Tamanho do texto

"Eu tenho cinco filhos e eles nunca serão vacinados", diz a mãe no Facebook e a Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta sobre os riscos dessa atitude

Quando se trata de vacinar os filhos, existe um grande debate entre os pais. Enquanto muitos são a favor outros acreditam que isso é algo desnecessário e que não contribui para a saúde da criança. Um exemplo é uma mãe de cinco filhos que gerou polêmica no Facebook por dizer que nunca vai dar nenhuma vacina nos filhos porque eles já são “protegidos por Jesus”.

Leia também: Maternidade polêmica: mãe de 8 sofre  ataques por família não tradicional

Uma mãe acredita que não precisa vacinar os filhos porque eles já são protegidos por Jesus e atitude gera debate
shutterstock
Uma mãe acredita que não precisa vacinar os filhos porque eles já são protegidos por Jesus e atitude gera debate


A mãe, cuja identidade foi preservada, escreve o seguinte: “Eu tenho cinco filhos e eles nunca serão vacinados. Eles são protegidos por Jesus porque eu sei que a fé ajuda você a seguir o caminho correto. As mesmas pessoas que me dizem para vacinar são as mesmas pessoas que me dizem que Deus não criou magistralmente este planeta”.

Leia também: Mãe impressiona com lista de exigências para encontrar babá; confira

Segundo informações do site britânico “UNILAD”, o post gerou repercussão e muitos usuários começaram a responder a mãe . Fazendo uma suposta referência a vacina de tétano, uma pessoa tenta provocar dizendo que se um dos filhos dela se machucar com um prego enferrujado como o que usaram para pregar Jesus na cruz, ele ficaria muito mal pelo simples fato de não ser vacinado.

A importância de vacinar  

O OMS diz que vacinar é importante para combater doenças, por isso, alerta os pais
shutterstock
O OMS diz que vacinar é importante para combater doenças, por isso, alerta os pais


Essa publicação é um exemplo de que muitos pais deixam de vacinar seus filhos e os motivos são diversos. A Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta sobre os riscos dessa atitude e em um comunicado divulgado nos últimos dias explica que essa relutância em dar vacina nas crianças “ameaça reverter o progresso feito no combate a doenças evitáveis ​​por vacinação”.

Segundo a organização, a vacina previne até 3 milhões de mortes por ano, por isso, eles fazem questão de expressar preocupação que sentem ao notar que muitas pessoas são contra a esse método de prevenção. O sarampo, por exemplo, é uma doença que tem registrado um aumento de 30% nos casos, sendo que 72 crianças e adultos morreram por causa dessa doença no ano passado.

Leia também: Foto de mãe trabalhando com bebê de três meses no colo causa polêmica

Vacinar é uma das formas mais econômicas de evitar doenças – atualmente previne de 2 a 3 milhões de mortes por ano e outros 1,5 milhões poderiam ser evitados se a cobertura global de vacinação melhorasse”, afirmam os representantes da OMS.

    Leia tudo sobre: Facebook

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.