Veja dicas simples para conseguir um ruivo perfeito
Pinterest
Veja dicas simples para conseguir um ruivo perfeito




No mundo das colorações, os tons ruivos estão entre os mais cobiçados. Dos acobreados ao vermelho intenso, o ruivo é versátil e fica bem em qualquer tom de pele: basta encontrar a tonalidade que valorize a dona das madeixas. Eclético, o ruivo pode ser adotado tanto para quem curte um visual discreto, como o da atriz Emma Stone, como as mais ousadas, como a cantora Rihanna - que durante anos foi fiel aos tons vermelhos vibrantes.

No entanto, nem sempre é fácil chegar na tonalidade desejada, tampouco manter a cor viva e os cabelos saudáveis. Por isso, Ana Regina Farias, técnica da Embelleze, responde as dúvidas básicas para conseguir o ruivo dos sonhos.


Quais tons de ruivo combinam com cada tom de pele?

Os tons de ruivo passam pelas seguintes nuances: dourados e acobreados, que são considerados mais naturais por se assemelhar aos fios de pessoas nascidas ruivas; blorange, que puxam para um tom mais fantasia e podem variar entre ruivo, loiro e, em alguns casos, rosa; vermelhos bem vivos e pigmentados; e marsala, que se aproxima do roxo. Na dúvida para escolher o que mais combina com seu tom de pele e estilo, veja essas  dicas para escolher o tom de ruivo perfeito .

Existe um mito de que apenas pessoas claras ficam bem na coloração, o que Farias explica que é um mito. “Toda mulher é livre para escolher a cor que quiser para seus cabelos”, diz. No entanto, se a cartela cromática for levada em conta, tons de pele claras/menos retintas podem aderir melhor aos ruivos acobreados e avermelhados. Para peles mais retintas, a cartela indica os tons avermelhados e o marsala.


É preciso descolorir os fios?

Uma das grandes preocupações é a descoloração dos fios para conseguir atingir um determinado tom. Farias explica que isso vai depender da cor natural do cabelo e do ruivo desejado. “Qualquer tom abaixo do louro 9.0, em sua grande maioria, necessita de uma descoloração”, explica a especialista.

Você viu?

Caso os fios sejam mais puxados para o castanho e castanho escuro, é preciso descolorir em diversas etapas. Por esse motivo, o menos arriscado é procurar um profissional para clarear os frios sem danificá-los . “Um cabeleireiro respeita as condições da fibra capilar e tem experiência e segurança para um resultado perfeito com a descoloração”, diz.

Como preparar os fios para a coloração?

Antes de fazer a coloração, é importante pensar se a saúde dos cabelos está em dia. Por esse motivo, Farias afirma que é importante iniciar uma rotina de cronograma capilar com, pelo menos, 15 dias de antecedência do dia da tintura. Esse cuidado é ainda mais necessário em cabelos crespos, que tendem a ser naturalmente mais secos.

Também lembre-se de atender aos cuidados padrões de pré-pintura. “Além do cronograma capilar, o cabelo deve estar sem lavar por dois dias, sem produtos de manutenção ou finalização, como óleo, gel ou creme de pentear. Assim, a oleosidade natural do cabelo protege o couro cabeludo”, explica.


Quais são os danos causados pela coloração ruiva?

Outra dúvida recorrente é se a coloração ruiva pode agredir os fios, seja com perda de nutrientes ou ressecamentos. O processo de agressão aos fios pode acontecer no momento da descoloração, já que os fios ficam mais vulneráveis. No entanto, Farias explica que isso não ocorre com a coloração ruiva em si.

No entanto, o maior contra de quem vai aderir ao ruivo é o fato de que a cor desbota com muita facilidade. Por isso, a manutenção dos fios é muito importante e deve ser realizada de maneira constante. “É indicado manter uma rotina de cronograma capilar após a coloração”, afirma.

Quais são os cuidados de manutenção do ruivo?

Farias explica que é necessário fazer o retoque da cor de 15 a 20 dias. No entanto, é possível manter os cuidados com a aplicação de máscaras tonalizantes, que reativam a coloração e recuperam o brilho dos fios.

Além das máscaras, existem outros produtos, como tonalizantes e até mesmo shampoos, que podem ajudar a manter os fios ruivos em dia. O iG Delas separou alguns deles para te ajudar a escolher o que incluir na rotina.



Farias volta a ressaltar que é importante manter os cuidados do cronograma capilar. “Assim, se intercalam os tratamentos de acordo com a necessidade do fio, revezando entre hidratação, nutrição e reconstrução”, afirma. Desses três pilares, a hidratação é fundamental e deve ser feita semanalmente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários