Tamanho do texto

Elena Shilenkova bateu o recorde das maiores unhas do país. Ela não as corta há mais de 4 anos, e tudo começou depois de uma aposta com um amigo

A russa Elena Shilenkova chama a atenção por onde passa por um detalhe peculiar. A mulher de 35 anos exibe unhas compridas, muito compridas. Depois de não cortá-las há exatos  quatro anos e três meses, as unhas de Elena medem 12 cm. 

Elena Shilenkova tem unhas de 12 cm e não as corta há mais de quatro anos. E tudo começou com uma aposta
Reprodução/The Sun
Elena Shilenkova tem unhas de 12 cm e não as corta há mais de quatro anos. E tudo começou com uma aposta


Leia também: Mulheres com unhas extremamente longas criam irmandade nos EUA

Segundo o jornal britânico "The Sun", Elena chama as "garras" de seus bebês. "Elas estão comigo há muito tempo e cuido delas como cuidaria de bebês", explica Elena. Ela também comemora por ser considerada a mulher as maiores unhas do país. 

Elena, que comanda um canal no YouTube e mora em São Petesburgo, conta que sempre usou unha comprida , mas a decisão de deixar crescer ainda mais veio depois de um aposta com um amigo. Desde então, ela passa longe de qualquer tesourinha ou cortador.

Vida normal com as unhas gigantes

Elena diz que toma uma série de cuidados para conservar as unhas grandes, mas que não segue uma rotina normal
Reprodução/TheSun
Elena diz que toma uma série de cuidados para conservar as unhas grandes, mas que não segue uma rotina normal

A russa afirma que quebrar uma unha seria um pesadelo e conta que faz alguns esforços para manter as "garras". Ela diz, por exemplo, que não entra no mar e também não pratica esportes como tênis e até evita movimentos bruscos. Para ajudar, ainda toma vitaminas. 

Leia também: Como passar o esmalte perfeito e mais 12 dicas para unhas lindas e saudáveis

Além disso, mesmo no inverno rigoroso da Rússia, se recusa a usar luvas, apesar de não ser muito feliz com isso. "Eu realmente sinto falta de luvas. Pode fazer bastante frio aqui e só posso colocar as mãos no bolso". 

Mesmo com essa pequena adversidade, Elena afirma que não tem nenhuma dificuldade no dia a dia com as longas "garras". "Apenas faço as coisas de uma maneira um pouco diferente da maioria das pessoas. Por exemplo, posso dizer que a minha forma de digitar é um pouco particular", comenta. 

Ter unhas tão grandes assim chama a atenção. Elena diz que algumas pessoas querem tirar selfies com ela e só poucas perguntam quando ela irá cortá-las. A mulher fala também que esse detalhe não afasta os homens. 

Depois de mais de quatro anos conversando as unhas , ela comemora o resultado e parece não querer parar por aqui. "Pessoas veem milhares de rostos por dia e sempre os apagam da memória, mas alguém com unhas como as minhas nunca será esquecido". 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.