Tamanho do texto

"Se ainda não entendeu, #bodypositivity está aqui para ficar!", escreveu modelo em critica ao diretor criativo da marca de lingerie Victoria's Secret

Nos últimos dias a marca de lingerie Victoria’s Secret, conhecida por seu tradicional desfile de moda com lingeries exuberantes, foi alvo de críticas de modelos plus size pela falta de diversidade da marca. As críticas começaram a surgir após o diretor criativo da marca, Ed Razek, dar uma declaração polêmica a respeito da questão da diversidade em uma entrevista à revista "Vogue".

Modelos plus size protestam contra falta de diversidade de corpos em desfile da marca de lingerie Victoria's Secret
Reprodução/Instagram
Modelos plus size protestam contra falta de diversidade de corpos em desfile da marca de lingerie Victoria's Secret

Ao ser questionado pela revista sobre a falta de modelos plus size e transgêneros participando do desfile, Ed Razek foi enfático: “Não acho que podemos representar todos os consumidores. O show é uma fantasia para o entretenimento". Em tempos de diversidade, a declaração gerou incômodo entre consumidores e modelos.

Como resposta à declaração polêmica, a modelo norte-americana Tabria Majors utilizou da sua influência nas redes sociais para alfinetar o diretor criativo. Conhecida por ser uma entusiasta do movimento “body positive”, que incentiva as mulheres a amarem o próprio corpo , Tabria compartilhou uma imagem em que aparece vestindo uma lingerie e aproveitou o espaço da legenda para criticar Ed Razek.

“Então, Ed Razek, você tentou fazer um desfile plus size há VINTE ANOS e não funcionou? Se ainda não entendeu, #bodypositivity está aqui para ficar! Tente de novo", escreveu. Apoiada por seus seguidores, a publicação da modelo já soma mais de 80 mil curtidas em menos de 24 horas.

Além de Tabria, outras modelos utilizaram as redes sociais para denunciar a gordofobia e transfobia do diretor criativo da marca de lingerie. A modelo norte-americana Tess Holliday foi uma delas. Em seu Instagram, compartilhou uma foto usando uma lingerie e disparou críticas a Ed Razek na legenda. “Quem precisa da Victoria’s Secret? Eles nunca apoiaram mulheres plus size e agora estão tentando fazer o mesmo com minhas irmãs trans. Inferno. Beije a minha bunda gorda”, escreveu.

Modelos plus size e a diversidade na moda

Diversidade de corpos e de gêneros na moda é tema de protesto feito por modelos plus size nas redes sociais
Reprodução/Instagram/@denisemmercedes
Diversidade de corpos e de gêneros na moda é tema de protesto feito por modelos plus size nas redes sociais

Além de fazer as criticas a marca de lingerie, as modelos aproveitaram para falar sobre a diversidade na moda. Tabria escolheu usar uma lingerie da marca da cantora Rihanna, conhecida por usar modelos com corpos diversos tanto em seus desfiles quanto em seu catálogo de vendas. 

Já Tess Hollidey, comentou sobre uma entrevista que deu à revista Teen Vogue sobre diversidade na moda e modelos plus size . “Por mais que eu queira que a Victoria’s Secret, a maior varejista de lingerie, tenha mais tamanhos e tipos de corpos diversos , também é importante dar foco e dinheiro para as marcas que realmente estão fazendo aquilo que você quer ver. É importante dar voz às marca que você gosta e estão fazendo o certo, porque é isso que deve receber nosso dinheiro, porque eles realmente se importam com grupos marginalizados”, completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.