Juliette e Fiuk
Divulgação
Juliette e Fiuk


BBB 21 estreou na última segunda-feira, 25, e com menos de uma semana do reality show da Rede Globo, já surgiram  vários memes relacionados a essa edição. Nas redes sociais, um dos assuntos mais comentadosé a relação da participante Juliette, do grupo Pipoca com o cantor Fiuk, do Camarote. 



No começo, os dois ganharam a simpatia do público que começou a "shippar" os dois, ou seja, torcer para formassem um casal. O shipp "Fiukette", entretanto, não durou muito. A advogada um pouco grudenta com o filho do Fábio Jr. e isso acabou afastando os dois. Em uma ocasião, Fiuk estava falando de macarrão com outros confinados, quando Juliette o interrompeu para falar dos “futuros filhos” do casal. Ele riu constrangido e pediu calma.  

A emoção da participante ao lado do crush é tanta, que virou até funk. A música criada por MC WC, chama-se “Calma, Juliette, ele só foi educado”, que chegou em primeiro lugar dos assuntos mais comentados do Twitter na quarta-feira, 27. 

Não se engane de pensar que só o Fiuk passou por  poucas e boas com um crush, digamos, grudento e emocionado. Leitoras do iG Delas, compartilharam histórias parecidas com o que o cantor está passando. Confira: 


Ele fez a mãe dele ligar 


“Me mudei para estudar em Portugal e como não conhecia ninguém lá. Minha mãe falou para eu chamar o filho de uma conhecida dela que morava lá. Eu tinha 19 anos e ele 30, achei um pouco estranho, mas queria um amigo. Começamos a conversar. Se eu ficava mais de 30 minutos sem responder, ele me ligava e perguntava o porquê de eu ignorar ele. Quando eu parei de falar, por que não queria nada, eu recebi uma ligação da mãe dele, me perguntando o que o filho fez de errado para eu não falar mais com ele.”

- Monise, 24 anos, autônoma 


Coração de gelo 


“Conheci um menino no meu trabalho, éramos só colegas. Um dia ele me chamou pra irmos em uma peça de teatro. Até aí, ok. Fomos, jantamos e nada mais aconteceu. Ele me trouxe em casa e no outro dia no trabalho ele me levou chocolate no meu setor. Minha chefe viu e achou estranho.

Isso foi se repetindo. Quase duas semanas depois, eu falei pra ele que estava chato pois minha chefe estava de olho e não queria nada com ele, foi só uma saída. Ele disse que eu ainda iria casar com ele, que eu era o amor da vida dele e que ele iria quebrar meu coração de gelo. No fim, na festa da empresa ele acabou não indo, mas uma ‘amiga’ em comum falou que ele tinha falado que tava quase namorando comigo.”

- Guilia, 30 anos, enfermeira 

Você viu?


Namoro futuro 

“Conheci um cara num barzinho, ficamos e foi super gostoso. Começamos a conversar e de 5 em 5 minutos ele mandava mensagem falando que eu era linda. Até aí tudo bem. Depois de uma semana saímos e tinha uma amiga minha junto. Acabamos conhecendo uns caras e depois eu descobri que, quando eu fui no banheiro, esse boy que eu tava ficando virou pros caras e falou ‘eu e a Jade vamos namorar daqui 1 mês’. Daí pra frente foi só pra trás: ele passou o rolê inteiro grudado comigo querendo ficar me beijando no meio da roda, falando ‘ai amor, porque você não fica comigo? eu to sentindo sua falta’, eu estava do lado dele. Resumo do rolê: Eu mandei ele embora e ele ainda me chamou de fútil e banal.”

- Jade, 26 anos, arquiteta 


Pedido inusitado 


“O menino que eu dei meu primeiro beijo, pediu pra eu levar meu pai no nosso primeiro encontro para me pedir em namoro na frente dele.”

- Beatriz, 18 anos, autônoma 


Algo diferente no olhar 

“Fiquei com um menino que conheci no parque e ele já veio falando que via nos meus olhos e que eu era especial. Ele me chamava pra sair, mas eu enrolei muito para aceitar. Quando rolou, o melhor amigo dele já estava me chamando de "cunhada". Eu tinha avisado para ele que eu não queria nada sério. Eu estava  muito próxima de uns amigos na época e comentei que saía muito mais com homens do que com mulheres  e ele soltou ‘contanto que sejam só amigos, tudo bem’, nessa hore tive certeza que o cara era doido. Depois que fui embora, parei de falar com ele que não desistia.

Pouco tempo depois, apareceu namorando de aliança. Terminou e apareceu com outra menina. Depois que terminou com a segunda, veio me chamar e mandou ‘sabe pq eu parei de correr atrás de você? Porque você me dá vácuo’. É óbvio que eu não respondi.”

- Tawa, 29 anos, advogada 


Sinal do Universo 


“Eu tinha 15 anos e estava no segundo encontro com um boy meio emocionado que eu já não tava muito afim. A gente estava no Ibira quando de repente um cara pediu uma moça em casamento na nossa frente... Nisso o indivíduo vira pra mim super sério e lança ‘acho que isso é um sinal pra gente’ eu quis morrer na hora. Mal consegui olhar pra cara dele depois.”

- Juliana, 18, estudante 


Declaração


“Uma vez sai com um menino, amigo da minha amiga, fomos ao cinema pela primeira vez, quando estávamos nos beijando, ele disse ‘Eu te amo’, eu fiquei tipo sem entender e ele  falou: ‘já vivi tempo o suficiente com você pra saber que te amo’. O encontro tinha duas horas.”

- Gabrielle, 21 anos, estudante 

Fofo ou estranho? 


“O cara levou um buquê de rosas, um ursinho e uma carta com mais de 3 folhas no primeiro encontro. Fora que tava de camisa e calça social em pleno verão!! Isso porque a gente se conheceu no Tinder não tinha nem uma semana e ele foi super emocionado. Eu só queria ir embora e pedi ajuda pra uma amiga pra sair daquela situação.”

- Barbara, 24 anos, Designer 


Queria se mudar para outro país 


“O menino que eu nunca vi na vida queria mudar pra Itália pra morar comigo. Nos conhecemos on-line, porque ele é brasileiro e morava aqui,  mas acabamos nunca nos vendo, pois ele voltou pro Brasil logo depois. Nós conversamos mas, não era nada demais, eram uns papos nada a ver.

Até que um dia ele me ligou falando que precisava falar comigo e eu fiquei sem entender, a gente não falava pelo telefone. Fizemos isso só uma vez porque ele ia me contar uma história de aliens e não queria mandar um áudio enorme. Ok, resumindo ele falou que gostava muito de mim e que sentia que a gente tinha algo especial e que daria super certo e que ele queria vir pra Itália pra gente ficar perto e poder ficar junto.

O máximo de flerte que teve foi zoeira no Insta do tipo, ‘nossa, gata ta solteira?”,  e nem era frequente, sabe? Não fiquei trocando mil ideias iludindo o menino. Fiquei chocada e nunca mais respondi”

- Dandara, 22, intercambista 


Quem acredita, sempre alcança 


“Eu fiquei chamando o cara do meu trabalho de noivo por meses, falava que a gente ia ter que conversar em casa e essas coisas. Hoje a gente mora junto e tô noiva. Amo/sou a Juliette”

- Beatriz, 32, assessora 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários