Mulheres que amamentaram por seis meses ou mais apresentaram redução do índice de massa corporal décadas mais tarde, aponta novo estudo

NYT

Mulher que amamenta durante seis meses ou mais tem IMC menor em longo prazo
Thinkstock/Getty Images
Mulher que amamenta durante seis meses ou mais tem IMC menor em longo prazo

Quantos filhos a mulher teve e se ela amamentou pode afetar seu índice de massa corporal (IMC) décadas mais tarde, afirma um novo estudo inglês. Segundo os pesquisadores, engravidar aumenta o risco de obesidade, mas amamentar diminui esse risco, mesmo em longo prazo.

"Através de pesquisas como esta as mulheres que estão em idade fértil podem enxergar que amamentar é bom para elas e para seus filhos e que os benefícios para a própria saúde podem ter uma duração extremamente longa", disse Kirsty Bobrow, pesquisadora clínica da Universidade de Oxford, na Inglaterra.

Para o estudo, Bobrow e seus colegas avaliaram informações de cerca de 740 mil mulheres na pós-menopausa que participam inicialmente de uma pesquisa britânica feita entre 1996 e 2001, aBritain’s Million Women. A média de idade das participantes do estudo foi de 58 anos.

Leia também:
10 motivos para amamentar seu bebê
Amamentação: por que às vezes é tão difícil?

Todas relataram a sua altura, peso, história reprodutiva e outros dados. Elas também responderam perguntas sobre amamentação.

O índice de massa corporal médio era maior entre as mulheres que tiveram mais filhos. Entre aquelas que não tiveram filhos, o IMC médio foi de 25,6 - um pouco acima do peso. Para as mulheres com quatro ou mais partos, a média foi de 27,2.

>> Calcule seu IMC

Entre as mulheres que deram à luz, 70% das gestantes tinham amamentado por uma média de 7,7 meses. Os pesquisadores descobriram que para cada seis meses de amamentação, o IMC médio abaixou cerca de 1%. Eles consideram a porcentagem “relativamente pequena, mas importante. Uma redução persistente.”

Metabolismo

O estudo, publicado em julho no International Journal of Obesity, não prova que a amamentação vai deixar a mulher mais magra. Ele apenas mostra uma associação entre esses dois fatores. No entanto, o vínculo entre amamentação e redução do IMC foi mantido mesmo quando os pesquisadores levaram em conta tabagismo, atividade física e outros fatores que podem afetar o peso.

Leia também: Os erros mais comuns da amamentação e como evitá-los

Os pesquisadores têm várias hipóteses para explicar por que amamentar ajuda a controlar o peso em longo prazo. Uma delas é a chamada hipótese de "reset" (reiniciar, em português), disse Bobrow. “Essa hipótese prega que a amamentação pode ser envolvida na reconfiguração de vários centros de controle metabólico do cérebro após o parto", explica Bobrow.

Para as mulheres que ainda não deram à luz, o estudo sugere que é importante considerar a amamentação e perguntar ao seu médico quanto peso você deve ganhar. Obter aconselhamento sobre nutrição é uma boa idéia também, afirma Gunderson. "Quando você estiver grávida, procure orientação para ter uma boa alimentação", sugeriu.


Leia ainda:
Dossiê: amamentação
Amamentação exclusiva até 6 meses influencia rendimento escolar
Mães interrompem amamentação mais cedo por falta de orientação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.