Tamanho do texto

"Minhas rosas foram massacradas", diz a mulher após descobrir o que havia acontecido; história foi divulgada em um grupo australiano no Facebook

Ao planejar um casamento, os custos podem ser bem elevados e, por isso, é natural que o casal tente economizar dinheiro em alguns aspectos. Apesar disso, há alguns limites que precisam ser respeitados. No entanto, uma noiva, que não teve a identidade revelada, teve uma atitude bem incomum ao montar o seu buquê e a decoração da cerimônia.

Leia também: Noiva sugere que madrinha grávida faça aborto para não "estragar casamento"

noiva com buquê na mão
shutterstock
Uma noiva, que não teve a identidade revela, decidiu economizar na decoração e roubou as flores do jardim da vizinha

Em um grupo do Facebook, uma jardineira australiana, que é vizinha da noiva , conta que a mulher invadiu seu jardim e cortou todas as suas flores, incluindo uma roseira de R$ 840, para usar no grande dia. A autora da publicação diz que ficou confusa e furiosa ao saber o que havia acontecido.

“Eu fui até o meu quintal em uma manhã de sexta-feira e encontrei todas as flores do meu jardim cortadas. Naturalmente, eu fiquei devastada. Minhas rosas foram massacradas, incluindo uma espécie rara, que levou três anos para ser cultivada”, escreve na mensagem divulgada na rede social.

Noiva é descoberta – e precisou pagar uma multa

A forma como a verdade veio à tona impressiona. Um amigo disse à jardineira que havia visto as plantas nas fotos de casamento de alguém que morava próximo a ela. O rapaz mostrou as imagens – e a responsável pelo jardim soube imediatamente que se tratava das suas coleções.

Leia também: Noiva acusa madrinha de ser o centro das atenções e cobra dela R$ 152 mil

“Percebi que as petúnias e as impatiens em meus vasos pintados de branco, muito distintas, estavam sendo usadas como peças centrais”, conta. Além disso, ela também reparou que as madrinhas usavam buquês com outras flores cultivadas por ela.

A jardineira sabia que as espécies eram suas, pois ela é "a única pessoa na região que as cultiva.” "Aparentemente, a mulher passou pela minha casa e viu meu jardim florido e, na escuridão da noite dias antes do seu casamento, cortou todas as minhas flores e pegou meus vasos para usar em seu casamento”, destaca.

Leia também: Convidados querem levar oito pessoas à casamento e web reage: “Não é um churrasco”

A vizinha ainda diz que tentou fazer uma denúncia à polícia após descobrir o que havia acontecido com o seu quintal, mas, apesar de perder quase tudo, ela só conseguiu fazer com que a noiva recebesse uma multa no valor de, aproximadamente, R$ 137.