Tamanho do texto

A falta de prazer é uma realidade para muitas mulheres e alguns fatores podem contribuir para agravar isso; saiba quais são eles e como combatê-los

Você sente prazer durante o sexo? Sente que está satisfeita com a pessoa que se relaciona sexualmente? Se a sua resposta for “não”, não é preciso se sentir mal por isso. Na verdade, a falta de desejo feminino está mais presente na vida das mulheres do que se imagina. Diariamente o Delas recebe dúvidas de leitoras que não sabem como agir diante da falta de prazer sexual.

Falta de desejo feminino é algo comum e que atormenta diversas mulheres
shutterstock
Falta de desejo feminino é algo comum e que atormenta diversas mulheres

Leia também: Não ter prazer no sexo é normal? Delas responde leitora que nunca se satisfez

Pensando nisso, listamos os sete fatores mais comuns que contribuem para a falta de desejo feminino . Claro, não podemos esquecer que cada caso é um caso e o que funciona para uma mulher pode não resolver o problema de outra. Por isso, sempre recomendamos buscar orientação profissional para respostas mais certeiras sobre casos específicos.

Confira os 7 fatores que podem contribuir para a falta de desejo:

1. Ausência de diálogo pode levar à falta de desejo feminino

Não dialogar com o outro pode aumentar o problema da falta de desejo feminino
shutterstock
Não dialogar com o outro pode aumentar o problema da falta de desejo feminino

A conversa é um dos pilares que mantém um relacionamento saudável. Dessa forma, evitar falar sobre sexo e temas que envolvem a sexualidade pode ser um dos fatores que contribuem para a falta de desejo. Quando não há diálogo, é muito mais difícil do outro saber como te satisfazer na cama e, consequentemente, a frustração aparece acompanhada da falta de prazer.

Falar sobre sexo, sobre como você gosta de ser tocada e o que gosta de experimentar na cama é fundamental. Isabel Losada, autora do livro “Adventures in Sex, Love and Laughter”, fala ao site iNews  que todos devem aprender a falar “sim”, “não” e “espere”, deixando tudo sempre muito claro, principalmente na “hora H”.

Além disso, a especialista em sexualidade Cátia Damasceno afirma que dialogar bastante e mostrar interesse em mudar aspectos do relacionamento que incomode o casal também são algo essencial para não deixar a falta de prazer te consumir.

2. Cair na rotina pode esfriar o sexo e atrapalhar o desejo

Adotar jogos eróticos é uma forma de evitar cair na rotina e impedir que a falta de prazer feminino tome conta da relação
shutterstock
Adotar jogos eróticos é uma forma de evitar cair na rotina e impedir que a falta de prazer feminino tome conta da relação

Há quanto mais tempo o casal está junto, mais fácil cair na rotina. E quando isso acontece, o sexo pode ficar morno, sem graça e a falta de desejo feminino toma conta da relação. No entanto, adotar alguns hábitos e novas atitudes pode ajudar a reacender a chama da paixão e fazer o sexo ser prazeroso novamente. O casal pode testar novas posições, buscar novos ambientes para fazer sexo e testar algumas brincadeiras e desafios.

Em entrevista anterior ao Delas, a sexóloga Priscila Junqueira comenta que jogos eróticos são uma ferramenta para manter a vida sexual ativa e divertida ao mesmo tempo.  “Objetos e técnicas para proporcionar mais prazer e explorar os desejos ajudam os casais a acabarem com a rotina”, explica a especialista.

3. Não explorar zonas erógenas pode deixar tudo mais monótono

Explorar as zonas erógenas, como o pescoço, é uma forma de combater a falta de desejo feminino
shutterstock
Explorar as zonas erógenas, como o pescoço, é uma forma de combater a falta de desejo feminino

Ao contrário do que algumas pessoas imaginam, o órgão sexual não é a única região do corpo humano capaz de proporcionar prazer. Na verdade, existem zonas erógenas que podem e devem ser exploradas. Essas zonas são regiões com muitas terminações nervosas ou pele mais fina, que são mais sensíveis ao toque e provocam uma sensação de prazer quando são estimuladas. No geral, essas zonas são a parte interna dos braços e coxas, os seios, a virilha, a região atrás do pescoço, as orelhas, o lábio e o clitóris.

Leia também: Conheça 12 zonas erógenas e saiba como estimular cada uma para ter mais prazer

4. Falta de lubrificação pode deixar a relação bastante incômoda

Apostar em lubrificantes é uma saída para driblar a falta de lubrificação que contribui para a falta de desejo feminino
shutterstock
Apostar em lubrificantes é uma saída para driblar a falta de lubrificação que contribui para a falta de desejo feminino

A lubrificação é fundamental para garantir o prazer feminino e garantir que a penetração seja mais confortável. De acordo com especialistas, a lubrificação nada mais é do que uma secreção expelida por glândulas na vagina que tornam a mucosa mais hidratada e contribuem para uma relação mais prazerosa.

A falta de lubrificação pode estar relacionada a diversos fatores e um dos mais comuns é o fato de a mulher não estar relaxada. Por isso, durante o sexo, tente se concentrar na relação, curtir o momento e relaxar.

E se tiver problemas com a lubrificação natural, não tenha receio de usar um lubrificante . Lembre-se apenas de escolher um produto à base de água para usar junto com a camisinha, assim não há riscos de corroer o material do preservativo. 

5. Não estar relaxada é um problema para o sexo e para o desejo

Ficar relaxada é fundamental para se entregar inteiramente à relação sexual e enfrentar a falta de desejo feminino
shutterstock
Ficar relaxada é fundamental para se entregar inteiramente à relação sexual e enfrentar a falta de desejo feminino

Segundo a terapeuta sexual Thais Plaza em entrevista prévia ao Delas, quando a mulher não consegue relaxar e se entregar ao sexo, isso pode prejudicar diretamente o prazer dela. De acordo com a profissional, o orgasmo é uma consequência de uma relação sexual prazerosa em que as pessoas mergulham com o corpo e a mente. Dessa forma, a dificuldade em se concentrar pode dificultar chegar ao ápice do prazer. 

6.  Investir apenas na penetração pode atrapalhar a relação

Investir no sexo oral e no estímulo clitoriano é a melhor forma de combater a falta de desejo feminino
shutterstock
Investir no sexo oral e no estímulo clitoriano é a melhor forma de combater a falta de desejo feminino

Muita gente acha que o momento mais importante do sexo é a penetração. Pode até ser, porém, não é tão simples atingir o prazer somente com ela. De acordo com um estudo publicado no periódico “Archives of Sexual Behaviour”, o sexo penetrativo é a prática que tem menos chance de fazer a mulher alcançar o orgasmo. Na verdade, o segredo está em investir no clitóris, já que a região tem mais de 8 mil terminações nervosas e é dedicada exclusivamente ao prazer.

Além disso, o estudo aponta que o sexo oral antes ou depois da penetração faz o número de mulheres que chegam ao orgasmo passar de 35% para 60%. Então, investir nesse tipo de estímulo é uma forma de driblar a falta de desejo feminino e garantir que a mulher fique mais satisfeita na hora do sexo.

7. Fazer sexo sem estar com vontade não é uma boa ideia

O sexo deve ser sempre algo consensual e confortável para ambos; caso contrário, a falta de desejo feminino aumenta
shutterstock
O sexo deve ser sempre algo consensual e confortável para ambos; caso contrário, a falta de desejo feminino aumenta

Este é o último item, mas talvez um dos mais importantes de toda a lista. Muitas mulheres acabam cedendo o desejo do outro e fazendo sexo sem estar realmente com vontade, apenas para agradar a pessoa com que se relaciona. No entanto, a prática é extremamente prejudicial não apenas para a relação do casal, mas também para a autoestima da mulher. Lembre-se sempre que sexo é consenso e que você deve se sentir confortável durante a relação.

Leia também: Sexo com penetração não me dá prazer, por quê? Delas responde

Tem alguma dúvida sobre sexo, sexualidade ou até mesmo posições sexuais? Faça como as leitoras que nos mandaram perguntas sobre a falta de desejo feminino e entre em contato conosco pelo email sexo@igcorp.com.br. Nós traremos uma especialista para respondê-la com sigilo total!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.