Tamanho do texto

Uma nova gestação poderia deixar a britânica Kelly Bullock na cadeira de rodas. Foi aí que a amiga Kimberley Bott decidiu gerar o filho de Kelly

De um lado, uma mãe com o desejo de aumentar a família, mas sem poder realizar o sonho após complicações na primeira gestação. Do outro, uma amiga disposta a ajudar. E assim se faz mais uma história de barriga de aluguel , essa com um final feliz. 

Kelly Bullock ao lado da família. Filho mais novo nasceu após gestação em uma barriga de aluguel
Reprodução/Facebook
Kelly Bullock ao lado da família. Filho mais novo nasceu após gestação em uma barriga de aluguel


Kelly Bullock e o marido, Paul, já eram mais de um menino de 5 anos e, segundo informações do jornal "Metro", queriam mais um filho. Entretanto, a britânica corria sérios riscos de não andar mais caso engravidasse de novo. A solução foi usar uma barriga de aluguel . Depois de três tentativas, Riley nasceu para completar a família Bullock. 

A primeira gravidez de Kelly havia sido conturbada. Quando estava na 10ª semana, começou a sentir dores que se sepalhavam pela região pélvica, lombar e articulações das pernas. Com 20 semanas ela mal conseguia andar e teve que usar uma cadeira de rodas a partir da 24ª semana da gravidez. 

A britânica foi diagnosticada com disfunção da sínfise púbica e geralmente a dor e os problemas nas articulações melhoram e até passam depois do nascimento da criança. Não foi o que aconteceu com ela. O trabalho de parto de Brody, o primeiro filho, só piorou o quadro. 

Depois da gestação , Kelly passou por uma cirurgia para aliviar a dor, mas os médicos a alertaram que no caso de uma nova gravidez ela poderia ter consequências graves e até não andar mais. 

Leia também: Homem contrata barriga de aluguel para realizar sonho de esposa com câncer

Barriga de aluguel para realizar sonho do segundo filho

Kelly e a amiga Kimberly, que aceitou ser barriga de aluguel para que ela pudesse ter um segundo filho
Reprodução/Metro.co.uk
Kelly e a amiga Kimberly, que aceitou ser barriga de aluguel para que ela pudesse ter um segundo filho

"Isso [o prognóstico dos médicos] acabou comigo porque eu queria desesperadamente mais um filho, mas estava apavorada em pensar em passar por uma gravidez de novo, ainda mais sabendo que poderia ser muito pior", fala Kelly ao jornal britânico. 

Ela e o marido começaram a pensar na barriga de aluguel, mas achavam que essa opção seria muito cara. Foi então que Kimberly Bott, amiga do casal, apareceu na história, e se voluntariou a  gerar o filho de Kelly. "Cai no choro e fiquei muito feliz e empolgada. Esse era o único jeito de eu ter outro filho biológico e seguimos com a ideia", lembra Kelly. 

Ainda segundo o jornal, o casal pegou um empréstimo para pagar a fertilização in vitro e todo o processo, que só deu certo na terceira tentativa - que seria também a última, já que Kelly e Paul não tinham mais verba. 

Kelly acompanhou toda a gravidez de Kimberly e Riley nasceu no final de abril, saudável, e em um parto sem nenhuma complicação. 

A família se sente completa depois de o uso da barriga de aluguel ter sido um sucesso e agora Kelly, o marido e os dois filhos fazem viagens e contam toda a experiência em um blog comandado pela britânica. 


    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.