Conceito de street wedding permite aos noivos fotografar com intimidade e mais relaxados do que na festa de casamento

Street wedding: noivos escolham cenário e posam a sós, fora da festa
Everton Rosa
Street wedding: noivos escolham cenário e posam a sós, fora da festa
Não importa se o planejamento dura muitos anos ou poucos meses: no dia D, preocupações e tensões com a própria festa podem acabar com o registro da cerimônia. Afinal, nervosismo não se disfarça com maquiagem. Pensando na dificuldade de muitas noivas em relaxar e se soltar na hora dos flashes da própria festa, o fotógrafo Everton Rosa propõe uma sessão de fotos batizada de street wedding, maneira incomum e criativa de registrar a união de um casal.

Leia também
Saiba como orientar o fotógrafo para o seu casamento

Com mais de 500 cerimônias de casamento no currículo, Everton percebeu ao longo dos anos como as fotos tiradas no dia de subir ao altar nem sempre alcançavam as expectativas. A constatação lhe deu uma ideia: por que não proporcionar uma sessão de fotos de casamento sem os conceitos religiosos e fora do cenário da festa? Foi assim que surgiu, em 2009, o conceito do street wedding – ou “casamento na rua”.

De véu e buquê

A proposta é simples: o casal escolhe um ambiente que tenha a ver com sua história e Everton e sua equipe preparam ambos para um encontro com ares de casamento. A noiva usa seu vestido e o noivo, seu traje habitual. De acordo com o fotógrafo, quando o noivo vê a parceira pela primeira vez vestida realmente de noiva, com buquê em mãos, a sensação de casamento já acontece – e é registrada pelas lentes.

Ao contrário dos ensaios ao estilo trash the dress e day after , o street wedding pode ser feito em qualquer data, e não somente após a cerimônia do casamento.

Também ocorre em qualquer cenário: Everton já fotografou na praia, dentro de um avião, em cima de uma moto. “Certa vez fotografei um casal que tinha uma lambreta e ela era o xodó dos dois. Não deu outra: fizemos o casamento do casal com a lambreta”, conta.

O fotógrafo estimula a cumplicidade dos casais para a sessão de fotos
Everton Rosa
O fotógrafo estimula a cumplicidade dos casais para a sessão de fotos


Chorando com os noivos

Para criar a atmosfera ideal, Everton acabou desenvolvendo um ritual moderno de encontro e promessas, palavras feitas como os votos no altar. “Extrair a essência não é tão fácil quanto se imagina”, comenta ele, que já chorou, junto com a equipe, durante as promessas feitas por um casal fotografado.

Para ele, o essencial é o casal entender que não são modelos: estão apenas vivendo um momento um com o outro. “Não é o ensaio que garante uma relação, mas esse tipo de atitude pode torná-la mais forte, mais consolidada: o casal sempre irá lembrar-se do prometido naquele momento”, diz.

Qualquer casal pode fazer uma sessão de street wedding: daquele que já está casado há anos àquele que nem pensa em colocar os pés em uma igreja. O fotógrafo, que transformou praias e teco-tecos em “altares” da vida de diferentes casais, já registrou a “união” até mesmo de um casal que estava junto há mais de 40 anos.

Para ele, assim como um escritor precisa se retirar para escrever, um casal precisa de um lugar para sentir o quanto o sentimento entre ambos é especial. Depois, os noivos compartilhar com a família o ritual do casamento por meio das fotos e vídeos. “O amor envolvido com o ambiente escolhido é que traz bom resultado à proposta”, finaliza.



Leia mais
Guia do casamento: ideias, dicas e soluções para a noiva planejar o grande dia
Agenda da Noiva: o que fazer mês a mês

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.