Tamanho do texto

"É melhor você ficar quieto ou será jogado para fora da janela", disse ainda funcionário da companhia aérea para a criança que já estava assustada

Uma família indiana  afirma que foi expulsa de um avião de uma das principais companhias aéreas da Europa por causa de choro de bebê, segundo informações do jornal “Times of India”. Segundo a acusação, apesar de a mãe já ter confortado a criança enquanto o avião estava taxiando, um funcionário pediu para que a criança ficasse sentada, o que a deixou ainda mais assustada. A partir disso, o pequeno  começou a chorar descontroladamente .

Mãe já havia interrompido o choro de bebê, mas atitude de um funcionário fez a criança se assustar novamente
Shutterstock
Mãe já havia interrompido o choro de bebê, mas atitude de um funcionário fez a criança se assustar novamente


Em seguida, o avião retornou ao terminal, e a família teve de se retirar do avião, junto de outros indianos sentados atrás deles. De acordo com informações, o episódio do choro de bebê aconteceu em um voo da British Airways, em um voo de Londres, na Inglaterra, para Berlim, na Alemanha, no final do mês de julho.

A família é de um oficial da secretaria conjunta do governo da Índia, que fez uma reclamação para o Ministro da Aviação, Suresh Prabhu. Ele alega que a família foi “humilhada e julgada por sua raça” pela companhia aérea.

“Foi anunciado que era preciso afivelar o cinto de segurança, e meu filho de três anos de idade começou a chorar. Minha esposa conseguiu tranquilizar o menino em seus braços, mas um funcionário chegou e começou a gritar para que a criança fosse colocada em seu assento”, diz a carta de reclamação do oficial, que não teve sua identidade revelada.

“Meu filho ficou assustado e começou a chorar ainda mais. Outra família indiana sentada atrás de nós ofereceu alguns biscoitos para tentar consolar o bebê , enquanto minha esposa colocava meu filho chorando em seu assento. O mesmo funcionário voltou e começou a gritar com o bebê, afirmando: ‘É melhor você ficar quieto ou será jogado para fora da janela’”, continua.

“Ele disse que teríamos de sair do avião se ele continuasse, ficamos assustados”, afirma. O oficial conta que o avião retornou ao terminal e que um funcionário da companhia entrou na aeronave e retirou os cartões de embarque deles e da outra família indiana. Todos tiveram de desembarcar.

Leia também: Mães com filhos são barradas em passeio e guia compara bebês a cachorros

A resposta da companhia aérea sobre a expulsão por causa do choro de bebê

Um porta-voz da companhia disse que está sendo feita uma investigação sobre a expulsão por causa de choro de bebê
shutterstock
Um porta-voz da companhia disse que está sendo feita uma investigação sobre a expulsão por causa de choro de bebê


Um porta-voz da British Airways se pronunciou sobre o caso da expulsão da família diante do choro de bebê . “Nós levamos as reclamações de forma extremamente séria e não iremos tolerar qualquer tipo de discriminação. Nós começamos uma investigação completa e estamos em contato direto com o cliente”, esclarece.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.