Tamanho do texto

Termo remete à luta das mulheres por igualdade política, econômica e social

“Feminismo”, de acordo com o dicionário norte-americano Merriam-Webster, é a teoria da igualdade política, econômica e social entre os sexos. É também uma atividade organizada em favor dos direitos e interesses das mulheres. E é esta a palavra do ano de 2017.

Leia também: Empoderamento é a palavra mais buscada em dicionário em 2016

Mulheres e feministas do Distrito Federal em ato unificado pelo Dia Internacional da Mulher e contra a perda de direitos
Marcelo Camargo/Agência Brasil - 08.03.2017
Mulheres e feministas do Distrito Federal em ato unificado pelo Dia Internacional da Mulher e contra a perda de direitos

“A busca pela palavra cresceu ao longo do ano, com vários picos que correspondem a diferentes notícias e eventos. O crescimento geral das pesquisas nos diz que muitas pessoas estão interessadas nessa palavra. E alguns picos específicos nos explicam o porquê”, afirma o dicionário em nota que anuncia “ feminismo ” como a palavra do ano.

Leia também: 13 frases sexistas que homens utilizam como elogios para as parceiras

Por que?

As buscas pela palavra começaram a crescer após a cobertura da Marcha das Mulheres, que reuniu milhares de pessoas contra o presidente Donald Trump em janeiro deste ano. O ato foi seguido de discussões sobre o que é feminismo, se as mulheres ali representadas eram feministas e qual o tipo de movimento estava ali representado, já que existem diferentes vertentes da luta das mulheres.

Outro pico foi quando a conselheira do presidente norte-americano afirmou que não se considerava uma mulher feminista. De acordo com o dicionário Merriam-Webster, esta foi mais uma oportunidade para as pessoas entenderem melhor o que significava a palavra.

O interesse também cresceu após a produção de filmes e séries relacionados à luta das mulheres, como “ The Handmaid's Tale” e “Mulher Maravilha”. O meio cultural também foi importante para um novo pico agora no fim do ano, quando principalmente atrizes e outras mulheres do meio artístico soltaram a voz para denunciar casos de assédio na indústria. Depois das denúncias, atores e diretores passaram a ser vistos de outra forma e alguns até mesmo perderam os cargos que possuíam ou personagens que interpretavam.

Leia também: Por conta de foto mostrando pelos na perna, artista sofre até ameaça de estupro

Além de “feminismo”, as palavras cúmplice, recusar, empatia, senil, sizígia, gyro, federalismo, furacão e gafe também apresentaram maior número de buscas em 2017, segundo o dicionário norte-americano Merriam-Webster.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.