Tamanho do texto

Cantora fala que já ganhou mais de 13 kg durante os seis meses de gestação

Grávida do primeiro filho, a cantora Luiza Possi participou recentemente de uma live com a revista “TopMagazine”, onde compartilhou as principais mudanças dessa nova fase de sua vida. A cantora contou como estão os preparativos e as expectativas para o nascimento de Lucca, além de falar sobre ganho de peso na gravidez.

Leia também: Tatá Werneck e Fernanda Lima têm hiperêmese gravídica; entenda o que é a doença

Luiza Possi
Reprodução/Instagram
Luiza Possi fala sobre ganho de peso na gravidez e comenta que já engordou mais de 13 kg em seis meses

Luiza contou que está sentindo desejos na gestação e revelou que está viciada em chocolate. Os excessos levaram a cantora a ter um ganho de peso na gravidez de 13,5 kg e, quando ela se deu conta, decidiu “pisar no freio” e repensar seus hábitos alimentares para evitar qualquer problema durante e depois de dar à luz.

Outro fato que a cantora comentou foi a necessidade de trocar a maioria das roupas do seu armário para se adaptar ao novo corpo. Além de Luiza Possi, Tatá Werneck, que está no 3º mês de gestação, já havia dito que também começou a perder as roupas.

Leia também: Ideias simples para adaptar o que você tem no guarda-roupa em roupas de grávida

Até quanto é normal ter ganho de peso na gravidez ?

Grávida medindo a barriga com fita métrica
shutterstock
O ganho de peso na gravidez vai variar de mulher para mulher, mas a média é de nove a dez quilos durante os nove meses

Ganhar peso e perder roupas durante a gestação é completamente normal, já que o corpo precisa passar por mudanças para garantir o desenvolvimento do bebê. No entanto, muitas gestantes se preocupam com os quilos a mais e se questionam se estão dentro do "padrão" quando as transformações começam a surgir.

Não é possível dizer exatamente quanto se deve engordar durante a gestação, já que cada mulher tem um corpo e isso varia de caso para caso. Porém, em entrevista prévia ao Delas , o ginecologista Élvio Floresti explica que o ideal é a mãe aumentar de nove a dez quilos durante os nove meses.

“Do início até o terceiro mês, o correto é manter o peso que a mulher já tinha antes da gestação, depois ir aumentando em torno de 1 a 1,5 kg por mês”, fala. Além disso, o médico completa que, ao contrário do que muitas mães acreditam, nem sempre há relação direta entre a saúde da criança e o ganho de peso delas.

“O importante é verificar o desenvolvimento adequado do bebê, não faltar nas consultas. O peso do bebê não tem relação direta com o ganho ponderal da gestante", completa o ginecologista.

Leia também: Fernanda Lima está grávida de novo! Há riscos em uma gravidez depois dos 40?

É possível controlar o peso durante a gravidez?

Grávida sentada no sofá com bandeja de comida à frente
shutterstock
Para controlar o ganho de peso, o ideal é ter acompanhamento profissional com um nutricionista ou endocrinologista

Além de frear o consumo de chocolate e outros doces, Luiza Possi está praticando atividades físicas com acompanhamento especial para as gestantes. O objetivo é garantir uma gestação saudável tanto para ela quanto para o bebê.

Nesse sentido, Élvio Floresti recomenda o acompanhamento de um nutricionista ou endocrinologista para ter esse controle de peso durante os meses de gestação. O ginecologista também fala que é importante quebrar esse mito de que as grávidas precisam “comer por dois”.

Como ele disse anteriormente, o peso da mãe nem sempre está diretamente relacionado com a saúde do bebê. Por fim, o ideal é priorizar alimentos naturais e saudáveis para controlar o ganho de peso na gravidez . “É bom evitar os carboidratos, como pães e bolachas”, fala. Além de ter sempre acompanhamento médico.

    Leia tudo sobre: gravidez