Tamanho do texto

Jade Seba notou a boca inchada no final da gestação. Ao Delas, médico detalha essa mudança e alerta quando a futura mamãe deve se preocupar

O corpo de uma mulher passa por inúmeras alterações durante a gravidez, e o inchaço é um dos sintomas mais comuns nesse período. Recentemente, a influenciadora digital Jade Seba – grávida de oito meses – comentou, no Instagram, que notou sua boca inchada no final da gestação. Mas é normal apresentar esse tipo de inchaço nesse período?

Leia também: Luiza Possi reclama de ganho de peso na gravidez; até quanto pode engordar?

boca inchada
Reprodução/Instagram/@jadeseba
Jade Seba reparou que seus lábios incharam no final da gravidez. Especialista explica se essa mudança é normal


Apesar de não ser algo tão comum, não há motivo para se preocupar com a boca inchada . Ela pode até ser bem vinda! Jade afirma que gostou de ter os lábios maiores e, ao Delas , manifesta o desejo de continuar com o bocão depois do nascimento do filho. “A minha boca era pequena, então o inchaço a deixou no tamanho que eu gostaria de ter”, admite ela.

Para esclarecer essa alteração atípica em grávidas, o  Delas conversou com o ginecologista e obstetra Domingos Mantelli. Ele diz que o inchaço acontece em diversas partes do corpo da mulher no período, mas reforça que não é comum que ele ocorra na boca.

“É possível que os lábios sofram alguma alteração. O aumento do fluxo sanguíneo em todo o corpo pode contribuir para o brilho dos lábios durante a gestação”, explica o médico.

Leia também: Por que grávidas e mães no pós-parto devem tomar a vacina da gripe?

Como cuidar da boca inchada na gravidez?

boca inchada
shutterstock
Hidratar os lábios e cuidar da alimentação são as melhores alternativas para reduzir o inchaço


Para lidar com isso, a  youtuber abusou da hidratação na região afetada. “Eu já tinha a boca bem ressecada, então agora, por ela estar inchada, eu hidratei mais”, afirma.

Mantelli recomenda que a mulher beba muita água, evite comer fast-food e controle o consumo de sal. “O corpo da mulher desincha logo nos primeiros três ou quatro meses (às vezes pode se prolongar até os seis), e isso vale para os lábios também”, salienta o médico.

Como lidar com o inchaço na gravidez?

boca inchada
Reprodução/Instagram/@jadeseba
O inchaço não atrapalhou a rotina de Jade Seba


De acordo com Jade Seba , o inchaço não atrapalhou sua rotina nem interferiu na alimentação. Entretanto, a youtuber fala de outras dificuldades com as mudanças que ocorreram na estrutura física na reta final da gravidez.

“Eu sinto um pouco mais o inchaço nas pernas. Se eu ficar o dia inteiro em pé acaba doendo. Sentada, dependendo da posição, acabo tendo falta de ar”, pontua ela.

Para o médico, é importante alternar a postura e “não ficar por muito tempo em pé nem sentada”, pois isso ajuda a reduzir os incômodos.

Atenção aos sinais de alerta

boca inchada
Reprodução/Instagram/@jadeseba
Ficar inchada no início da gestação pode ser um sinal de alerta e merece atenção

Mantelli ressalta que o inchaço na gravidez, apesar de ser comum, merece atenção. “Enquanto algumas mulheres sofrem com o problema por terem mais tendência, para outras gestantes isso indica algo mais sério”, afirma o médico.

“Normalmente, surge nos pés, tornozelos, mãos e dedos. Por isso, anéis apertados e sandálias que não fecham direito são os principais sinais e pedem uma conversa com o obstetra. Em alguns casos, ele pode recorrer a exames, como de sangue, testes físicos, aferição da pressão e até ultrassonografia”, acrescenta o profissional.

Leia também: Tatá Werneck tem descolamento ovular; entenda o que é, como acontece e cuidados

O especialista alega que esses sintomas, incluindo a boca inchada , precisam de cuidado. “Se o inchaço ocorre no início da gestação sem motivo aparente é sinal de alerta. Deve ser investigado com cautela, já que pré-eclâmpsia, pressão alta, trombose ou algum outro problema vascular pode estar por trás do problema”, finaliza Mantelli.