Tamanho do texto

O prazer não é o mesmo de tempos atrás? Veja como atingir um orgasmo mais intenso usando duas - ou mais! - táticas de sexo ao mesmo tempo

Às vezes, as clássicas posições sexuais, apesar de garantirem excitação, podem fazer com que o sexo caia na rotina e o orgasmo acabe perdendo a intensidade das primeiras vezes. Felizmente, para resolver esse “problema” não faltam opções. Há uma infinidade de dicas, envolvendo desde adotar brinquedos eróticos, explorar fantasias sexuais ou até mesmo tentar posições mais ousadas para conseguir mais prazer no sexo.

Leia também: Dicas para apimentar a relação, melhorar o sexo e salvar o relacionamento

Para quem já é experiente no sexo, há uma infinidade de posições na cama para quem quer inovar no sexo com o parceiro
shutterstock
Para quem já é experiente no sexo, há uma infinidade de posições na cama para quem quer inovar no sexo com o parceiro

Mas, se você é das clássicas e quer manter a tradição sem abrir mão do orgasmo intenso, não é preciso se preocupar. Há também algumas práticas comuns que, quando combinadas, podem garantir sensações incríveis para você ter mais prazer no sexo quando chegar lá.

Confira 5 dicas de como conseguir mais prazer no sexo com práticas combinadas

Mudanças simples podem fazer com que você consiga ter mais prazer no sexo e potencializar o orgasmo
shutterstock
Mudanças simples podem fazer com que você consiga ter mais prazer no sexo e potencializar o orgasmo


  • Sexo oral e estímulo do clitóris e outras áreas erógenas

Apesar do que é mostrado em filmes pornô, poucas mulheres chegam ao clímax com a penetração, e, normalmente, ela deve ser combinada a outras práticas e estímulos para que elas sintam prazer.

De acordo com um estudo publicado em 2017 no periódico “Archives of Sexual Behaviour” que reúne dados de mais de 50 mil pessoas, o combo de sexo oral, estimulação genital e beijos profundos faz com que 80% das mulheres relatem orgasmos, enquanto a penetração sozinha só leva 35% ao ápice do prazer na relação sexual. Ou seja: vale a pena investir no estímulo além da penetração.

Contudo, o sexo e a masturbação não se resumem a interações com os órgãos genitais. Tanto o homem quanto a mulher têm inúmeras regiões pelo corpo que, quando estimuladas, geram sensações prazerosas. Elas são chamadas de zonas erógenas e, normalmente, têm mais terminações nervosas que outras partes do corpo, algo que as torna mais sensíveis ao toque.

Para a mulher, a vagina, o clitóris e as outras partes da vulva são zonas erógenas importantes, mas há muito mais a se explorar. Os seios, a parte interior das coxas, o pescoço, a boca e o ânus, por exemplo, são algumas delas.

Além de partes do corpo, os cinco sentidos também contribuem para a excitação quando estimulados e que algo que nunca deve ficar de fora é a estimulação da mente. Sendo assim, deixe as fantasias correrem soltas!

Leia também: Posição sexual x personalidade: o que suas preferências sexuais revelam?

  • Penetração vaginal e estímulo do clítoris
Combinando a penetração vaginal com o estímulo do clítoris, é possível conseguir mais prazer no sexo em várias posições
shutterstock
Combinando a penetração vaginal com o estímulo do clítoris, é possível conseguir mais prazer no sexo em várias posições

Para quem gosta de penetração, mas não consegue ter orgasmo só com isso, é possível deixar o sexo clássico ainda melhor com uma ajuda simples: estimulando o clítoris. Isso pode ser feito com as mãos mesmo - tanto a sua, quanto a de seu parceiro ou as duas juntas - ou então com algum brinquedo erótico.

Vale lembrar que essas práticas podem ser combinadas em diversas posições sexuais, como as tradicionais “de lado”, “de quatro” e “de costas”. Mas o casal pode usar a criatividade e explorar outras performances mais elaboradas que deixam as mãos livres ou que promovam fricção entre a pelve dos parceiros para que o clítoris seja alcançado e, assim, e proporcione mais prazer.

Uma dica extra é usar algum brinquedo sexual para deixar a penetração ainda mais prazerosa e “turbinar” o orgasmo, como um anel peniano ou gel que esquenta.

  • Penetração vaginal e anal
Quer ter mais prazer no sexo e manter a penetração vaginal? Experimente penetração anal ao mesmo tempo
shutterstock
Quer ter mais prazer no sexo e manter a penetração vaginal? Experimente penetração anal ao mesmo tempo

Outra tática para quem não abre mão da penetração: é possível conseguir “duplicar” o prazer com a penetração vaginal e anal. Nesses casos, não há muito segredo: as práticas podem ser feitas com o próprio órgão do parceiro, algum brinquedo sexual ou as mãos.

Algumas posições são mais favoráveis para combinar essas duas práticas sexuais, como “de quatro”, “cavalgada” e até mesmo a “papai e mamãe”.

Por incluir o sexo anal, uma pratica que muitas mulheres temem por acharem dolorida, é importante tomar algumas precauções antes de começar, para que ambos atinjam o orgasmo, sem traumas ou dores.

Pensando em evitar problemas, a pessoa que está recebendo a penetração deve ter o controle da situação, já que um movimento em falso pode machucá-la e acabar com a diversão. O ideal é que não haja a penetração com o pênis no ânus logo de cara. Para iniciar, o mais indicado é usar o dedo primeiro. Esqueça a pressa: comece com um, depois dois dedos, até conseguir, enfim, a penetração com o pênis.

Outro preparo essencial e indispensável é a lubrificação da região, já que, diferentemente da vagina, o ânus não tem lubrificação própria. E se a penetração ocorrer com a região seca também pode machucar e causar dor. Por isso, o certo é lubrificar bastante antes.

  • Sexo oral e penetração vaginal
Enquanto recebe carícias, peça ao seu parceiro usar um brinquedo erótico para penetração vaginal para ter mais prazer no sexo
shutterstock
Enquanto recebe carícias, peça ao seu parceiro usar um brinquedo erótico para penetração vaginal para ter mais prazer no sexo


O sexo oral , quando bem feito, pode proporcionar muito prazer. Mas que tal potencializar essa sensação e usar as mãos ou algum brinquedo erótico para dar prazer ao parceiro ou parceira? Enquanto estiver com a boca ocupada, é possível estimular a vagina com a penetração. 

Lembre-se de caprichar nas carícias feitas com a língua. No caso do sexo oral em mulheres, é importante prestar atenção na posição da língua, na velocidade dos movimentos e, é claro no local. O ideal é focar a estimulação com língua e lábios no clitóris enquanto mantém um ritmo constante, já que mudanças bruscas – seja para mais rápido ou mais devagar – podem fazer com que as coisas “esfriem”.

Também é legal evitar a “língua pontuda”, mantendo-a relaxada. Algumas mulheres não sentem prazer com a estimulação direta do clitóris, então fazer movimentos circulares ao redor deles pode ser a melhor forma de dar prazer a ela, se esse for o caso.

No caso do homem, é importante lembrar que a parte mais sensível do pênis é a glande (ou seja, a “cabeça”), então ela deve receber uma atenção especial durante o sexo oral. Os testículos também não devem ser esquecidos, e acompanhar os movimentos da boca – que devem ter uma velocidade constante – com as mãos posicionadas na base do pênis é uma boa ideia para quem tem o fundo do céu da boca muito sensível.

  • Sexo oral e penetração anal
Quer fugir da tradicional penetração vaginal? Experimente a dupla: sexo oral e anal e consiga mais prazer no sexo
shutterstock
Quer fugir da tradicional penetração vaginal? Experimente a dupla: sexo oral e anal e consiga mais prazer no sexo

Não é só porque estamos falando de sexo oral que não existe como fazer uma coisa diferente para aumentar o estímulo. Usar a boca é o primeiro passo, mas, indo além de usar os lábios e a língua, você pode usar as mãos ou até mesmo algum brinquedo sexual para explorar outras partes do corpo.

Uma delas é a estimulação do ânus, uma região que pode proporcionar prazer tanto para a mulher quanto para o homem. Os brinquedos eróticos podem ser tão úteis quanto as mãos para deixar a hora do sexo mais divertida.

Dica: é possível usar um vibrador pequeno para estimular o parceiro ou parceira e até para manter o clima quente. Apostar em um tipo de gel lubrificante com sabor ou daqueles que dão sensações diferentes — como os que gelam ou os que esquentam ao toque — para incrementar o sexo oral também é uma boa ideia.

Ao final do sexo anal é importante fazer a higienização correta e ficar de olho nas fezes. Apesar de ser uma prática gostosa, o ânus não foi biologicamente feito para ser penetrado. Durante o ato, algumas fibras dos músculos e vasos sanguíneos podem ser danificados. Qualquer alteração, procure orientação médica.

Leia também: Orgasmo pode ser atingido mais facilmente com ajuda de um determinado item

Independente de qual dica for adotada pelo casal, é sempre legal usar a imaginação e adaptar os movimentos de acordo com o que os dois mais gostam. Não é preciso ficar apenas nos exemplos reunidos aqui.

Explore sua criatividade e faça o que você e seu parceiro ou parceira acharem confortável. Combine uma ou mais técnicas apresentadas, incorpore o uso de brinquedos eróticos, ouse nas posições, varie o ritmo, invista nas preliminares, pense em combinações diferentes... A ideia é sair da rotina e turbinar o prazer.

Você também pode conversar com seu par antes de irem para a cama e traçar uma estratégia, para fortalecer a confiança na hora de realizar alguma prática que seja novidade para algum dos dois ou então podem deixar o momento conduzir o que vocês irão fazer. O importante é que ambos se divirtam.

E lembre-se: além das práticas combinadas, para ter mais prazer no sexo  é aconselhável o uso de lubrificantes para facilitar a penetração vaginal e anal. O preservativo é indispensável durante a relação e, caso vocês pretendam trocar o local de penetração, é preciso trocar a camisinha para evitar infecções e outros problemas.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.