Tamanho do texto

Por ter uma condição rara, bebê precisou ser submetido a uma cirurgia no segundo trimestre de gestação e, depois, voltou ao útero para se desenvolver

Imagine dar à luz duas vezes ao mesmo filho. Parece impossível, não? No entanto, a história do filho de Joni Reinkemeyer prova o contrário. Ao site do jornal “The Sun” , a mãe conta que o pequeno Jackson teve de passar por uma cirurgia e “nasceu” duas vezes em um período de dez semanas.

Leia também: De repente... um bebê! Jovem descobre gravidez 45 minutos antes de dar à luz

Mãe e pai segurando bebê
Reprodução/Facebook/joni.reinkemeyer
Por conta de uma condição rara do bebê, ele passou por uma cirurgia e o nascimento de Jackson aconteceu duas vezes


Os médicos que acompanhavam a norte-americana da cidade de Linn descobriram que o bebê tinha uma condição rara quano a mãe estava na 19ª semana de gestação. Jackson apresentava um problema no desenvolvimento da espinha - havia uma lacuna em sua medula espinhal - e precisava de uma cirurgia

Porém, o que Joni não sabia é que o bebê seria colocado novamente no seu útero após a operação. Portanto, ele “nasceria” duas vezes.

Leia também: Parto surpresa! Mãe dá à luz em posto de gasolina no meio da estrada

O médico da mãe, Michale Bebbington, explica ao jornal britânico que esse tipo de cirurgia é bem raro e há muitos riscos durante o procedimento. “Ele revelou que uma operação como aquela nunca havia sido feita antes no hospital”, fala Joni. Mesmo com medo, a mãe aceitou arriscar submeter o filho à operação para garantir a sua saúde.

“Depois de pensar com cuidado, meu marido e eu decidimos que precisávamos dar uma chance. Se isso pudesse ajudar nosso bebê a ter uma vida mais fácil, nós faríamos isso”, fala.

Duplo nascimento após cirurgia

Pai, mãe e bebê no parque
Reprodução/Facebook/joni.reinkemeyer
O menino passou por uma cirurgia no segundo trimestre de gestação e, depois, voltou ao útero e nasceu após 10 semanas

A operação ocorreu no final do segundo trimestre de gestação , quando os médicos consideraram que o bebê já estava grande o suficiente para sobreviver à cirurgia. “Meu menino pesava apenas 1 kg na época”, fala a mãe.

Leia também: Mãe desabafa sobre condição que a fazia chorar durante amamentação

Para fazer a cirurgia , foram necessários 32 profissionais. Depois do procedimento na coluna, o bebê foi colocado novamente no útero da mãe e, cerca de 10 semanas depois, ele foi trazido ao mundo novamente através de uma cesárea.

Após o “duplo nascimento”, a mãe garante que o menino está bem e saudável. “As pessoas perguntam se ele terá dois aniversários. Já que ele nasceu duas vezes, acho que vamos, sim, permitir que ele tenha dois bolos”, brinca.