Tamanho do texto

Mariana possui uma pinta no rosto e, desde a infância, lida bem com ela; ao Delas, a jovem conta detalhes da sua história e fala sobre autoaceitação

Na infância, aos seis anos de idade, a modelo e estilista Mariana Mendes Magalhães, de 26, chegou a fazer três sessões de tratamento a laser para começar a remover a mancha de nascença que tem no rosto . No entanto, no meio do caminho, sua mãe resolveu encerrar a intervenção para que a filha, no futuro, pudesse decidir por conta própria se iria tirar a pinta. 

Mariana Mendes
Reprodução/Instagram/marianamendes.m
Mariana faz sucesso por todo o mundo com a sua mancha de nascença e, em seu Instagram, inspira com suas publicações

Mariana seguiu em frente com sua mancha de nascença e, hoje, inspira milhares de pessoas com sua autoconfiança e autoestima. “Eu nunca tive problemas em ter a minha mancha. Para mim, sempre foi algo natural. Minha mãe soube me criar de uma forma que ela sempre me deixou muito confortável para eu ser quem realmente sou”, conta à reportagem do  Delas

A jovem, que nasceu em Pato de Minas, em Minas Gerais, mas vive em Juiz de Fora, no mesmo estado, explica que sua mãe lhe preparou para lidar com as situações difíceis que poderia enfrentar durante sua vida. “Minha família e amigos sempre lidaram com o fato de eu ser ‘diferente’”, ressalta. 

A brasileira acumula quase 47 mil seguidores em seu Instagram – e faz sucesso não só no Brasil como também em outros países. Ela já chegou, inclusive, a estampar as páginas de diversos veículos internacionais, como Daily Mail e The Sun , do Reino Unido, e de outros países, como Polônia, China, Espanha, Turquia, Argentina, Rússia, Alemanha e Estados Unidos. 

A fama mundo afora começou após um repórter britânico achá-la na mídia social. “Segundo ele, ao olhar as minhas fotos com a pinta, percebeu que eu não tentava escondê-la com edição ou maquiagem. Pelas imagens, notou que eu lidava muito bem com ela e pediu que eu desse uma entrevista para inspirar outras pessoas e assim fiz”, detalha. 

Pelo que podemos perceber, a reportagem viralizou – e logo foi convidada para participar do programa “Encontro com Fátima Bernardes”, da TV Globo, para compartilhar sua história. “Com toda essa repercussão, eu consegui chegar até as pessoas com o meu discurso e ganhei seguidores nas redes sociais, que se identificaram comigo”, destaca. 

Falar sobre sua trajetória é um modo que ela achou para inspirar – e acabou se tornando modelo. “No mundo da moda e na mídia, em geral, há pessoas que estão dentro do  tal padrão de beleza e a maioria não se identifica. Sei que alguém como eu, nas revistas, em fotos e televisão, representa mais as pessoas por não estar inserida nesse ‘padrão imposto’”, diz. 

“Olham com naturalidade para a minha mancha” 

Mariana Mendes
Reprodução/Instagram/marianamendes.m
A jovem diz que, na infância, sua mãe lhe ensinou a responder quando alguém perguntava o que era aquilo em seu rosto

Sobre as críticas e comentários maldosos que recebe, Mariana ressalta que isso não muda a maneira sobre a qual ela pensa de si mesma. O processo de entender sua mancha de nascença e lidar com ela de forma positiva foi construído desde a sua infância. “Crianças são curiosas e adultos também. Hoje eu entendo isso”, expõe. 

Quando era mais nova, sempre via pessoas perguntando à sua mãe o que era "aquilo" em seu rosto. “Ela sempre dava respostas bem positivas e dizia ‘que sou linda' e que 'nasci com uma linda pinta' e que isso me tornava mais especial. Entendia o que ela dizia e comecei a me sentir daquela forma. Passei a reproduzir o que ela falava quando era questionada”, salienta. 

Além disso, o que lhe ajudou foi ter passado grande parte da sua vida escolar no mesmo colégio, local em que fez amizades que duram até hoje. “Na época, o fato das crianças me verem todos os dias e serem minhas amigas fez elas se acostumarem rápido com a minha pinta e quase não repararem tanto. Eles olhavam com naturalidade para a minha mancha”, enfatiza. 

A mancha em seu rosto é um nevo melanocítico congênito, formado pelo acúmulo de melanina. Pode oferecer riscos em determinados casos e, por isso, é importante ter consultas periódicas com um dermatologista. No caso de Mariana, a pinta está com todas as células saudáveis, mas ela segue com o acompanhamento médico. 

Autoestima e ensinamentos 

Mariana Mendes
Reprodução/Instagram/marianamendes.m
Mariana ainda traz uma lição de autoestima e amor próprio: "Você é a pessoa mais importante da sua vida", declara

Em suas imagens do Instagram, Mariana traz verdadeiras lições de autoestima . “Eu sei que ninguém é perfeito e estamos sempre querendo melhorar. Mas, estar confortável sendo quem você realmente é e não ser dependente de nada para melhorar sua aparência não tem preço”, afirma. 

Apesar de exibir sua mancha e ter um look natural, a brasileira ressalta que não é contra o uso de produtos de beleza – pelo contrário. Para a jovem, as pessoas devem usar o que querem e quando quiserem, mas não ser dependente. Esse é o ponto principal defendido por ela: não achar que precisa de maquiagem, mas usar porque quer. 

“As pessoas dizem que eu tenho uma boa autoestima porque eu não me deixo ser dependente dessa indústria. Eu estou confortável sendo quem eu sou. Eu amo ser quem sou. Eu digo e repito que nada que alguém falar de ruim para você tem que valer mais do que sua própria opinião sobre você”, aconselha. 

Mariana, que conquistou tantos fãs ao exibir sua  mancha de nascença , traz um recado importante – e que fala de amor próprio . “Nós não podemos construir nosso olhar sobre nós através dos olhos do outro. Ame quem você é, a pessoa que você é e o corpo que tem. Cuide de você. Você é a pessoa mais importante da sua vida”, finaliza.