Tamanho do texto

A relação caiu na rotina, o sexo esfriou e você e seu par estão cada vez mais distantes? Cátia Damasceno traz dicas para resolver esses problemas; veja

Seja pelo longo tempo de relacionamento ou pela falta de conversa, muitos casais acabam enfrentando problemas na vida a dois – e a frequência com que têm relações sexuais também é afetada, o que faz com que o sexo esfrie . É aí que passa a ser necessário começar a buscar por soluções e encontrar medidas que ajudem a trazer o fogo de volta e apimentar a relação.

O relacionamento esfriou e o sexo caiu na rotina? Especialista ensina a apimentar a relação e reacender o fogo da paixão
shutterstock
O relacionamento esfriou e o sexo caiu na rotina? Especialista ensina a apimentar a relação e reacender o fogo da paixão


A boa notícia é que o par não precisa ter nenhuma atitude mirabolante para salvar o relacionamento. Para ajudar nessa questão, Cátia Damasceno, especialista em uroginecologia, sexualidade feminina e idealizadora do Programa Mulheres Bem Resolvidas, listou, em seu canal do Youtube, algumas dicas para esquentar o sexo e conseguir apimentar a relação .

O que fazer para apimentar a relação? 

Uma das dicas para apimentar a relação é sair do quarto e fazer sexo em outros cômodos da casa, como cozinha e banheiro
shutterstock
Uma das dicas para apimentar a relação é sair do quarto e fazer sexo em outros cômodos da casa, como cozinha e banheiro

No vídeo, a primeira dica é começar com pequenas mudanças. "Não há necessidade de modificações gigantescas, como transar dentro de um helicóptero, sobrevoando a Torre Eiffel", brinca a especialista.

É possível adotar medidas dentro da própria casa, mas em lugares diferentes dos quais o casal está acostumado a fazer sexo . Se a relação ocorre com frequência no quarto, dá para mudar e ir para outro cômodo , como a sala, cozinha, área de serviço, banheiro ou no quintal, por exemplo. “Não dá para passar o resto da vida fazendo todo dia a mesma coisa”, detalha.

Para quem ainda não está pronto para sair do quarto, uma das soluções é ir além da cama – e utilizar outros móveis disponíveis no ambiente, como a escrivaninha e a mesa de cabeceira.

A segunda alternativa é fazer aquilo que você sempre ficou na dúvida se faria ou não. A especialista explica que não é para fazer o que já havia negado, mas experimentar as coisas que receberam um “talvez”. “Já pensou em fazer sexo na cachoeira?”, questiona no vídeo. “Experimenta e vai. Permita-se fazer as coisas que você já imaginou e sonhou”, diz.

Outro ponto para levantar o sexo que caiu na rotina é banir aquilo que vocês já fazem. Para isso, é necessário deixar o que já dá certo de lado – e ir atrás de novidades. “Se o casal começa pelo sexo oral, a dica é inovar e tentar outras coisas”, recomenda. 

Por último, a quarta dica é trazer um terceiro elemento para a cama, lembrando que não precisa ser uma terceira pessoa, a não ser que isso seja um desejo dos dois. Para isso, que tal apostar nos brinquedos eróticos? É o caso, por exemplo, de um anel peniano – ou até mesmo um gel que esquenta ou esfria. Ainda há como apostar na pedra de gelo, que não tem nenhum gasto e pode ser feita em casa.

Sinais que o relacionamento caiu na rotina 

O relacionamento caiu na rotina? Veja os sinais que indicam isso e combata-os para conseguir apimentar a relação
shutterstock
O relacionamento caiu na rotina? Veja os sinais que indicam isso e combata-os para conseguir apimentar a relação

São diversos fatores que podem levar o casal a deixar o sexo cair na rotina e não apresentar mais novidades na vida a dois. O primeiro deles, segundo Cátia, é quando os parceiros não brincam mais e ficam com a cara fechada.

O segundo sinal está relacionado com a regularidade das relações sexuais, que diminui de forma considerável. “Contabiliza o seu primeiro ano de namoro, ou de casamento, com a frequência sexual hoje. É a mesma? Quanto diminuiu? Você transava três vezes na semana e agora transa três vezes por mês?”, pergunta. As respostas podem ajudar a identificar o problema.

Outra característica é dar desculpas que não eram utilizadas antes. “Estou muito cansada. Trabalhei muito. Agora tem crianças”. Esses são alguns exemplos.

Não beijar mais na boca é outro indicativo de que as coisas não estão bem.

E a última característica é quando a cama vira escritório. “No lugar de fazer um sexo gostoso, você leva o computador e começa a trabalhar”, finaliza Cátia.

Por fim, identificar esses problemas ajuda a saber o que está errado na relação e, assim, conseguir criar medidas para combatê-los e, além de salvar, apimentar a relação .

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.