Em
Reprodução
Em "10 Coisas que Odeio em Você", Patrick (Heath Ledger) finge interesse em Kat (Julia Stiles), mas depois acaba realmente se apaixonando

Quem nunca mentiu, que atire a primeira pedra! No Dia da Mentira , então, é muito comum que as pessoas façam pegadinhas para celebrar o 1º de abril. A situação pode ser descontraída na data, mas não fora dela. A mentira é uma das grandes causadoras de desentendimentos e separações dos casais.

O Delas perguntou para algumas mulheres qual foi a maior  história já inventada por seus parceiros(as) em um relacionamento. “Ela(e) é só uma amiga(o)”, “Eu não sou moleque, viu?”, “Eu demorei porque…” ou “Eu não faria isso com você”, essas são frases que geralmente acompanham  mentiras  clássicas. Confira os relatos.




Meredith Grey fazendo escola 


“Minha ex namorada tinha um problema muito sério de desmaios. Toda vez que ficava muito estressada, a menina caia durinha no chão. Até que um dia fatídico eu descubro que, na verdade, ela não tinha problema nenhum e só fingia desmaio para fugir das brigas. Ela teve a ideia depois de assistir um episódio de Greys Anatomy”


Jéssica, 20 anos, estudante


Home office diferente


“Meu ex namorado dizia que precisava do meu carro para ir trabalhar, eu enchia o tanque, andava de ônibus para ele poder ir de carro (porque ele saía muito tarde e era mais longe do que o meu trabalho). Descobri que ele usava o carro para ir na casa da amante.”

Bárbara, 27 anos, médica veterinária


“Ela é só uma amiga”


“Meu ex me apresentou uma menina como melhor amiga dele. Durante o namoro, a gente se via pouco (ele morava em outra cidade), porque ele não tinha dinheiro para vir todo final de semana para a minha cidade. Um dia nós brigamos e ele parou de me responder por WhatsApp. Fiquei preocupada. Ele me respondeu depois de 5 dias porque tinha ido ACAMPAR com a melhor amiga dele. Terminamos. Duas semanas depois descobri que eles fizeram 1 mês de namoro”.

Anônima, 22 anos, estudante

Você viu?


“Ela é só uma amiga” versão família


“Eu tinha 14 anos e me relacionei com João*, que era 9 anos mais velho. Ele só não me contou que já namorava outra pessoa. As redes sociais na época não eram tão ativas, então, não dava para “rastrear muito”. Na época, ele me levou até a cidade natal dele para conhecer os pais, irmãos, primos, tios. Eu tava feliz com o príncipe encantado que mandava rosas, surpresas durante a aula (eu estava no ensino médio), ia me buscar na escola, pediu para namorar comigo para minha mãe e tudo mais. Até o dia em que minha amiga viu ele na fila do cinema de abraços dados com outra (minha amiga foi incrível e me mandou as fotos). Ao questionar ele, recebi um: “Ela é minha prima”. A menina chegou a me confirmar por uma rede social que era isso, ou seja, eu não sei quem foi mais corna porque eu acreditei. Uma vez estava com o Waze no celular dele e recebi uma mensagem dela que não tinha como negar o envolvimento deles. Até hoje me pergunto o que tinha na cabeça pra acreditar na história e o porque a menina me confirmou a história dele.”


Grazi*, 21 anos, jornalista


Reciclando os presentes


“Quando meu ex-namorado foi me pedir em namoro, ele me deu um homem de ferro de pelúcia (sim, aquele super-herói). Eu era fissurada nos Avengers, então, eu AMEI. Ele me afirmou que tinha rodado muito tempo atrás de algo desse tipo, por isso fiquei mega feliz. Dois anos depois, descubro que o presente, na verdade, foi comprado como uma tentativa de voltar com a ex dele e ela não aceitou. Então, eu fiquei com o presente de tentativa de volta, rs.”


Jaqueline, 23 anos, analista de sistemas


Se fez de sonso


“Meu ex-namorado usava o aplicativo Snapchat, que em 2017 todo mundo ainda usava. Eu não usava, mas não me importava com como e com quem ele usava. Certa vez, nós dois estávamos jogando um jogo no celular dele, ele recebeu uma foto no Snap de uma menina a qual não me recordo mais o nome. Pedi para ele abrir, afinal, ele nunca me deixava trocar nem mensagens com homens do trabalho sobre coisas do trabalho, nada mais justo do que eu saber o conteúdo da foto. Além disso, ele repetiu muitas vezes que não era nada demais. Se não era nada demais ele poderia abrir, certo? Hoje sei que era um tanto abusivo de minha parte, mas foi ao insistir que ele abriu uma foto com um nude da menina com a legenda "em resposta ao seu". Como quem não quer nada, ele me respondeu da seguinte forma: "Eu não sei do que essa mulher está falando!", e depois de muita insistência minha continuou com: "Ah, mas o meu celular deve ter enviado sozinho, não é culpa minha!". O pior? Eu aceitei HAHAHAHA”

Letícia, 22 anos, estudante 

A "prima" ataca novamente

"Meu ex-namorado foi passar as férias do trabalho em Balneário Camboriú e me disse que tinha ido ver uma prima. Quando terminamos, descobri que a menina, na verdade, era a ex-namorada dele (eles namoravam antes de nós estarmos juntos) e eles combinado de ir para essa viagem como um 'remember'"

Bruna*, 21 anos, professora de inglês. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários