Thalia Ferraz
Reprodução/Facebook
Thalia Ferraz


Thalia Ferraz, 23 anos, foi assassinada pelo ex-companheiro na frente de seus familiares, em Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina, na noite de quinta-feira (24). Segundo a Polícia Civil, o suspeito de cometer o crime é ex-companheiro da jovem. Foragido, ele teria à vítima, através de uma mensagem, se ela "gosta de surpresa?".

A Polícia Militar foi acionada por volta das 23h40 da véspera do Natal para atender a ocorrência. Ao chegar ao local, a vítima já estava sem vida. Thalia deixa dois filhos pequenos, de 6 e 3 anos.

Um familiar que não quis se identificar entrou em contato com o G1 e disse que o suspeito entrou na residência atirando. A vítima, que tinha deficiência auditiva, tentou se proteger indo para um dos quartos, mas foi atingida no tórax por um dos disparos.

O familiar ainda contou que Thalia terminou o relacionamento com o homem dois dias antes do crime. Juntos por um mês, eles teriam se separado pelo ciúme exagerado. Eles chegaram a morar juntos, mas após o término, a jovem foi morar com a irmã, que é vizinha do suspeito.

Para o delegado regional de Jaraguá do Sul, Fabiano Silveira, crime poderia ter sido evitado. Isso porque, segundo informou, um dia antes o suspeito foi até a casa onde a vítima estava e a ameaçou, mas a polícia não foi acionada. As buscas pelo suspeito continuam e testemunhas foram ouvidas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários