Tamanho do texto

Na mensagem, a canadense agradece aos pais por todo o apoio recebido durante sua vida; ela também faz homenagens aos amigos e ao namorado

Bailey Jean Matheson, de Halifax, no Canadá, tomou uma decisão importante quando foi diagnosticada com câncer. Aos 33 anos, ela escolheu deixar a quimioterapia de lado para não precisar lidar com os efeitos do tratamento. Na época, os médicos lhe deram apenas um ano a mais de vida e, embora tenha aguentando um pouco mais, morreu no último dia 5 de abril.

Leia também: Antes de morrer, australiana deixa carta aberta que vai te fazer repensar a vida

mulher escreve obituário emocionante
Reprodução/Daily Star/The Chronicle Herald
A canadense Bailey escreveu uma mensagem emocionante dias antes de morrer; o obituário saiu em um jornal do Canadá

Pouco dias antes de falecer, Bailey, que estava com 35 anos, escreveu um obituário emocionante. Na mensagem, publicada no jornal local The Chronicle Herald , a canadense aproveitou para agradecer seus entes queridos por todo o apoio que sempre recebeu.

Ela começa a mensagem agradecendo aos pais. “35 anos pode não parecer muito, mas foram bons! Aos meus pais, obrigada por apoiarem a mim e minhas decisões durante toda minha vida. Eu sempre me lembro de minha mãe dizer que perder um filho seria a coisa mais difícil que qualquer pai poderia enfrentar”.

"Meus pais me deram o maior presente em apoiar minhas decisões de não passar por quimioterapia e apenas me deixar viver o resto da minha vida do jeito que eu acreditava que deveria ser. Eu sei o quão difícil deve ter sido para eles me ver parar o tratamento e deixar a natureza seguir seu curso. Eu amo vocês dois ainda mais por isso”, continua.

Leia também: Criança envia carta para pai que está no “céu” e recebe resposta

Em seguida, a mulher, que era filha única, faz uma homenagem aos amigos. “Eu nunca pensei que poderia amá-los mais do que já amava, mas, ao passar por isso e ter todo esse amor incondicional, vocês transformaram algo que é tão difícil em uma situação mais suportável e pacífica”, aponta.

Mais agradecimentos no obituário comovente

Seu namorado, Brent, que ela conheceu apenas três meses antes de ser diagnosticada com câncer , também foi mencionado. “Você não tinha ideia no que estava se metendo quando me conheceu. Eu não poderia ter pedido um homem melhor para estar ao meu lado em todas as aventuras, compromissos, risos e momentos tristes. Eu te amo além das palavras”, ressalta.

Depois de agradecer a seus amigos, familiares e parceiro, a canadense voltou sua atenção para os médicos e enfermeiras que a ajudaram durante a época em que viveu com a doença. “Obrigada por todas as mensagens e ligações nos últimos dois anos. Agradeço a todos os médicos e minha equipe de cuidados paliativos", conta.

Leia também: Menina morre no dia do aniversário da mãe e história emociona

Para encerrar, Bailey concluiu a mensagem do obituário com um lema que deveria ser seguido por todas as pessoas e mostra que, mesmo que algumas situações possam ser complicadas e difíceis, é importante conseguir seguir em frente. “Não leve as pequenas coisas tão a sério e viva um pouco”, finaliza.