Tamanho do texto

"As pessoas podem me achar hipócrita por ser magra e levantar essa bandeira, mas no mundo da moda eles definem a mulher alta e magra como um padrão de beleza e corpo perfeito", afirma Wanessa Moura ao Delas

A modelo  Wanessa Moura , de 25 anos, começou nessa carreira aos 18 anos quando saiu de São Paulo, foi para Milão e ganhou destaque na Ásia. Agora, ela tenta ingressar na carreira de atriz em Bollywood. Em um bate-papo com o Delas , a paulista  critica a ditadura da magreza nas passarelas, diz que aceita o título de sósia da atriz Penélope Cruz, explica por que é contra as cirurgias plásticas e o que a levou a desistir de posar nua.

A modelo Wanessa Moura começou a chamar atenção por ser parecida com Penélope Cruz e ganhou o título de sósia
Arquivo pessoal
A modelo Wanessa Moura começou a chamar atenção por ser parecida com Penélope Cruz e ganhou o título de sósia


O plano inicial da modelo era ser atriz, ela até fazia aulas de teatro na adolescência, mas as oportunidades foram surgindo para modelar fazendo campanhas e comerciais. “Nossos planos mudam, mas não perco o foco, sempre fico nesse universo da moda e da televisão. Eu gostaria de me aperfeiçoar e fazer novela, porque depois de um tempo de modelagem você só pode fazer campanhas, mas quando se é atriz você pode continuar na área não importa a idade.”

Mudar o foco da carreira também está nos planos de Wanessa porque nesses anos como modelo ela descobriu o quanto as mulheres precisam se esforçar para atender aos padrões. “Há muita pressão em cima das modelos, principalmente quando se trata de cintura e quadril, acho isso um absurdo. Na passarela, por exemplo, eles querem modelos que tenham no máximo 92 cm de quadril e uma cintura bem fininha”, afirma.

Há muita pressão em cima das modelos, principalmente quando se trata de cintura e quadril, acho isso um absurdo

Manter-se magra não é um desafio para a paulista, pois isso faz parte da genética dela. “Minha mãe sempre foi muito magrinha, ela tinha um corpo igual ao meu na minha idade. No colégio, meu apelido era Olívia Palito, eu me lembro até hoje”, diz aos risos. Entretanto, ela reconhece que, devido à pressão estética, muitas meninas se inspiram nela e em outras modelos idealizando um corpo perfeito, principalmente quando são adolescentes.

“As pessoas podem me achar hipócrita por ser magra e levantar essa bandeira, mas, no mundo da moda, eles definem a mulher alta e magra como um padrão de beleza e de corpo perfeito”, enfatiza Wanessa. “Às vezes, a mulher nem é gorda, mas por pesar uns 56 kg eles não a consideram boa para a passarela, a não ser que ela seja muito alta”, completa.

Wanessa fez um ensaio para ajudar outras meninas que sonham em ser modelo a não se renderem as pressões estéticas. Para isso, escreveu no seu corpo palavras como
Arquivo pessoal
Wanessa fez um ensaio para ajudar outras meninas que sonham em ser modelo a não se renderem as pressões estéticas. Para isso, escreveu no seu corpo palavras como "direitos", "verdade", "mulher" e "liberdade", e fez muito sucesso na web


Mesmo pesando 52 kg, e tendo 93 cm de quadril e 1,72 de altura, ela acredita que mais portas devem se abrir para mulheres que não atendem aos “padrões”. “Não concordo com as exigências das passarelas porque acho que tudo depende do biótipo da modelo. As mulheres podem, sim, ser magras, mas deve ser uma magreza saudável. Acho que a beleza pode ser vista de várias formas, tanto que a moda plus size está ganhando destaque”, aponta.

Particularmente, não acho que a beleza está em uma mulher magérrima, acho que a beleza pode ser vista de várias formas

Para demonstrar sua indignação, Wanessa fez um ensaio com o intuito de ajudar as meninas que estão no início de carreira.

“Fiz as fotos para ajudar outras meninas. Muitas sofrem com bulimia, anorexia ou ficam horas sem comer. Eu nunca passei por esse tipo de situação porque eu sempre fui bem magra. É claro que eu me cuido, faço ioga e musculação três vezes por semana e como de forma saudável porque gosto, mas isso é importante para a saúde, não é algo que faço apenas para manter o peso.”

Leia também: "Magic Mike da vida real", stripper que ganha 7 mil por final de semana

Nas fotos que ganharam destaque, ela aparece com palavras como “mulher”, “verdade”, “direito”, “liberdade” escritas no corpo. “Eu não imaginava que essa campanha teria tanto sucesso, foi incrível. Teve muita repercussão, recebi muitos elogios e mensagens no Instagram de meninas pedindo ajuda, mas infelizmente não consigo responder todo mundo e dar esse tipo suporte”, explica.

Modelo ganhou destaque por parecer Penélope Cruz

A modelo passou a receber mais convites de trabalho após ser considerada sósia da atriz Penélope Cruz, mas ela acredita que isso foi apenas uma consequência e não era a sua intenção aproveitar dessa fama repentina que acabou ganhando
Arquivo pessoal/Reprodução/Instagram
A modelo passou a receber mais convites de trabalho após ser considerada sósia da atriz Penélope Cruz, mas ela acredita que isso foi apenas uma consequência e não era a sua intenção aproveitar dessa fama repentina que acabou ganhando


As imagens da paulista também passaram a chamar atenção porque ela começou a ser comparada com a atriz Penélope Cruz e logo  ganhou o título de sósia da estrela internacional. Depois que essas comparações ganharam força, Wanessa passou a receber mais convites para realizar trabalhos como modelo, mas afirma que não quis pegar carona nesse sucesso, apenas está aproveitando as portas que estão abrindo.

“Sinceramente, não sei se sou parecida com ela, mas acho a Penélope Cruz maravilhosa e não fico incomodada com a comparação, ela é realmente incrível. As pessoas começaram a comparar as minhas fotos com a dela e até me chamam de sósia. Isso não me incomoda, mas não faria nenhum procedimento para ficar mais parecida com ela”, garante Wanessa, que é contra ao excesso de cirurgias plásticas.

Nunca fiz nenhum procedimento cirúrgico, mas muitos cirurgiões me oferecem seus serviços. Aqui no Brasil, as cirurgias plásticas são como vender frutas, de tão comum

“Nunca fiz nenhum procedimento cirúrgico, mas muitos cirurgiões me oferecem seus serviços. Aqui no Brasil, as cirurgias plásticas são como vender frutas, de tão comum que é, mas isso muda a pessoa, principalmente o rosto, acho que muitas vezes sai do natural por mudar sua fisionomia, você deixa de ser quem você é”, afirma a modelo.

Wanessa explica que não é totalmente contra aos procedimentos cirúrgicos e não descarta a possibilidade de fazer alguma plástica no futuro, mas o grande problema é o exagero. “Eu tenho covinhas na bochecha, fui a dermatologista e ela queria tirar isso de mim. Gente, isso mudaria a fisionomia do meu rosto, sem contar que já ganhei trabalhos justamente por conta desse detalhe no meu rosto”, diz indignada.

A harmonização facial é o procedimento estético queridinho da vez, e Wanessa diz que é contra a ele porque acredita que todos são únicos e ninguém deve querer ter um rosto perfeito ou igual ao de outra pessoa. “Não posso ter o rosto igual ao da Gisele Bündchen, por exemplo, ela tem os traços dela. Sem contar que muitas empresas buscam modelos que são naturais, sem intervenções, para mostrar a real beleza da mulher.”

A modelo aceitou e depois recusou proposta de posar nua

A modelo recebeu um convite para posar nua em uma revista masculina, mas acabou desistindo da ideia, não só porque o namorado não gostou da ideia, mas também por uma questão própria de não querer se expor em uma revista masculina
Arquivo pessoal
A modelo recebeu um convite para posar nua em uma revista masculina, mas acabou desistindo da ideia, não só porque o namorado não gostou da ideia, mas também por uma questão própria de não querer se expor em uma revista masculina


Recentemente, Wanessa chegou a receber uma proposta para posar nua para a revista Playboy da Itália. Ela aceitou o convite, mas repensou e, quando recebeu o contrato, não conseguiu assinar e acabou desistindo da proposta. “Não era um cachê absurdo para eu me expor dessa forma, pensei que quando eu estivesse mais velha meus netos iam dizer ‘a vovó posou na Playboy’”, fala aos risos.

Não era um cachê absurdo para eu me expor dessa forma, pensei que quando eu estivesse mais velha meus netos iam dizer ‘a vovó posou na Playboy’

Outro fator que pesou na decisão da modelo foi que o namorado não ficou nada contente quando soube que ela faria um ensaio para uma revista masculina.

A informação de que o parceiro dela tinha oferecido um valor maior que o cachê para ela desistir de posar nua chegou a ser divulgada, mas Wanessa preferiu não comentar sobre esse assunto e também não quis revelar o valor que foi oferecido a ela pela revista Playboy.

Entretanto, a modelo faz questão de explicar que a decisão final foi dela e não foi algo imposto pelo namorado. “Um relacionamento abusivo é quando você é comandada por seu namorado ou marido e tem de fazer tudo o que ele quer, mas não é esse o caso. Eu sou dona do meu próprio nariz, não posei por uma questão de respeito e também não me senti a vontade para estar estampada em uma revista masculina, então foi uma questão muito mais minha."

Leia também: Blogueira 'sósia' de Kim Kardashian gasta mais de R$12 mil por mês em make

Wanessa está apenas de passagem aqui no Brasil e, no final deste mês, a modelo  vai novamente para o exterior, pois fechou alguns contratos para campanhas publicitárias na Ásia. A paulista também segue em negociação com Bollywood e logo pode conseguir ingressar na tão sonhada carreira de atriz.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.