Tamanho do texto

Infelizmente, é comum que pessoas gordas escutem críticas sobre o próprio corpo, mas algumas mulheres mostram que está tudo bem em rebatê-las

Ao mesmo tempo em que a pressão estética é um problema, já que muita gente se frustra por não conseguir alcançar o "padrão de corpo ideal", a gordofobia também afeta milhares de pessoas em todo o mundo. A aversão a pessoas gordas faz com que homens e mulheres tenham de ouvir certos tipos de comentários sobre o próprio peso e aparência — e digamos que isso não é algo muito agradável de se escutar.

A gordofobia afeta milhares de pessoas e  faz com que homens e mulheres tenham que ouvir críticas sobre o próprio peso
shutterstock
A gordofobia afeta milhares de pessoas e faz com que homens e mulheres tenham que ouvir críticas sobre o próprio peso


Por causa da opinião alheia, a autoestima de muitas pessoas gordas fica abalada. Felizmente, existem algumas mulheres que preferem quebrar esses estereótipos e acabam respondendo os comentários desagradáveis. Determinadas a combater a gordofobia e essa ideia de que ser gordo é um defeito, elas querem, acima de tudo, mudar a visão da sociedade sobre o tema. 

Confira 5 mulheres que responderam comentários de gordofobia

Responder comentários de gordofobia é importante para que as pessoas não pensem que ser gordo é algo errado
Reprodução/Instagram
Responder comentários de gordofobia é importante para que as pessoas não pensem que ser gordo é algo errado




Algumas dessas mulheres compartilharam seus relatos nas redes sociais e abriram diversos debates sobre a vivência de pessoas gordas e o preconceito contra elas. O Delas  selecionou cinco delas para você relembrar; confira: 

» Alessandra Garcia

Gordofobia: a modelo Alessandra Garcia decidiu responder um 'hater' que comentou sobre ela estar gorda no Instagram
Reprodução/Instagram/alessandragl
Gordofobia: a modelo Alessandra Garcia decidiu responder um 'hater' que comentou sobre ela estar gorda no Instagram


Alessandra Garcia, por exemplo, é uma das modelos plus size que estão reforçando o discurso de positividade corporal, principalmente nas redes sociais. Recentemente, ela  publicou "stories" expondo um internauta que a chamou de "gorda". Em resposta, ela escreveu: "Encontre um homem que te ame tanto quanto este ama me chamar de gorda". 

Usando a crítica a seu favor, ela decidiu levantar uma discussão sobre autoaceitação e amor próprio. "Deixe-me ser clara, esse homem não tem poder algum sobre mim. Os julgamentos dele estão presos em suas próprias inseguranças, mas eu só quero mostrar que as pessoas podem tentar te deixar para baixo, mas o seu amor próprio vai conseguir te levantar de novo! E não tem nada de errado em ser gorda. Gordos podem ser legais, chiques, sexy e lindos!".

» Felicity Hayward

Gordofobia: a modelo Felicity Hayward respondeu um comentário sobre
Reprodução/Twitter/FelicityHayward
Gordofobia: a modelo Felicity Hayward respondeu um comentário sobre "estar gorda demais para usar essa roupa"

A modelo plus size Felicity passou por duas situações desagradáveis. A primeira aconteceu no início de junho quando ela estava na praia e viu um casal que estava zombando de seu corpo . Segundo ela, a dupla estava tirando fotos dela para fazer piadas com outras pessoas, mas ela não se importou e resolveu surpreender ao parar na frente dela, fazendo uma pose, para que fosse fotografa com consentimento.

“Meu corpo é tão digno quanto o seu, amor”, afirmou a modelo em publicação nas redes sociais. “Só porque você tem um corpo de quem faz academia não significa que você é digno de mais respeito. Comparação é o ladrão da alegria, então eu vou viver minha vida melhor assim e você pode continuar lidando com as suas próprias inseguranças”, disparou. 

Algumas semanas depois, no fim do mês de junho, ela passou por outra situação envolvendo gordofobia. Felicity estava andando na rua quando ouviu que estava "gorda demais"  para usar um conjunto composto por uma calça de cintura alta preta combinada com uma blusa, também preta, que deixava parte da barriga à mostra.

Novamente, a modelo compartilhou a experiência nas redes para responder o comentário e usar essa situação negativa a seu favor. "Para a mulher mais velha que estava passando por mim na rua, que riu e gritou na minha cara 'você está gorda demais para usar essas roupas', você escolheu a garota errada para tentar machucar", escreveu em publicação no Twitter.

"Só porque você não é uma pessoa cofiante para ser você mesma sem culpa, não queira descontar suas inseguranças nos outros", disse. Felicity ainda menciona que ficou brava e reclamou alto do comentário na hora, querendo deixar claro como esse tipo de reação negativa ao corpo de outras pessoas é errado e pode afetá-las.

"Você nunca sabe o que alguém passou para parecer do jeito que é, e eu estou grata que você tentou me ferir em vez de uma jovem insegura sobre o próprio corpo", comentou. "Minha altura, peso e forma não são uma ofensa, é meu direito." Afirmando que todo mundo pode usar a roupa que quiser, ela acrescentou:  "Não deixe ninguém destruir sua beleza." 

» Vega Blossom

Vega Blossom, uma adolescente gorda, se vingou após sofrer gordofobia enquanto esperava para comprar cupcakes
Facebook/Reprodução
Vega Blossom, uma adolescente gorda, se vingou após sofrer gordofobia enquanto esperava para comprar cupcakes


Ao sofrer gordofobia em uma loja de cupcakes nos Estados Unidos, Vega Blossom percebeu que precisava se vingar. No Facebook, ela explicou que estava na fila para comprar os últimos cupcakes da loja naquele dia, pois estavam na promoção, quando ouviu de uma mulher atrás dela: “Vamos torcer para que essa v*** gorda não compre todos os cupcakes”.

De acordo com o relato de Vega, a mulher já estava sendo desrespeitosa e impaciente com outra senhora na fila, que estava demorando para escolher seu doce. Em um primeiro momento, ela ignorou os comentários, até ouvir a mulher comentar sobre seu corpo.

“Quando eu ouvi as coisas desagradáveis que aquela mulher disse, quis chorar. Fiquei muito magoada”, disse ao jornal britânico "Daily Mail". “Como que aquelas mulheres adultas podiam ser tão más com alguém que elas nem conheciam?”

A vingança de Vega? Comprar todos os cupcakes da loja. Por 54 dólares (quase R$ 180), a jovem, que inicialmente pretendia comprar apenas seis cupcakes, deixou o estoque vazio e a mulher sem nenhum doce. “Pensei na melhor maneira de me vingar delas sem ser completamente horrível, mas de forma a ensiná-las sobre respeito ao outro...e sobre carma."

» Ashley Graham

Gordofobia: Ashley Graham é uma das modelos plus size mais conhecidas no ramo por falar abertamente sobre aceitação
Reprodução/Instagram/theashleygraham
Gordofobia: Ashley Graham é uma das modelos plus size mais conhecidas no ramo por falar abertamente sobre aceitação



Ashley Graham é uma das modelos plus size mais conhecidas no ramo, principalmente por falar abertamente sobre gordofobia e defender a ideia de que beleza não está, necessariamente, ligada à forma física.

Entretanto, um "hater", começou a comparar imagens da modelo plus size com outras profissionais conhecidas no mundo da moda, como Miranda Kerr e Alessandra Ambrosio, afirmando que essas seriam "modelos de verdade" por serem magras. Na legenda das fotos, a internauta também acrescenta "hashtags" com frases e palavras como "contra o sobrepeso", "obesidade" e "contra plus size".

Para respondê-la, Ashley expôs as comparações para seus seguidores no Instagram. "Eu sei que estou sendo patética postando essas fotos estúpidas de alguém que escreveu 'modelo real' e 'modelo gorda', mas eu preciso mostrar para vocês que nada pode definir o que torna uma modelo 'real', 'gorda' ou 'falsa'", disse em um vídeo.

"Seu peso, sua pele, seu cabelo, sua vivência religiosa — nada disso determina se você é uma modelo 'real' ou não. Então, para todas as garotas que têm sonhos e esperanças, continuem lutando por eles e não deixe esses perdedores do Instagram te pararem", finalizou. 

» Callie Thorpe

Gordofobia: a modelo plus size Callie Thorpe recebeu críticas depois de posar para uma marca de artigos esportivos
Reprodução/Instagram/Callie Thorpe
Gordofobia: a modelo plus size Callie Thorpe recebeu críticas depois de posar para uma marca de artigos esportivos

Quando Callie Thorpe posou para fotos de uma marca de artigos esportivos com roupas de ginástica  , a internet virou palco de um debate que envolve ser inclusivo na moda e falta de representatividade de pessoas gordas nos esportes. A publicação era um anúncio com objetivo de encorajar outras mulheres a aceitarem o bem-estar físico.

A resposta do público, por outro lado, foi completamente oposta. "Ninguém nunca vai comprar roupas de ginástica de alguém que parece nunca ter se exercitado um dia na vida", disse um internauta. "Só porque você come demais não significa que merece ser o rosto de uma marca de produtos exportivos", comentou outro usuário. "Você sabia que apenas pessoas 'fit' merecem estar em campanhas 'fitness'?", escreveu um terceiro. 

Após ler os comentários, Callie percebeu que era o momento ideal para falar sobre gordofobia e responder as afirmações negativas que as pessoas normalmente fazem sobre mulheres gordas. "Primeiro, como uma pessoa vai ficar 'fit' se elas não têm roupas para se exercitar? E, em segundo lugar, como você pode falar sobre a força de alguém ou sobre como essa pessoa é 'fitness' pela tela do celular?", questionou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.