Tamanho do texto

"Todos são bem-vindos, mas eu prefiro que as pessoas não tragam bebês neste passeio", disse o guia do passeio turístico no Reino Unido. Saiba mais

No Reino Unido, Lydia Grellier e Helen Ianson foram impedidas de participar do roteiro turístico "New Manchester Walks". Elas levaram os filhos, de oito e nove meses de idade, para participar do passeio com elas e, por isso, acabaram barradas. De acordo com as mães, o guia do local deixou claro que elas não eram bem-vindas e afirmou que tour não funcionava com bebês. Ele ainda alegou que as pessoas poderiam se destrair com os bebês. 

Leia também: Blogueira diz ter sido expulsa de primeira classe de avião por choro de filha

As mães foram impedidas de participar de passeio por estarem acompanhadas dos filhos de oito e nove meses de idade
Reprodução/Daily Mail
As mães foram impedidas de participar de passeio por estarem acompanhadas dos filhos de oito e nove meses de idade

Lydia compartilhou a situação ruim que enfrentou em um post no Instagram e fez uma reclamação sobre o tratamento que recebeu na página do Facebook passeio turístico. "Não nos permitiram participar do passeio porque nós nos atrevemos de trazer nossos filhos . O guia do New Manchester Walks Ed estava incrédulo que nós pensamos em levá-los", escreveu. 

Ela completou, dizendo que estava se sentindo publicamente humilhada por não poder participar do passeio simplesmente por estar com o bebê. Lydia ainda afirmou que o guia chegou a comparar as crianças com cachorros. 

Leia também: Apresentadora defende proibição de crianças em restaurante e gera polêmica

O outro lado da história

O guia de turismo pareceu não gostar da publição de Lydia e respondeu a queixa da mulher: "Eu simplesmente disse que o tour não funciona com bebês ou crianças porque eles fazem barulho enquanto o guia está falando. Percebi que você não gostou de ser contradita, mas foi você que ficou agressiva. Eu disse muito bem que o passeio não era adequado para crianças", rebateu. 

Além disso, ele afirmou que quando uma criança começa a chorar, isso é um problema para o grupo. Duas crianças significariam problema em dobro. "Todos são bem-vindos, mas eu prefiro que as pessoas não tragam bebês neste passeio", respondeu. 

Leia também: Soluções simples evitam problemas com crianças em condomínios

O guia ainda disse que, assim como um cachorro, os filhos pequenos distraem as outras pessoas do passeio. "As pessoas pensam 'oh é um bebê' como se nunca tivessem visto um bebê antes. Eles começam a brincar com o bebê e tornam meu trabalho extremamente difícil", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.