No encerramento da série sobre apartamentos pequenos, juntamos a varanda e a área de serviço numa só matéria para mostrar como é fácil e prático decorar os dois espaços sem que um interfira no outro.

Esta cada vez mais comum nos projetos atuais que a área de serviço seja integrada à  varanda gourmet ou cozinha. E você sabe como resolver o problema dos espaços? Dá para cada cômodo ter sua identidade, sem interferir na decoração do outro? O Delas foi atrás dessas respostas e, segundo quem entende do assunto, é possível. 

Se você quer aprender a transformar seus espaços pequenos, confira abaixo as dicas para ter uma área de serviço versátil e uma varanda única e moderna.


As vantagens de integrar varanda e área de serviço

varanda
Reprodução/ Pinterest/ decorfacil
A área de serviço na varanda pode ser integrada de forma sutil

Em alguns projetos é comum a cozinha e a área de serviço serem uma ao lado da outra. Nesse caso, segundo o  arquiteto e cenógrafo, Gelker Riberio, a solução é assumir e isso fazer com que um ambiente continue o outro. 

“Os projetos são focados em uma bancada direta, onde coloca a pia, o fogão cook top com forno, as cubas são incluídas nessa bancada também e onde teríamos anteriormente uma parede de vidro (de divisão), temos a continuação dessa pedra da pia, até o tanque”, explica.

“Hoje todas as áreas estão sendo muito integradas: estar, serviço, descanso. Os clientes querem que tudo dentro da casa esteja conversando”, completa.

Por essa razão, entender que a área de serviço pode ser integrada a outro cômodo ou espaço faz parte da modernização dos ambientes , não é necessariamente um problema.

E como decorar essas áreas?

Pensando em área de serviço, é importante entender que os móveis planejados são a melhor saída para espaços com metragem reduzida.

“Numa área de serviço podemos trabalhar com cabideiros, por que ali a pessoa consegue passar a roupa e já pendurar as peças. Pode ter armários mais altos para guardar produtos de limpeza, vassouras, escadas. Móveis planejados são sempre os mais indicados, pois, se adaptam ao ambiente e foram construídos para atender a demanda do espaço em questão”, indica Gelker.

Outra dica para a decoração é focar na iluminação. “Elas devem ser da cor branco quente, que nos remete ao descanso. A luz azul só deve ser usada em ambientes de trabalho”, recomenda o especialista.

Para as paredes, utilize cores que irão beneficiar seu cômodo. Um espaço com teto baixo é indicado que a parede tenha uma cor mais escura, um branco gelo e rodapés, portas e teto branco, que ajudam a crescer o ambiente.

Quadros também são bem-vindos. “Você pode ter um quadro grande no local, porém, um quadro sem muita informação, com imagens em preto e branco, com traços mais leves. A informação deve ser suave”, descreve Gelker.

Se você quer surpreender os amigos e familiares, dá para apostar na decoração Escandinava, que não é minimalista e é bem apropriada para espaços pequenos. O que dá o tom desse tipo de decoração são móveis de cores cinza claro, paredes claras, piso de madeira e tapetes geométricos nas cores preto e branco.

Leia também: 5 dicas simples para aproveitar a área da varanda gourmet

Mas se você quer apostar num pouco de vida na varanda , é liberado a utilização de plantas. “Se ele [cliente] não tiver tempo para cuidar das plantas o ideal é que o projeto da varanda seja um ambiente mais clean com flores artificiais. Se o cliente gosta e quer ter plantas em casa dá para optar por jardins verticais, onde conseguimos ter as plantas em um espaço reduzido, podemos adaptar também vasos menores e plantas que podem ser inseridas no ambiente em prateleiras suspensas”, indica o arquiteto.

    Leia tudo sobre: inovação

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários