Mulheres adeptas do ménage à trois contam o que pode e o que não pode na hora de se entregar a essa fantasia sexual; diálogo, confiança e intimidade são essenciais ao casal

Antiga, a fantasia de transar a três ronda o imaginário de muitos casais. No entanto, ao mesmo tempo em que parece funcionar como a brecha perfeita para escapar daquela rotina monogâmica, o chamado ménage à trois não é isento de consequências. Trazer uma pessoa a mais para a cama pode proporcionar muito prazer, mas também pode causar fissuras numa relação. 

 “A gente ainda vivem uma sociedade muito monogâmica e não estamos totalmente preparados para quebrar esse tabu. Ainda existe nas relações aquela ideia da posse, o amor associado à fidelidade e exclusividade. Por questões que envolvem o ciúme e a insegurança, muitas mulheres não vem o sexo a três como uma fantasia. É como se elas não estivessem dando conta do recado”, explica a consultora comportamental e personal sex trainer Rita Rostirola.

Diálogo, confiança e intimidade são essenciais para um sexo a três prazeroso
Thinkstock/Getty Images
Diálogo, confiança e intimidade são essenciais para um sexo a três prazeroso


Considerando essas questões, é preciso estar preparado ao concretizar essa fantasia. O Delas conversou com mulheres adeptas do ménage para dar dicas de como fazer essa preparação.

1 - ABRA O JOGO SEM MEDO 
O primeiro passo é sentar e conversar sobre tudo o que envolve a prática: vontades, receios e dúvidas. Só depois de deixar tudo claro é que o casal consegue avaliar se a relação a três pode sair do mundo da imaginação para a vida real. “Sempre que vou sair com um casal, preparo eles. Primeiro, combino tudo com a mulher, nunca com o homem. Acredito que a mulher do casal merece ser tratada como rainha nesse momento. Ela tem que ter a segurança de que tudo vai acontecer do jeito que ela quer e que não precisa ter ciúmes”, explica Jéssica, que prefere omitir seu sobrenome por privacidade.  

Jéssica adora sair com casais e já passou por diversas experiências a três. No ménage, ela faz o papel de single, termo que determina a terceira pessoa que vai para a cama costumeiramente com um casal.

Leia também: Pesquisa revela o que as mulheres mais veem nos sites pornôs

2 – SE PREPARE PARA UMA REAÇÃO NEGATIVA        
Uma conversa e pronto, o outro lado está pronto para ceder à fantasia do parceiro. Nem sempre a proposta é levada tão na boa, assim. Por isso, vale se preparar para uma reação não muito bacana. A pessoa pode achar que existe algum problema na relação e desencadear uma série de questionamentos. A saída é trabalhar essa insegurança aos poucos, com propostas mais leves. Por que não começar com filmes (veja dicas abaixo) que abordam o ménage de um jeito legal?

Conheça filmes que mostram o menáge à trois: 


3 – NÃO SEJA COADJUVANTE   
No sexo a três, é normal que acabe rolando uma “química” maior entre duas pessoas, em algum momento. Se isso acontecer, basta entrar na brincadeira ou tentar incluir aquela pessoa que está se sentindo um pouco de lado. Esse cuidado evita que um possível ‘climão’ tome conta do ambiente.

4 – NOVIDADE QUE ASSUSTA   
Na imaginação, todo mundo dá conta de transar com duas pessoas ao mesmo tempo. Na vida real, isso pode ser um pouco assustador, em princípio. Essa 'novidade' pode ter alguns efeitos colaterais, principalmente nos homens. “O que pode acontecer é o homem brochar. Eles ficam muito ansiosos, pensando se vão dar conta, ou como a esposa vai reagir. Se a cabeça de cima não está tranquila, a de baixo pode dar trabalho”, brinca Jéssica. Para contornar, a dica é tentar outros estímulos, que consigam deixar todos mais relaxados e à vontade para transar.

5 – PODE NÃO SER UMA MARAVILHA  
 “A primeira vez que eu e meu marido saímos com uma terceira pessoa foi legal, mas não deu muito certo. Fiquei com medo de o meu parceiro sentir ciúmes, então não rolou nem beijo. Depois dessa vez, começou o chororô. Ele de um lado, eu de outro, prometendo que nunca mais faríamos isso”, lembra a digitadora M. L., que tem um ménage fixo com o marido e um parceiro há cinco anos.

Saiba mais: Sexo a três: perdas, ganhos e relatos de quem já fez

6 – APRENDA COM OS ERROS  
Se a química do trio não rolar na primeira vez, entenda que isso é natural e previsível. Depois dessa experiência não tão boa, o casal pode conversar sobre os pontos negativos e tentar mais algumas vezes, para então avaliar se é uma fantasia possível ou que precisa ser descartada.

7 – MANTENHA A MENTE ABERTA         
Ménage, tabus e preconceitos relacionados à sexualidade simplesmente não combinam e resultam em um verdadeiro desastre. “Se for um homem e duas mulheres, a esposa ou namorada precisa topar a relação com uma pessoa do mesmo sexo. Tem que sentir prazer, ali na hora mesmo, senão não funciona”, acredita Denise*, de 31 anos.

O casal deve encarar o ménage por prazer e não por obrigação
Getty Images
O casal deve encarar o ménage por prazer e não por obrigação

8 – NÃO CRIE EXPECTATIVAS    
Relação ótima, boa sintonia, química na medida certa... E ponto final. Um ménage bem sucedido não obriga que as partes mantenham um contato íntimo, depois da experiência. Aliás, o 'grude' pode ser visto com maus olhos. “Alguns parceiros me sufocavam, querendo ficar em cima o tempo todo, sem deixar a mulher respirar. Chegam a perguntar para o esposo se ele libera a mulher para saírem só os dois.”, desabafa M. L.

9 – ESTABELEÇA SEUS LIMITES
Antes de deixar tudo rolar, o casal precisa combinar quais são as regras para que a relação seja legal para ambos. Desse jeito, dá para estipular o que é permitido e o que não pode acontecer em hipótese nenhuma. Essas disposições variam de casal para casal, obviamente. Para uns, penetração não entra no pacote do ménage, apenas sexo oral e masturbação. Para outros, porém, a porta do coração é aberta com um simples beijo, que já é proibido logo de cara.

10 - FAÇA POR PRAZER
Ninguém precisa se sujeitar a nada, principalmente se o objetivo é agradar o outro lado. Quem anula os próprios desejos e vontades desse jeito não consegue aproveitar o momento, muito menos se dispor para outras tentativas. Sobra mágoa, frustração e outros efeitos colaterais que podem acabar prejudicando a relação do casal, de acordo com Rita Rostirola.

*Nome fictício, adotado a pedido da entrevistada

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.