Tamanho do texto

Esteticista explica a diferença entre tipos de pele e indica os melhores ativos

Com o que você lava o seu rosto? Acredite, apesar de existirem tipos de sabonete específicos para cada pele e áreas do corpo, ainda há quem use qualquer produto. Isso, porém, não é nada recomendado por especialistas e pode ser bastante prejudicial para sua beleza. 

Leia também: "Double cleansing": por que limpar a pele duas vezes pode ser benéfico?

mulher lavando o rosto arrow-options
shutterstock
Antes de lavar o rosto, saiba se você escolheu o sabonete certo - já que isso faz bastante diferença para a sua pele

Segundo a esteticista Ângela Coelho, o  sabonete  comum pode deixar o rosto irritado e remover a camada de proteção da pele, chamada de filme hidrolipídico. “Quando usamos o sabonete em barra comum — que normalmente possui fórmula um pouco mais agressiva — para a limpeza do nosso rosto, o filme hidrolipídico acaba ficando comprometido, o que deixa a pele mais sensível e desprotegida, podendo causar sensibilidade e até irritações”, explica 

No caso de  peles oleosas, por exemplo, essa limpeza inadequada pode causar outro problema: efeito rebote. Isso aumenta a produção natural de óleo, estimulando o  surgimentos de espinhas e obstruindo os poros. Já nas peles secas, remover essa camada de proteção pode deixá-la ainda mais ressecada, fazendo as linhas de expressão aparecerem antes do tempo.

Como limpar o rosto de forma correta?

O primeiro passo para evitar qualquer tipo de problema é escolher o sabonete ideal para o seu tipo de pele. “Na dúvida sobre o seu tipo de pele e em quais produtos investir, invista em um PH neutro — pode ser  sabonete de bebê , que na embalagem esteja identificado como PH Neutro, PH 7 ou PH balanceado — , pois esse PH é compatível com a pele do rosto”, diz Angêla.

Além desse, há outras dicas que fazem diferença na hora de colocar os cuidados em prática:

  1. Use tônicos e hidratantes, mesmo tendo a pele oleosa; 
  2. Evite colocar a mão no rosto, ela costuma estar cheia de microorganismos que podem contaminar a pele;
  3. Procure produtos com fórmulas livres de parabenos, álcool e corantes.

"Lembre-se: a hidratação da pele ocorre principalmente de dentro para fora, então beber água é essencial para que os cremes hidratantes façam o efeito de criar uma barreira na pele que impede a perda de água excessiva", completa. 

Leia também: Rotina de beleza das coreanas têm 10 passos: conheça o "K-beauty"

Qual o sabonete ideal para o meu tipo de pele?

Além de ensinar os cuidados, a especialista lista os melhores produtos para cada tipo de pele :

Pele normal:  É a pele equilibrada, então um sabonete suave com propriedades hidratantes é o suficiente. Ativos como aloe vera, extrato de calêndula, extrato de ginseng, argila branca e extrato de maracujá são ótimos para esse tipo de pele.

Pele oleosa:  É uma pele que possui um desequilíbrio nas glândulas sebácea e sudorípara, o que causa uma maior produção de óleo e de água. Produtos com ácido salicílico, erva doce, melaleuca, hamamelis e argila verde são boas opções e possuem ação sebo reguladora. Eviste usar o sabonete com ativos secativos em áreas mais ressecadas do rosto.

Pele seca:  Também possui um desequilíbrio nas glândulas sebácea e sudorípara, mas diferente da pele oleosa, a seca tem pouca produção de óleo e de água. O ideal aqui é usar sabonetes que tenham ativos com propriedades hidratantes, como extrato de aveia, extrato de melissa, óleo de framboesa e argila amarela.

Pele Mista:  Este tipo de pele possui regiões com maior produção de lipídeos (normalmente na "zona T" — testa, nariz e queixo), e alterna regiões secas e normais. Um sabonete que contenha extrato de hortelã ou extrato de alecrim é uma ótima opção.