Tamanho do texto

Falando sobre temas ligados à mulher, como estereótipos, carreira, padrões estéticos e raça, as famosas estão levantando a voz sobre direitos femininos

Se você assistiu o programa Amor & Sexo, da Rede Globo, que foi ao ar na terça-feira (6) ou está de olho no que está sendo comentado nas redes sociais nesses últimos dias, já deve ter ficado sabendo que  Fernanda Lima fez um dos discursos empoderados que mais chamaram atenção na televisão brasileira. A apresentadora gerou diversas discussões ao falar para as mulheres se unirem contra o sistema "homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino". 

Discursos empoderados: Fernanda Lima fez um discurso que chamou atenção no programa Amor & Sexo, da Rede Globo
Reprodução/Instagram/fernandalimaoficial
Discursos empoderados: Fernanda Lima fez um discurso que chamou atenção no programa Amor & Sexo, da Rede Globo




O programa apresentado por Fernanda Lima já é conhecido por abrir discussões de forma didática e leve sobre temas como sexualidade,  feminismo , gênero, entre outros, e os  discursos empoderados  fazem parte dessa abordagem. Com o tema "mulher", a edição de terça-feira falou de assuntos que envolviam liberdade, estereótipos e direitos femininos. 

Apesar da temática em si já chamar bastante atenção, a fala da apresentadora foi o que fez mais barulho: "Chamam de louca a mulher que desafia as regras e não se conforma, (...) mulher cheia de erotismo, vida e tesão, (...) a mulher que resiste, (...) que diz sim e que diz não. Não importa o que façamos, nos chamam de louca. Se levamos a fama, vamos, sim, deitar na cama."

"Vamos sabotar as engrenagens desse sistema de opressão. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino. Vamos jogar na fogueira as camisas de força da submissão, da tirania e da repressão. Vamos libertar todas nós! E todos vocês! Nossa luta está apenas começando, prepare-se porque esta revolução não tem volta. Vamos sabotar tudo isso", falou a apresentadora.

Nas redes sociais, a resposta do público foi controversa. A apresentadora sofreu ataques de pessoas que não gostaram da fala e, também, foi defendida por internautas que formaram uma rede de solidariedade com a hashtag #FernandaLimaÉAmor.

Fernanda respondeu no Instagram que toda a equipe do programa Amor & Sexo está "muito feliz com os debates que o programa #mulher tem gerado". "A nossa motivação é provocar reflexões sobre o papel da mulher na sociedade e como podemos desconstruir as estruturas machistas, homofóbicas e racistas que aprisionam as mulheres e homens", escreveu. Assista o discurso:


Pensando nesse tema e discussão, o Delas selecionou outros discursos empoderados feitos por famosas que também levantaram a voz para falar de direitos das mulheres. Confira: 

Discursos empoderados #1: Natalie Portman

Discursos empoderados: Natalie Portman falou sobre como as mulheres precisam apoiar umas às outras no dia a dia
Reprodução/Instagram/natalieportman
Discursos empoderados: Natalie Portman falou sobre como as mulheres precisam apoiar umas às outras no dia a dia

Em outubro deste ano, Natalie Portman participou da 10ª edição do Power of Women: Los Angeles, evento promovido pela revista Variety que homenageia mulheres importantes do entretenimento.  Em seu discurso, ela falou sobre os casos de assédio em Hollywood, a importância da diversidade e, também, sobre empoderamento feminino. 

A atriz desafiou as mulheres a apoiarem umas as outras, sendo o incentivo que cada uma precisa para ser bem sucedida, independente do que isso signifique. “Quanto mais amor você der, mais amor você terá e o mesmo pode ser dito sobre o fogo. Quando você ilumina a tocha de alguém, a sua não se apaga. Você apenas ganha mais luz e mais calor”, discursou.

Discursos empoderados #2: Emma Watson

Discursos empoderados: Emma Watson discursou sobre a importância de usar a própria influência na luta por direitos
Reprodução/Instagram/emmawatson
Discursos empoderados: Emma Watson discursou sobre a importância de usar a própria influência na luta por direitos

Em 2014, a atriz Emma Watson foi nomeada Embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres e fez o discurso de lançamento da campanha He For She (Eles por elas, em português), que busca incluir os homens na luta pela igualdade de gênero. Como seu primeito discurso para a iniciativa, ela afirmou que era a chance que ganhou de usar a própria influência para uma causa e inventivou outras mulheres a fazer o mesmo.

“Em meu nervosismo para esse discurso, eu tive momentos de dúvida. Eu repetia a mim mesma, ‘Se não sou eu, quem será? Se não agora, quando?’. Se você tem dúvidas parecidas, quando a oportunidade aparecer, eu espero que essas palavras te ajudem, porque na realidade, se você não fizer nada, vai levar 75 ou até 100 anos para que as mulheres recebam o mesmo salário que um homem fazendo o mesmo trabalho. Depois de 2086, garotas na área rural da África terão a oportunidade de estudar o ensino fundamental.”

Discursos empoderados #3: Taís Araujo

Discursos empoderados: Taís Araujo falou sobre como existe desigualdade de gênero na criação de meninos e meninas
Reprodução/Youtube
Discursos empoderados: Taís Araujo falou sobre como existe desigualdade de gênero na criação de meninos e meninas

Em 2017, Taís Araujo deu uma palestra no TEDXSão Paulo sobre "como criar crianças doces num país ácido". Sendo mãe de um casal, ela fala sobre as diferenças de criar meninos e meninas. "Minha resposta é sempre a mesma: eu não vejo diferença entre criar meninos e meninas. Estou criando dois indivíduos, portanto cada um tem uma característica. Essa resposta (...) é uma mentira, porque eu vejo diferença e o gênero é uma questão", disse. 

Apesar de não se encaixar exatamente entre os discursos empoderados, a atriz questiona a forma como as mulheres são criadas. "Eu me pego pensando o tempo inteiro o quanto nós, mulheres, somos criadas para agradar. O quanto nos silenciam e o quanto nos desqualificam o tempo inteiro", relata. Além disso, Taís também lembra que a questão racial deve ser levada em consideração na  luta por igualdade e por direitos. 

Discursos empoderados #4: Nicole Kidman

Discursos empoderados: Nicole Kidman desafiou outras atrizes a apoiarem o trabalho de diretoras mulheres no cinema
Reprodução/Instagram/@nicolekidman
Discursos empoderados: Nicole Kidman desafiou outras atrizes a apoiarem o trabalho de diretoras mulheres no cinema

Durante o Festival de Cannes de 2017, Nicole Kidman se pronunciou sobre a participação das mulheres no cinema e defendeu a importância de dar visibilidade para diretoras. “Dos filmes dirigidos em 2016, segundo o Women in Filmming, 1,2% foram dirigidos por mulheres. Só 193, das 4 mil séries para a TV, foram dirigidas por mulheres. Estes números dizem tudo. Estas estatísticas falam de algo muito importante hoje", disse. 

A atriz também desafiou outras profissionais do cinema a ajudarem no objetivo de discursos empoderados como esse para que haja uma mudança nessas estatísticas. "Com atrizes, a gente tem que apoiar as diretoras mulheres. Tenho esperança que este cenário mude ao longo do tempo. E quando alguém disser que é tão difícil, vamos poder dizer que não é."

Discursos empoderados #5: Viola Davis

Discursos empoderados: Viola Davis discursou sobre a oportunidade das mulheres negras durante premiação do Emmy
Phil McCarten/Invision
Discursos empoderados: Viola Davis discursou sobre a oportunidade das mulheres negras durante premiação do Emmy

Nos Estados Unidos, Viola Davis é uma das vozes mais importantes na luta pelo espaço das mulheres negras. Em 2015, ela se tornou a primeira mulher negra a ganhar um Emmy de melhor atriz na categoria "série dramática" pela atuação na série "How To Get Away With Murder", produzido pelo canal norte-americano ABC.  

Em seu discurso, a atriz declarou: “A única coisa que separa mulheres negras de qualquer pessoa é a oportunidade. Você não pode ganhar um Emmy por papeis que não existem. Então esse [prêmio] vai para todos os escritores, para as pessoas incríveis que redefiniram o que significa ser bonita, ser sexy, ser protagonista, o que significa ser negra.”

Discursos empoderados #6:  Reese Witherspoon

Discursos empoderados: Reese Whiterspoon falou sobre ambição feminina ao receber um prêmio por seu trabalho
Reprodução/Instagram/reesewitherspoon/
Discursos empoderados: Reese Whiterspoon falou sobre ambição feminina ao receber um prêmio por seu trabalho

Além de ser uma atriz renomada, Reese Whisterspoon também é idealizadora do projeto "Pacific Standard", uma produtora focada em transformar histórias sobre mulheres em produções audiovisuais e "criar novas dinâmicas para mulheres nos filmes". Assim, em 2015, ela receu o prêmio Glamour Women of the Year pelo trabalho de criar protagonistas femininas que são notáveis no cinema. 

"Eu quero que todos fechem os olhos e pensei e uma palavra suja. Alguma dessas palavras foi ambição? Acho que não. Eu sempre me perguntei porque a ambição feminina é uma ameaça que as pessoas têm tanto medo. Por que as pessoas têm opiniões negativas sobre mulheres que realizam as coisas? Por que isso é algo negativo? ", questionou em seu discurso. 

Discursos empoderados #7: Ashley Graham

Discursos empoderados: Ashley Graham usou as redes sociais para se pronunciar sobre padrões de beleza e de corpos
Reprodução/Instagram/swimsuitsforall
Discursos empoderados: Ashley Graham usou as redes sociais para se pronunciar sobre padrões de beleza e de corpos


A norte-americana Ashley Graham é uma das modelos plus size mais conhecidas da atualidade. Sempre  questionando a pressão estética e os padrões de beleza, ela sempre falou abertamente sobre o próprio corpo e defendeu que é possível, sim, se sentir linda sem precisar se encaixar em um determinado biotipo. 

Apesar de não ter falado em um evento, como os discursos empoderados anteriores, a modelo usou as redes sociais para falar sobre a ideia de que para "mulher de verdade" é preciso ser magra. "Todas nós somos mulheres reais. Eu não tolero quando leio comentários que dizem: ‘Finalmente, uma mulher real’. Não importa o seu tamanho, sua forma ou a quantidade de celulite que você tem, todas nós estamos juntas nisso”, escreveu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.