Tamanho do texto

Callie Thorpe é modelo de campanha publicitária de uma marca de artigos esportivos e sofreu gordofobia por não ter o padrão de corpo "fitness"

Mesmo que exista um debate sobre inclusão na indútria da moda e sobre a falta de representação de diferentes corpos, as modelos plus size que integram campanhas publicitárias ainda sofrem com comentários gordofóbicos e pejorativos. O alvo mais recente dos "haters" foi a modelo plus size Callie Thorpe, que posou para fotos de uma marca de artigos esportivos com roupas de ginástica.

Leia também: Pernas inchadas não são problema, e modelo prova isso em ensaio sensual

A modelo plus size Callie Thorpe recebeu comentários gordofóbicos depois de posar para marca de artigos esportivos
Reprodução/Instagram/Callie Thorpe
A modelo plus size Callie Thorpe recebeu comentários gordofóbicos depois de posar para marca de artigos esportivos

Quando a  modelo plus size publicou uma foto no Instagram para anunciar que faria parte da campanha, ela explicou que o objetivo era encorajar outras mulheres a aceitarem o bem-estar físico. Porém, a resposta do público foi completamente oposta. "Ninguém nunca vai comprar roupas de ginástica de alguém que parece nunca ter se exercitado um dia na vida", diz um dos comentários. "Só porque você come demais não significa que merece ser o rosto de uma marca de produtos exportivos", comenta outro usuário. "Você sabia que apenas pessoas 'fit' merecem estar em campanhas 'fitness'?", escreve um terceiro. 

Após ler os comentários, Callie fez uma segunda postagem na rede social e decidiu que esse era o momento perfeito para responder as afirmações negativas que as pessoas normalmente fazem sobre mulheres gordas. "Primeiro, como uma pessoa vai ficar 'fit' se elas não têm roupas para se exercitar? E, em segundo lugar, como você pode falar sobre a força de alguém ou sobre como essa pessoa é 'fitness' pela tela do celular?", questiona.

Leia também: Mulher lança campanha para quebrar tabu sobre nariz grande; confira

Resposta positiva

A modelo diz que quem faz comentários a respeito do peso e da saúde de outras pessoas normalmente justifica isso com preocupação, mas, na realidade, o que realmente estão dizendo é: "não estou preocupada com sua saúde, estão preocupada com a sua imagem", porque, no fim das contas, "o que realmente importa é a aparência".  

Na publicação, Callie ainda afirma que as mesmas pessoas que praticam bullying com outras por estarem acima do peso também são as que fazem piada quando uma pessoa gorda vai à academia ou pratica exercícios. "Nós somos condenados se fazemos exercício e somos condenados se não fazemos. Temos de ouvir sermões e comentários sobre nosso peso, mas não merecemos o acesso à saúde ou uma vida 'fitness'. Estou cansada disso", desabafa a modelo.


Leia também: Alvo de machismo, jovem vai ao Polo Sul para dar resposta aos "haters"

"Estou cansada de pessoas maltratando, fazendo piada e rindo de pessoas que se parecem comigo. Não ligo se você me julga, pessoa que não quer ver meu corpo em roupas de ginástica. Eu não estou aqui por você, estou aqui por pessoas que se parecem comigo, para mostrar como um corpo como o meu fica em um conjunto de treino. Eu faço isso para que as pessoas se sintam inclusas na conversa de que geralmente são excluídas", desabafa. 

A modelo plus size ainda manda um recado para os seguidores, afirmando que o que realmente importa é se sentir bem consigo mesmo, independente da aparência ou do peso. "Não deixe ninguém te excluir ou fazer você se sentir como se não pertencesse a aquele lugar só porque não se encaixa nesse estereótipo. Faça o que for melhor para o seu corpo e para a sua vida", finaliza. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.