Tamanho do texto

Bolar um "plano B" para o caso de alguém aparecer de surpresa e até "equipar" a cama com meias para evitar que ela faça barulho, por exemplo, são coisas que podem evitar situações constrangedoras nesse momento

Assim como em muitas outras edições do “ BBB ”, a deste ano também está dando o que falar quando o assunto é a pegação que alguns casais arriscam debaixo do edredom. Os primeiros a ousar foram Lucas e Jéssica, que, apesar de não terem se beijado durante o reality, trocaram carícias aparentemente bem ousadas. Breno e Paula também arriscaram uns amassos sob as cobertas após uma festa nesta semana, e, nesta terça-feira, Patrícia e Kaysar protagonizaram cenas “calientes” enquanto a colega de quarto Ana Clara estava por perto. Apesar de não sermos vigiados por câmeras como os participantes do programa, fazer sexo em casa quando não se mora sozinho pode ser um desafio mesmo fora do “BBB”.

Leia também: Fui pega no flagra fazendo sexo, e agora? Veja como contornar esta situação

Mesmo fora do 'BBB', fazer sexo em casa pode ser um desafio, mas algumas técnicas podem te ajudar
Reprodução/Rede Globo
Mesmo fora do 'BBB', fazer sexo em casa pode ser um desafio, mas algumas técnicas podem te ajudar

Apesar de sexo ser algo normal, muita gente ainda tem certo bloqueio na hora de falar sobre ele, principalmente quando o papo é com familiares. Se falar sobre já é algo complicado, é de se esperar, portanto, que ninguém queira ser surpreendido por um parente quando está fazendo sexo em casa . Para pessoas que ainda não são financeiramente independentes e não têm como morar sozinhas, o melhor seria investir em idas a um motel, mas, se essa possibilidade também não existe, listamos x dicas de como evitar perturbar as outras pessoas da casa durante esse momento e garantir um pouco mais de privacidade:

1. Não se aventure pela casa

Pode até parecer óbvio, mas a primeira coisa com a qual os casais devem se preocupar nesse momento é em não rir da cara do perigo. Ambientes comuns da casa – como a sala, a cozinha e um banheiro que não seja suíte – não são a melhor escolha para quem quer fazer sexo em casa simplesmente porque, quando alguém da família resolve ir buscar um copo de água ou abrir a porta para o cachorro fazer xixi, não espera encontrar um casal transando, certo?

Muita gente opta pelo banheiro e até liga o chuveiro para abafar possíveis ruídos, mas, se ele não for uma suíte, as chances de o casal ter de passar por uma área comum – como um corredor – para chegar ao cômodo são grandes e, se forem vistos, pode pegar mal. O melhor mesmo é ficar no quarto e escolher o momento em que seja menos provável que algum parente passeie pela casa (é claro que não dá para adivinhar, mas evitar horas em que todos estejam acordados e fazendo tarefas diárias já é um começo).

Leia também: Cinco posições sexuais para um sexo ao estilo "BBB" debaixo do edredom

2. Não tirem todas as roupas

Você pode até pensar que fazer sexo sem tirar todas as peças de roupa (inclusive as famigeradas meias) é esquisito, mas fazer isso garante uma rapidez maior caso vocês tenham de colocá-las depressa para evitar uma situação constrangedora. Sutiãs, camisetas e vestidos, por exemplo, podem ficar. Inclusive, estimular alguém por cima das roupas ou não tirar todas elas dá um toque “provocativo” e pode ser bem excitante.

3. Tenham um “plano B” combinado

Está certo que o objetivo é não ser surpreendido por alguém, mas, se acontecer, ter uma estratégia em mente (e combinada entre os dois) pode ajudar.

Se vocês estão no quarto, por exemplo, pode ser uma boa ideia optar pela posição em que o casal fica de conchinha e puxar o cobertor ou lençol até os ombros. Ao menor sinal de que alguém está próximo, vocês param de se mexer e fingem estar dormindo. Dependendo de como for, a pessoa pode até desconfiar de algo, mas ao menos vocês evitam o “olho no olho” e um constrangimento ainda maior.

4. Caprichem na comunicação não-verbal

Em momentos assim, falar e expressar o que está sentindo com gemidos não é exatamente uma boa ideia, principalmente se o resto das pessoas que vivem com você estão dormindo.


"Oh, não pare! Oh! Oh! Não pare!"

Além de se esforçar para não emitir ruídos que podem estragar tudo, é uma boa hora para aguçar os sentidos e perceber o parceiro ou parceira de outra forma. Pela intensidade dos toques da pessoa, a forma com que ela se movimenta, a velocidade da respiração dela e até o ritmo cardíaco, é possível saber o quanto ela está curtindo o momento sem falar uma palavra sequer. 

5. Separe um par de meias – eles podem ser úteis

Vocês até podem conseguir manter o silêncio, mas é possível que sua cama resolva ficar naquele “nhec nhec” e entregue o que está rolando ali. Se não for possível impedir o móvel de emitir esses sons, uma alternativa é transar em outros locais do quarto, como uma poltrona, uma cadeira ou até no chão. Além disso, há também a opção de usar meias para resolver o problema.

É isso mesmo; se por algum motivo você não encontrar o que está fazendo a cama ranger e ela não deixar de fazer barulho mesmo após os parafusos serem apertados, uma ideia é retirar o colchão e enrolar meias velhas (ou qualquer outro tecido) nas extremidades das ripas de madeira que formam o estrado. Ah, e é claro, manter a cama afastada da parede também é uma forma de evitar barulhos.

6. Optem por posições mais básicas

Por mais que vocês tenham vontade de inovar no sexo, esse não é um momento apropriado para testar posições mirabolantes que podem resultar em alguém caindo e acordando a casa toda. Na hora de fazer sexo em casa, o melhor é optar por posições sexuais mais simples, como o papai e mamãe, a conchinha, a que a mulher fica sobre o parceiro ou até o 69.

7. Som ambiente

Se você tem o costume de deixar a televisão ligada ou uma música rolando quando está no quarto, mantenha isso mesmo quando os programas ou o som forem a menor das suas preocupações. Além de abafar ruídos que podem ocorrer durante o sexo, isso faz com que, do lado de fora do cômodo, você esteja em um momento normal, assistindo a um filme ou curtindo um som. 

Leia também: Cinco coisas que o "BBB 18" tem ensinado sobre relacionamentos e amizades

8. Nada de deixar rastros

De nada adianta evitar barulhos e até bolar planos para ninguém descobrir que você está fazendo sexo em casa se, após o ato, você deixar rastros. Lembre-se de descartar a embalagem da camisinha (e a própria também, por favor), guardar brinquedos eróticos e, é claro, não esquecer peças de roupa na casa alheia.

    Leia tudo sobre: BBB
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.