Tamanho do texto

Como único orgão do corpo humano destinado exclusivamente para o prazer, o clitóris pode ser "o segredo para o sucesso" na hora de alcançar o orgasmo

Diferente dos homens, a maior parte das meninas cresce sem o incentivo à descoberta do próprio corpo, o que acaba transformando o prazer feminino em tabu. O mais contraditório é que, apesar de não serem bem vistas por gostarem ou falarem sobre sexo, as mulheres têm o único órgão do corpo humano voltado exclusivamente para dar prazer: o clitóris.

Leia também: 5 dicas que toda mulher deve saber para encontrar prazer na masturbação

Estimular o clitóris aumenta a chance de chegar ao orgasmo, mas você pode fazer isso de várias maneiras diferentes
shutterstock
Estimular o clitóris aumenta a chance de chegar ao orgasmo, mas você pode fazer isso de várias maneiras diferentes



Estimular o clitóris pode ser o "segredo para o sucesso" para alcançar o orgasmo em uma relação sexual e também durante a masturbação. Cátia Damasceno, coach de relacionamento e especialista e, sexualidade, já comentou sobre isso aqui no Delas e afirma que é até mais fácil que a mulher chegue ao ápice do prazer com a estimulação dessa região do que com a penetração vaginal. 

O corpo feminino tem diversas áreas erógenas e algumas são clássicas quando o assunto é prazer, como o ponto G e a estimulação clitoriana. Porém, enquanto o ponto G fica localizado no canal vaginal e para muitas ainda é até desconhecido, o clitóris está em uma posição de bem mais fácil acesso a ela e ao parceiro, já que ele tem uma parte externa. E não acaba aí. 

A urologista australiana Helen O’Connel, após estudar sobre o órgão na década de 90, percebeu que ele vai além da parte externa e se estende para a parte interior da região íntima feminina sob um formato alongado, como na foto abaixo:

O clitóris é o único órgão destinado apenas para o prazer feminino e é bem maior do que parece ser externamente
shutterstock
O clitóris é o único órgão destinado apenas para o prazer feminino e é bem maior do que parece ser externamente





Para deixar tudo ainda melhor, toda essa região é recheada de terminações nervosas - o dobro em comparação a glande do pênis, por exemplo - e tudo isso contribui ainda mais para o prazer feminino, basta saber a maneira de estimulação de mais de satisfaz. 

Pensando nisso, reunimos algumas dicas para você estimular o órgão e conhecer mais sobre seu corpo: 

1. Masturbação

Nem sempre esfregar o órgão pode ser a melhor forma para atingir o prazer. Por isso, a melhor dica é tentar encontar uma forma de construir sensações. Se você gosta de uma estimulação mais direta, tente acariciar a superfície do clitóris com movimentos diagonais. Para uma estimulação mais indireta, acaricie os lados do órgão e o prepúcio (a "cobertura" do clitóris). 

Se geralmente usa apenas um dedo, comece a variar usando dois, três e até quatro dedos de uma só vez e experimente diferentes movimentos. De acordo com Carla Cecarello, sexóloga do site “C-Date”, o prazer feminino pode variar de mulher para mulher . “Algumas mulheres gostam de virar a barriga para baixo e colocar a mão em cima do clitóris, prensando-o bem nessa posição. Outras preferem se masturbar com as pernas abertas. Outras já gostam de fazer com o chuveirinho ou colocam uma almofada entre as pernas para se estimular”, lista a especialista.

A profissional ainda afirma que é bastante comum que a mulher comece a se tocar de uma forma e siga fazendo a mesma coisa com o passar dos anos. Sendo assim,  também é importante  variar e inovar para que o prazer não passe a depender apenas de uma técnica.

2. Pressão

Um toque leve pode ser melhor, mas em vez de apenas acariciar o clitóris, tente brincar com a pressão apertando o órgão gentilmente. Se quiser testar, segure-o com cuidado entre o polegar e o dedo indicador. Uma vez que você tenha decidido qual é o grau de pressão que mais te agrada, tente manipular a pele movendo a mão para cima e para baixo — como se estivesse estilumando um pênis. 

3. "Edging"

O termo vem da palavra inglesa “edge”, e, em português, significa “beirada”. No sexo, a técnica consiste em estimular o parceiro até que ele esteja à beira do orgasmo, pausar a estimulação e, em instantes, retomá-la. Algumas pessoas afirmam que quando chegam ao orgasmo depois de algumas dessas pausas, a sensação é bastante intensa.

E só porque a técnica é inicialmente sobre aumentar o prazer do outro, não significa que você não possa praticar o "edging" sozinha, inclusive para a estimulação de clitóris. Assim, comece acariciando o órgão lentamente, vá aumentando o ritmo e, quando você sentir que está próxima de chegar ao clímax, dê uma pausa e volte para uma velocidade lenta de novo. 

Leia também: Confira 7 fatos sobre o clitóris e conheça melhor esse incrível órgão

4. Brinquedos eróticos

Diversos especialistas já afirmaram que usar brinquedos eróticos pode contribuir para que a mulher conheça melhor o próprio corpo, além de ajudar a movimentar a relação e aproximar os parceiros, principalmente porque esse tipo de acessório costuma provocar sensações diferentes e até fazer com que elas cheguem mais rápido ao orgasmo. 

A sexóloga Carla Cecarello também explica que  o uso desses brinquedos sexuais pode contribuir para que as mulheres desenvolvam mais fantasias sexuais, trabalhem um pouco mais a mente dela na direção do sexo. "É uma forma de ela aprender a se tocar e conhecer o próprio corpo”, diz. Com certeza essas são ótimas razões para procurar um bom vibrador como presente para si mesma, certo? 

E pode acreditar: existe uma gama imensa de opções de brinquedos sexuais no mercado. Desde mini vibradores para estimulação clitoriana e acessórios próprios para alcançar o ponto G, até plugs anais e consolo com uma base para que possam ser posicionados em uma superfície, variando as possibilidades de posição para a masturbação. É só escolher que mais combina com você para satisfazer os seus desejos. 

5. Posições sexuais

Alcançar o prazer com estilumação clitoriana não é algo restrito à masturbação. Para isso, tanto a mulher quanto o parceiro ou parceira devem dar bastante atenção para essa parte da região íntima, seja no sexo oral ou penetração. Para que ele seja o mais prazeroso possível, algumas posições sexuais podem ajudar facilitar a estimulação do clitóris e, também, ajudar a atingir o orgasmo mais intenso com a ajuda de outra pessoa. 

Por que apostar na estimulação?

Um estudo publicado no “Archives of Sexual Behaviour” , realizado online com mais de 50 mil homens e mulheres, mostra que a penetração não basta para fazer uma mulher gozar e que a excitação feminina é um processo bem mais complexo. 

Entre sexo oral, penetração vaginal, estimulação genital e beijos envolventes, os pesquisadores chegaram à combinação que mais resulta no orgasmo feminino. Os resultados mostram que apenas 35% das mulheres consultadas chegaram ao orgasmo com penetração, enquanto o combo sexo oral, beijos profundos (sem penetração) e estimulação do clitóris fez a porcentagem saltar para 80%. Por isso, essa pode ser uma boa prática para alcançar o prazer. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.