Tamanho do texto

Muitos casais começam a ter problemas na relação quando o clima na cama esfria. Psicólogo dá dicas do que o casal pode fazer nessas situações

O sexo é uma parte fundamental de um relacionamento, mas alguns casais acreditam que isso é o pilar da relação. Será mesmo? Esse pensamento é comum porque (por incrível que pareça) muitos dos problemas que existem entre um casal podem ter relação com a insatisfação que ambos têm na cama.

Muitos casais passam por problemas no relacionamento porque não conseguem se entender na cama
shutterstock
Muitos casais passam por problemas no relacionamento porque não conseguem se entender na cama


Leia também: Quer melhorar seu desempenho no trabalho? Sexo pode ser a solução

“O sexo é sim muito importante no relacionamento , pois é a troca mais íntima entre duas pessoas, que pode ser transformado em uma conexão profunda de corpo e alma. Por isso, quando há problemas nesse aspecto o casal, começa a se desentender”, explica a psicóloga especialista em desenvolvimento humano Marilena Bigoto.

Sexo todo dia

Então quer dizer que para um casal ser feliz, os envolvidos precisam fazer sexo todos os dias. Certo? Errado! “O casal não precisa ter relações todos as dias, o importante não são os números, mas, sim, a qualidade”, fala a especialista.

Alguns sinais são importantes na cama. Marilena diz que o casal precisa trocar olhares, sentir o corpo um do outro e dar abraços longos, pois assim criará uma conexão maior e deixará de ser apenas dois corpos que se relacionam.

Voltando a esquentar a relação

Se o clima na cama esfriou, o primeiro passo é fazer a seguinte pergunta: “Qual o problema que estamos enfrentando?”. A especialista fala que se for por conta de sentimentos negativos existentes entre os dois, o casal precisa primeiro resolver esses isso e chegar a um acordo.

Leia também: Satisfação sexual na relação diminui após um ano juntos, diz pesquisa

“Se for falta de vontade, o indicado é buscar entender o porquê o desejo se foi e qual está sendo a dificuldade. Agora se for porque um dos dois sente vontade de ter relações, mas não tem libido , é necessário procurar um especialista”, alerta a psicóloga.

Fórmula para o sucesso?

Um recente estudo feito pela Universidade do Estado da Flórida, nos Estados Unidos, indica que aquela sensação de satisfação que aparece depois do sexo não dura somente algumas horas, mas sim 48 horas. Isso mesmo, os cientistas dizem que a oxitocina, conhecida como “hormônio do amor”, liberado durante o sexo deixa efeitos no corpo por dois dias.

O sexo é importante, mas isso não significa que o casal precisa transar todos os dias
shutterstock
O sexo é importante, mas isso não significa que o casal precisa transar todos os dias


Os pesquisadores descobriram que os sentimentos de intimidade e a satisfação pós-sexo só começaram a desaparecer depois de três dia. A explicação é que isso acontece porque a concentração de espermatozoides dos homens diminui ao fazer sexo demais, mas é restaurada após 48 horas.

Isso significa que é uma espécie de adaptação evolutiva para manter os parceiros juntos, ou seja, é o tempo necessário para o homem recuperar o corpo e aumentar as chances de fazer a mulher engravidar. Fora isso, os espermatozoides também podem sobreviver dentro do corpo feminino por até dois dias.

Na pesquisa, aqueles que relataram uma tendência mais forte a esperar os dois dias para transar novamente demostraram ser mais felizes no relacionamento, mas a psicóloga acredita que isso não deve ser considerado uma regra.

Leia também: Efeitos bons do sexo podem durar por dois dias e mantêm a relação firme

“Bom, se o homem e a mulher têm vontade de ter relação dentro desse período e se sentem satisfeitos com isso, ok! Caso contrário, não é necessário esperar esse tempo de ‘ abstinência ’, o importante é que o relacionamento seja consensual e satisfaça ambos”, completa a especialista.

    Leia tudo sobre: amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.