O pompoarismo é uma técnica milenar que  promete deixar o sexo mais prazeroso por meio do fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico. Apesar de muito conhecida, a prática ainda traz muitas dúvidas, tanto para homens quanto para mulheres.

Para desmistificar e esclarecer alguns mitos e verdades sobre o pompoarismo, conversamos com a Isabella Moura, fisioterapeuta pélvica especializada em neopompoarismo e colaboradora da plataforma Sexo sem Dúvida.

pompoarismo
Unsplash/Dainis Graveris
Entenda a técnica que promete fortalecer os músculos da vaginal e melhorar sua saúde



1- Quem pode praticar?

Todas as pessoas com vagina (mulheres cis* e homens trans) podem praticar, desde que não tenham nenhuma disfunção no assoalho pélvico. “Isso quer dizer que quem tem incontinência urinária, se solta pum sem querer, se sente algum tipo de dor nas relações, se sente que os órgãos da região pélvica estão descendo -- os prolapsos -- precisa tratar isso primeiro e depois ir para o pompoarismo”, conta Isabella.

*Mulheres cis são aquelas que nasceram com vagina, diferente das mulheres trans.

2- Pompoarismo ajuda a atingir o orgasmo?

Ajuda e muito. Porém, se a pessoa nunca tiver alcançado o orgasmo, o ideal também é tratar essa disfunção antes de ir para a técnica. “O pompoarismo não é tratamento, é um método que potencializa o desempenho sexual feminino, mas se a mulher tem essa dificuldade ela deve primeiramente tratá-la com um terapeuta sexual”, explica a especialista.

3 - O método também aumenta o prazer de quem penetra?

Isabella afirma que sim, sem sombra de dúvidas. A mulher que pratica o pompoarismo passa a ter mais controle sobre os músculos da vagina, portanto a vagina passa a ter a capacidade de massagear o pênis durante a relação e até ter o controle se o pênis vai conseguir ou não entrar na vagina, possibilidade dinâmicas que costumam dar mais prazer à pessoa que penetra.

4 - O pompoarismo tem benefícios além dos sexuais?

O pompoarismo pode beneficiar a  saúde da mulher em diversos aspectos. “Podemos citar corrimento, infecção urinária, infecções uterinas, candídiase. O motivo principal é porque melhoramos o aporte sanguíneo local. Além de prevenir todos os distúrbios que são comuns em mulheres, especialmente as que já engravidaram, como os diversos tipos de incontinência urinária”.

5- Existe pompoarismo para homens?

Só para os homens trans. Para os homens cisgêneros (aqueles que nasceram com pênis), não, já que o pompoarismo é a técnica para trabalhar a musculatura vaginal. “Porém, podemos trabalhar e reabilitar os músculos do assoalho pélvico masculino para que o homem possa ter maior controle da ejaculação, para ter uma ereção mais rígida e até mexer o pênis, o que é muito prazeroso para as mulheres”, diz Isabella.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários