que ficou uma hora me esperando e que estava na hora de ir, então fui embora. O menino até chegou a me chamar para a casa dele, mas fiquei tão mal pela cena que broxei. Porém queria".

- Paloma, 24

Regra anulada

"Até ano passado meu namorado não podia dormir comigo no quarto, mesmo já namorando por bons anos. A casa e as regras são dos meus pais, mas isso mudou depois desse acontecimento. Como à noite eu precisava ir para outro quarto, nós tínhamos que tentar fazer coisinhas silenciosas de dia, e com a porta apenas um pouco aberta (não podia trancar e, por três anos, eles nunca pegaram).

Nesse dia, eu fiquei possuída e não fui muito silenciosa, subindo em cima dele. Meu pai ouviu e, desacreditado, ainda chamou minha mãe para ver e dar a bronca. No outro dia, segurei o vexame de ouvir meu pai dar um sermão sobre esse tema pouco agradável para os filhos. Bom, depois desse dia meu namorado passou a poder dormir no meu quarto, então não foi de todo mal

- Helena*, 22

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários