Mulheres trocam momentos de prazer por presentes caros e mesadas generosas

Mimadas: as
Getty Images
Mimadas: as "sugar" preferem os milionários
Elas não são amantes apaixonadas nem prostitutas que recebem por “programa”. As “sugar baby” se envolvem intimamente com homens maduros, bem sucedidos e, por que não, casados, em busca de presentes caros e uma mesada generosa no final do mês.

Leia também:
Os mitos da traição
Mulheres são contra traição, mas apoiam amantes
Traição é sempre culpa do marido?

O acordo é claro. Em troca, a mulher deve oferecer mais do que um belo corpo, ela precisa proporcionar momentos deliciosos ao seu homem e jamais tocar em assuntos desagradáveis ou fazer cobranças. “Alguns caras querem somente uma acompanhante, mas essa não é a ideia de uma sugar baby”, esclarece Kari, que se identifica como “Azucar”.

Kari é universitária e estuda nos EUA. “Não é barato se formar em psicologia e morar aqui na Flórida”, diz . Com 25 anos, ela manteve relações por quatro anos com um homem mais velho que a sustentava parcialmente. Ele era seu “sugar daddy”.

A jovem está pensativa, pois acaba de receber uma nova proposta. Desta vez, um senhor de 74 anos oferece casa, carro e uma mesada razoável. "A parte boa é que ele não se importa se eu sair com outros caras. E não é só o dinheiro, mas também a companhia e o papel de mentor”, diz.

Sites de encontros cruzam interesses e preferências de jovens mulheres e homens com dinheiro
Reprodução
Sites de encontros cruzam interesses e preferências de jovens mulheres e homens com dinheiro
O plano da estudante é ficar com o novo par “até cansar dele”, e continua: “Parece cruel, mas não é. Ele quer que eu viva bem", justifica.

Sites de baby encontros
Homens endinheirados em busca de garotas bonitas não fazem parte de um movimento inédito. O que muda nessa história é o outro lado: as jovens são ambiciosas, decididas e com “planos de carreira”.

Parte desse segmento, dezenas de sites pagos especializados, como o sugarsugar.com e o charmingfriends.com, formam pares e facilitam encontros. Mulheres bonitas postam fotos e estimativa de quanto querem receber em presentes, mimos e dinheiro. Já os homens disponibilizam perfil, renda média e expectativas.

Kari diz que tem perfis publicados em alguns sites do gênero, mas ainda não testou a rentabilidade deles: “Fui contatada por muitos homens, mas ainda estou esperando para ver o quanto eles são reais”, comenta. Enquanto isso, ela toca os estudos e espera pelo daddy ideal: “Atraente, sexy, bom de cama, com bom papo, e, claro, capaz de me mimar”, idealiza.

Leia também:
Ingrid Guimarães: "A sociedade está ficando muito careta"
Separação tardia: o fim do casamento na maturidade
Sou sua mulher, não sua mãe

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.