Tamanho do texto

“Tudo o que direi é: tenha cuidado ao brincar com espiritualidade”, afirma Amanda Teague, de 46 anos, ex-mulher do espírito de um pirata de 300 anos

Em janeiro deste ano, o Delas noticiou o casamento da irlandesa Amanda Teague, 46 anos, com o espírito de um pirata haitiano chamado Capitão Jack, que supostamente morreu em 1700. Sim, um casamento com um fantasma!

Amanda Teague diz que se casou com pirata fantasma e relata que eles tinham encontros, discussões e fazem sexo
Reprodução/Daily Star
Amanda Teague diz que se casou com pirata fantasma e relata que eles tinham encontros, discussões e fazem sexo

Na época, Amanda disse Jack havia a escolhido porque ela é “dominante e difícil”, mas também uma mulher “muito leal”. A cerimônia do casamento aconteceu em um barco, já que o marido fantasma era um pirata, e contou com a presença de familiares e amigos. Após o casamento, ela passou a usar o sobrenome de Jack.

Leia também: 5 fetiches excêntricos que você provavelmente não conhece

No entanto, alguns meses depois, Amanda anuncia agora ao site “Daily Star” que o relacionamento com o pirata não caminhou tão bem quanto ela imaginava e, infelizmente, o casamento chegou ao fim. Amanda não chega a revelar o motivo do término, mas faz um alerta: “Tudo o que direi é: tenha cuidado ao brincar com espiritualidade”, afirma.

Sexo com fantasma

Ex-mulher de um fantasma, Amanda dá dicas de como manter relações sexuais com seres espirituais
Reprodução/Daily Star
Ex-mulher de um fantasma, Amanda dá dicas de como manter relações sexuais com seres espirituais

Durante o casamento com Jack, a irlandesa chegou a comentar que a relação foi consumada. Ela afirmava que mantinha relações sexuais com o ser sobrenatural. Era um sexo espiritual, que estava ligado a conseguir sentir a energia do outro. "Não tem nada a ver com masturbação", comentou Amanda quando ainda era casada. 

A experiência era tão real que ela tinha até uma posição sexual favorita. “Bom, embora você possa sentir prazer em qualquer posição, o ‘missionário’ [quando o homem fica pr cima da mulher] provavelmente é a melhor para você começar porque é mais fácil sentir o peso dele [do fantasma] e, a partir daí, começar a relação”.

Leia também: Conheça a espectrofilia, fetiche sexual por fantasmas, espíritos e deuses

E ela não é a única pessoa a dizer que já teve experiências sexuais com seres do além, na verdade isso é um fetiche e tem nome: espectrofilia.

De acordo com Amanda, a espectrofilia é algo que existe há milhares de anos, mas as pessoas não falam sobre isso. Amanda diz que apesar de existirem teorias diferentes para essa experiência com um fantasma , o importante mesmo é analisar as situações para chegar à conclusão do que é ou não verdade.