Tamanho do texto

Mesmo ouvindo sobre o desconforto de Heather, a "esteticista certificada" continuo o procedimento e causou queimaduras químicas em seu rosto

Como editora de beleza do portal norte-americano "Health", Heather Muir está acostumada a ser convidada para testar novos produtos e tratamentos. Porém, há cerca de duas semanas, ela foi fazer um procedimento estético que mudou completamente sua visão sobre a prática, já que o resultado saiu completamente diferente do esperado.

A editora de beleza foi convidada para experimentar um procedimento estético e o resultado foi diferente do que esperava
Reprodução/Instagram/hmuir
A editora de beleza foi convidada para experimentar um procedimento estético e o resultado foi diferente do que esperava

Em relato no Instagram e em entrevista à "Health", ela conta que recebeu o convite de uma assessora de imprensa para experimentar um procedimento estético chamado "red carpet facial", ou "tratamento facial para o tapete vermelho", em português, com uma "esteticista certificada". A prática, que envolve laser, é bastante popular nos Estados Unidos por ser mais barata do que outras e, também, por prometer uma "pele perfeita e com brilho".  

"Como já fiz muitas outras vezes, agarrei a chance de testar um tratamento facial chique (e de graça), depois de confirmar que não deixaria nenhuma mancha ou vermelhidão no meu rosto, já que eu teria um ensaio de fotos no dia seguinte", escreveu. A assessora a assegurou que o procedimento estético não causaria nenhum dano à pele e que não era preciso se preocupar.

Porém, assim que o laser foi ligado, Heather sabia que havia algo de errado. Segundo ela, o procedimento começou a ficar doloroso e, em poucos minutos, parecia que estava queimando. "Me senti desconfortável e comecei a falar isso para a esteticista. Ela me disse que eu era muito sensível", relatou. A profissional responsável pelo tratamento também disse que a editora foi a primeira paciente a ter uma reação assim e que ficaria tudo bem.

"Quando fui ao banheiro me trocar, eu vi meu rosto — vermelho, inchado e latejando — e soube que algo estava errado. Me disseram que 'era o procedimento estético que ela deveria promover', beber muita água e hidratar a pele com as cápsulas de óleo que me deram", disse.

Depois do acontecido, ela foi imediatamente ao consultório de sua dermatologista pessoal, que prescreveu um creme específico para feridas e queimaduras. A especialista afirmou que essas marcas que parecem arranhões, na realidade, são queimaduras químicas  e que provavelmente não deixaria cicatrizes — mas se Heather tivesse um tom de pele mais escuro o resultado seria bem pior e as marcas seriam permanentes. 


Uma semana e meia depois de começar a usar o creme, as marcas na pele da editora de beleza começaram a melhorar. "Se você sente que algo está errado, escute sua intuição. Eu disse para a esteticista muitas vezes que estava desconfortável, mas nunca pedi para ela parar e me arrependo de não ter feito isso. Queria simplesmente ter falado: 'obrigada pelo seu tempo, mas isso não está sendo bom para mim. Estou indo embora'.", disse.

Editora de beleza ensina os cuidados ao apostar em um procedimento estético

Após o procedimento estético com laser deixar marcas no rosto de Heather, ela procurou ajuda de uma dermatologista
Reprodução/Instagram/hmuir
Após o procedimento estético com laser deixar marcas no rosto de Heather, ela procurou ajuda de uma dermatologista

Depois do desabafo nas redes sociais, a editora diz ter refletido sobre o acontecido e quer dar alguns conselhos sobre fazer um procedimento estético:

"1. Siga seu instinto: quando algo não aprece certo, vá embora. Simplesmente se retire da situação, não importa o quanto esse momento possa ser estranho. Queria ter feito isso.

2. Pele se cura — rápido! Com a ajuda da minha dermatologista incrível, minha pele está parecendo quase a mesma de novo.

3. Seja grata. Um dia depois do tratamento, eu tinha um ensaio fotográfico. Eu não sou o tipo que cancela um compromisso (apesar de parecer que eu fui atacada por um gato selvagem). Sem espelhos e com um emprego que amo, consegui me divertir e fui para casa contando ao meu marido sobre como eu sou grata pela minha pele e todas suas imperfeições, sabendo que essa situação ia passar. Agradeço a todos que me ajudaram a lidar com isso no meu tempo.

Em vez de sair com uma pele brilhante, saí com uma lição aprendida. Saibam que não estou postando isso como uma vingança para 'expor' as pessoas, mas por compartilhar uma experiência assustadora . Eu não estaria fazendo meu trabalho jornalístico se cobrisse apenas a parte boa do procedimento estético ", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.