Tamanho do texto

A estudante recebe uma enxurrada de críticas nas redes sociais por ter deixado de se depilar, mas diz não se importar e seguir firme na decisão

Depilar ou não? Enquanto tem gente que gosta do corpo sem pelos, o movimento das mulheres que deixaram a depilação de lado vem ganhando força. Ainda assim, as adeptas dos pelos nas pernas, virilhas e axilas ainda são vítimas de críticas e são hostilizadas nas redes sociais. 

Mulher exibe seus pelos na web
Arquivo pessoal
Ana Calatayud decidiu abandona a depilação e diz que, por conta disso, passou a receber comentários negativos na web


Leia também: Pelos na axila são um problema? Bruna Linzmeyer mostra que não e inspira

Uma dessas mulheres é Ana Calatayud Perez-Manglano, de 24 anos, que abandonou a depilação em novembro do ano passado. 

A jovem postou um vídeo em suas redes sociais para exibir os pelos no corpo  e foi atingida por uma enxurrada de críticas e mensagens abusivas por parte dos homens. “Você não faz sexo há muito tempo”, diz um. “Eu terminaria com a minha namorada se ela se parecesse com você”, ressalta outro. Outros ainda disseram que ela jamais iria ter um relacionamento.

Apesar das críticas, Ana segue firme em sua decisão de não se depilar , segundo informações do The Sun . “Eu não tenho vergonha de ter as pernas cheias de pelos. As mulheres são assim, peludas, e nós escolhemos se queremos ou não nos depilar. Não tem relação com o feminismo. Parei apenas porque quis. Eu cansada de ser obrigada pela sociedade a me depilar e não vou voltar até que sinta vontade”.

Leia também: Manter os pelos na axila é ser anti-higiênica? Atrizes mostram que não

"Nenhum homem jamais me fez raspar as minhas pernas"

Mulher de cabelos longo e óculos escuro pendurado na blusa
Arquivo pessoal
Ana Calatayud Perez-Manglano afirma que o fato de não se depilar nunca afastou os homens

Ana, que vive em Valência, na Espanha, conta que, apesar de estar solteira, diz que nunca teve problema com os ex-namorados. “Nenhum homem jamais me fez raspar minhas as pernas porque achavam que eu estava suja ou nojenta. Eu digo a eles que é a mesma coisa que sua barba”, afirma.

“O pior comentário que recebi foi de alguém que me disse que eu sofria de depressão e tinha baixa autoestima porque resolvi mostrar os pelos. Eu não posso acreditar que fui diagnosticada por uma pessoa aleatória da internet. É inacreditável, mas não me importo com o que as pessoas dizem”, continua.

Ela ainda diz que ficou espantada com a repercussão da publicação, que já ultrapassou nove mil compartilhamentos. “Eu sou apenas preguiçosa e não queria me depilar. Não tenho nenhum complexo. Não sei quando vou tirar os pelos novamente”, completa.

Leia também: Mulher para de se depilar e compartilha jornada de aceitação dos pelos nas redes

Apesar das críticas, ela esclarece que recebe apoio de mulheres agradecendo por ajudar a mostrar que os pelos do corpo feminino são normais. “Muitas meninas me enviam mensagens para dizer ‘obrigada’ ou apenas me apoiar nessa história da depilação . E é isso que que vou levar dessa experiência”, finaliza.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.