Calendário do Advento da Chanel ganha críticas controversas depois de vídeo de influencer
Reprodução/Instagram
Calendário do Advento da Chanel ganha críticas controversas depois de vídeo de influencer

O surgimento do Calendário do Advento da  Chanel, marca de luxo francesa, é inovador ao mesmo tempo em que celebra os 100 anos do lançamento da fragrância mais icônica, o Chanel nº 5. Inspirados nos tradicionais - que fazem a contagem decrescente do calendário para o  Natal, geralmente feitas de chocolates -, a da Chanel é apenas sobre e com produtos de beleza. Porém, Elise Harmon, influencer no  TikTok, resolveu comprar e fazer o unboxing (abrir o pacote e mostrar todos os detalhes para os seguidores). O resultado foram críticas pelo alto valor cobrado (o produto custa $ 825 dólares) em diversos produtos de baixo-custo.

“Eu estou louca? Com certeza, mas nunca vi um calendário do advento da Chanel, então vamos ver se vale a pena o hype ", diz Harmon. Primeiro ela elogia a embalagem, uma grande caixa no formato de um frasco de Chanel nº 5, contendo caixas pretas e brancas, encaixadas como peças de um quebra-cabeça. Ela então observa que a numeração começa em 5, em vez do dia 1, que é o padrão.

O intuito dela é abrir uma das caixas maiores e ela escolhe a número 9, pois parece promissora. "Ok, isso tem que ser uma piada. Isso é uma piada. Adesivos?" disse ela rindo para não chorar. Os seguidores de Elise começaram a pressionar Harmon para desembalar o resto.

Enquanto em algumas caixas vinham com produtos de beleza de tamanho real, como esmalte Le Vernis e o batom Rouge Allure - sendo bem recebidas pelos curiosos seguidores de Elise -, outras foram horríveis. Uma delas foi a caixa número 8 contendo um saquinho de guardar joias sem nada dentro. “Eu não posso acreditar nisso. É apenas este saquinho. É apenas uma dust bag ”, disse Harmon. “É uma dust bag para os seus adesivos, óbvio", comentou um TikToker.

Leia Também

Calendário do Advento da Chanel
Divulgação
Calendário do Advento da Chanel

Também estava no calendário do advento algumas tatuagens temporárias, uma pulseira de barbante com um selo de plástico da marca CC e um flip book. A medida que Harmon ia postando mais vídeos, ela contou que foi bloqueada pela marca Chanel. Desde então, os usuários das redes sociais começaram a inundar a conta da marca no Instagram com comentários. 

O vídeo inicial tem mais de 14 milhões de visualizações e o total de vídeos sobre o calendário do advento da marca somam mais de 40 milhões de visualizações - e os números seguem subindo, inclusive na China, depois que a análise de um blogueiro sobre os vídeos de Harmon e as repercurssões teve um alcance de 7 milhões. 

Os internautas acusam a Chanel de fraude e a hashtag #Chanel blindbox  atingiu mais de 46 milhões de visualizações.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários