Carmen Rene bombou nas redes depois de posar de sutiã e calcinha, exibindo as pernas sem nenhuma vergonha e levantando o debate sobre linfedema

Uma americana de 30 anos de idade, com quase 50 mil seguidores no Instagram , está encorajando outras mulheres a aceitar as diferenças dos corpos femininos e ajudando na melhora da autoestima com algo temido por milhares de pessoas: exibindo suas "imperfeições". Carmen Rene compartilha fotos com as pernas inchadas que tem e mostra que está tudo bem em não estar dentro do "padrão". 

Leia também: Para quebrar tabu sobre nariz grande, mulher lança campanha encorajando selfie

Carmen é modelo plus size e, recentemente, fez um ensaio para levantar o debate sobre ter pernas inchadas e linfedema
Reprodução/Instagram/@eatthecaketoo
Carmen é modelo plus size e, recentemente, fez um ensaio para levantar o debate sobre ter pernas inchadas e linfedema

Carmen tem uma condição médica chamada linfedema, uma obstrução do sistema linfático que faz com que ela fique com os pés, tornozelos e pernas inchadas . Em entrevista ao canal "Barcroft TV", a influenciadora e modelo plus size conta que recebeu o diagnóstico quando tinha três anos de idade, mas foi durante a adolescência e o começo da vida adulta que o inchaço ficou mais aparente.

"Eu me lembro que as pessoas costumavam olhar muito para os meus pés ou dizer algo sobre eles. Isso só me fazia ficar horrorizada, desconfortável e muito envergonhada. Até hoje ainda não gosto que as pessoas olhem para os meus pés", desabafa.

Leia também: Blogueira lança hashtag para melhorar autoestima de mulheres com seios "caídos"


Por causa disso, ela passou anos escondendo as pernas quando tirava fotos e ficou com a autoconfiança abalada. "O momento de mudança foi dizer para mim mesma que eu precisava ser mais positiva e que eu não seria definida pelo o que outras pessoas diziam sobre o meu corpo." 

Na entrevista, Carmen conta que o que a ajudou muito na sua jornada de autoceitação foi o apoio do namorado, Kahari Jumal, de 43 anos. "É uma experiência que eu desejo para todas as mulheres. Um parceiro que te empodera e te encoraja a amar o próprio corpo muda o jeito com que você se vê. Para mim, ele foi e tem sido uma grande parte do que estou sendo capaz de fazer", diz. 

Leia também: Modelos plus size recriam foto das Kardashian para mostrar a beleza dos corpos

Ensaios fotográficos

Nesse processo de aceitação da condição e da própria aparência, Carmen também começou a participar de ensaios fotográficos. Em uma sessão de fotos, que focava no debate sobre linfedema, ela posou de sutiã e calcinha e lançou a hashtag que a tornou conhecida nas redes: #lymphedemawarrior — "gerreira da linfedema", em tradução para o português. 

As imagens trouxeram visibilidade à causa e, principalmente, às mulheres que sofrem por causa da aparência do próprio corpo. "Reações positivas no Instagram mostram que eu estou fazendo o que deveria. As mulheres me mandam mensagens dizendo: 'minhas pernas parecem como as suas. Eu nunca vi ninguém com o corpo como o meu antes.' Isso é algo grande!"


Os comentários são o que mantém Carmen disposta a continuar aconselhando outras mulheres a se aceitarem mais, principalmente porque as respostas das seguidoras também a faz mais autoconfiante. "Seja o que você quer ser, não fique presa nessa 'caixa estranha' que a sociedade quer nos manter. Nossas diferenças é o que nos faz tão lindas. Eu me amo. E posso dizer isso 99% das vezes."

"Ninguém é perfeito, mas nove vezes de dez eu posso acordar dizendo 'você está fazendo um ótimo trabalho, está cuidando do seu corpo, você gosta do que vê no espelho'. Acho que se todas nós conseguíssemos fazer isso, esse mundo seria muito mais positivo. Minhas pernas inchadas não me fazem menos sexy", completa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.