Assédio sexual pode ser avisado em tempo real e reportado para autoridades direto do aplicativo
Pexels/Anete Lusina
Assédio sexual pode ser avisado em tempo real e reportado para autoridades direto do aplicativo





O aplicativo de mobilidade urbana Quicko App lançou um recurso que permite que vítimas e testemunhas possam reportar casos de assédio sexual no transporte público de São Paulo, em tempo real. A iniciativa foi lançada em parceria com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania da cidade.

Você viu?

O “Aviso de Assédio” permite que sejam reportados casos em vias públicas, dentro do meio de transporte, estações e plataformas de metrô e pontos de ônibus. Além deste aviso, o Quicko App também possui recursos de notificação de lotação, horários e itinerários e aviso de má conservação, por exemplo.  O aplicativo e o recurso estão disponíveis para Android e devem ser lançados para o sistema iOS em breve.


De acordo com a pesquisa Rede Nossa São Paulo, as mulheres têm mais medo de assédio no transporte público do que nas ruas de São Paulo . A última pesquisa “Viver em São Paulo – Mulher”, divulgada de forma bianual, aponta que 43% das mulheres sofreram algum tipo de assédio no transporte. Este percentual em 2018 era de 25%. Além disso, os picos de incidência de assédio sexual acontece das 7h às 10h e das 17h às 20h, os horários de maior lotação dos transportes.

“A Quicko quer criar uma mobilidade para pessoas, independentemente do transporte. E não há mobilidade sem liberdade de locomoção. As mulheres sentem medo na rua e são maioria no transporte e transitando pela cidade. O ‘Aviso de Assédio’ é mais uma forma de apoiarmos as mulheres”, diz Carolina Badaró, COO da empresa.

Além de permitir a notificação do caso, o aplicativo permite que a vítima ou testemunha façam a ocorrência diretamente na plataforma, além de oferecer um passo a passo para fazer a denúncia e a localização dos pontos de apoio à mulher nas estações de trem e metrô. Também é possível ligar para o 156, número da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania.

Além de oferecer a plataforma de denúncia, o aplicativo envia notificações para incentivar as vítimas a fazer uma denúncia formal às autoridades. Os dados registrados pelo Quicko App serão enviados para a Secretaria para contribuir com a criação de políticas públicas e campanhas de combate ao assédio sexual no transporte público.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários